Destinatários da Provinha Brasil: crianças e professores

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723824542023326

Palavras-chave:

alfabetização, avaliação da alfabetização, crianças, professores

Resumo

Este artigo tem por finalidade central discutir como os destinatários da Provinha Brasil estão inscritos nos documentos que compõem esse programa, por meio da análise de textos do programa dirigidos para as crianças, os professores e as equipes escolares. Constitui-se como uma pesquisa documental, cujo corpus analítico são os cadernos que compuseram o kit da Provinha Brasil, referentes à língua portuguesa, no período de 2008 a 2012. Toma como referencial teórico conceitos elaborados por Mikhail Bakhtin e conclui que o programa restringe a autonomia dos sujeitos que participam efetivamente da educação escolar no país, principalmente crianças e professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AFONSO, A J. Mudanças no Estado-avaliador. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 53, p. 267-284, abr./jun. 2013.

ALMEIDA. A. N. S. de. A competência narrativa na Provinha Brasil: um estudo do desempenho dos estudantes da EMEF Tenissom Ribeiro – Aracaju/SE. 2012. 127 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristovão, 2012.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2010a.

BAKHTIN, M. Problemas da poética de Dostoiévski. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010b.

BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. 5. ed. São Paulo: Editora Hucitec: Annablume, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Provinha Brasil: guia de correção e interpretação dos resultados: teste 1. [Brasília: INEP], 1 sem. 2008a.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Provinha Brasil: orientações para Secretarias de Educação. [Brasília: INEP], 2008b.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Guia de elaboração de itens: Provinha Brasil. Brasília: [Inep], 2012.

BRASIL. Secretaria de Educação Básica (SEB). Centro de Alfabetização Leitura e Escrita da Universidade Federal de Minas Gerais (Ceale). Provinha Brasil: reflexões sobre a prática. [Brasília: SEB], 2008.

BREGUNCI, M. das G. Avaliar é um processo. Letra A: o jornal do alfabetizador, Belo Horizonte, ano 4, p. 10-11, jun./jul. 2008. Edição especial. Entrevista coletiva concedida a Daniela Mercier.

CORREIA, J. R. Provinha Brasil: uma análise da concepção de leitura. In: REUNIÃO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO (ANPED), 35., 2012, Porto de Galinhas/PE. Anais eletrônicos [...]. Disponível em: www.anped.org.br. Acesso em: 9 dez. 2012. p. 1016.

ESTEBAN, M. T. Avaliação e fracasso escolar: questões para debate sobre a democratização da escola. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, n. 13, p. 123-134, 2009a.

ESTEBAN, M. T. Considerações sobre a política de avaliação da alfabetização. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro v. 17, n. 51, p. 573-592, set./dez. 2012.

ESTEBAN, M. T. Provinha Brasil: desempenho escolar e discursos normativos sobre a infância. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, Rio de Janeiro n. 9, p. 47-55, maio/ago. 2009b.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 29. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREITAS, D. N. T. de. A avaliação da educação básica no Brasil: dimensão normativa, pedagógica e educativa. Campinas: Autores Associados, 2007.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

HYPOLITO, Á. M. Políticas educacionais e regulações do trabalho docente. In: SANTOS, L. L. de C. et al. (org.) Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010 (livro 3). p. 730-749. Disponível em: http://www.fae.ufmg.br/endipe/publicacoes.php. Acesso em: 10 dez. 2012.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Diretoria de Avaliação da Educação Básica. Coordenação Geral do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica. Provinha Brasil: orientações para as Secretarias de Educação: teste 2. [Brasília: INEP], 2. sem. 2009a.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Centro de Alfabetização Leitura e Escrita da Universidade Federal de Minas Gerais. Centro de Política Públicas e Avaliação da Universidade Federal de Juiz de Fora. Provinha Brasil: passo a passo. [Brasília: INEP], 2008a.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Diretoria de Avaliação da Educação Básica. Coordenação Geral do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica. Provinha Brasil: passo a passo: teste 1. [Brasília: INEP], 1. sem. 2009b.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Centro de Alfabetização Leitura e Escrita da Universidade Federal de Minas Gerais. Centro de Política Públicas e Avaliação da Universidade Federal de Juiz de Fora. Provinha Brasil: caderno do professor/aplicador II: guia de aplicação: teste 2. [Brasília: INEP], 2. sem. 2008e.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Diretoria de Avaliação da Educação Básica. Coordenação Geral do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica. Provinha Brasil: guia de aplicação: teste 1. [Brasília: INEP], 1 sem. 2011.

KIT. In: INSTITUTO ANTONIO HOWAIS (org.). VILLAR, M. de S. (Ed.). Dicionário Houaiss Conciso. São Paulo: Moderna, 2011. p. 569.

MAIA, M. Provinha Brasil: a utilização e avaliação dos testes de diagnósticos da alfabetização pelos professores. 2010. 164 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.

MELLO, D. T. Provinha Brasil (ou “provinha de leitura”?): mais uma “avaliação sob medida” do processo de alfabetização e “letramento inicial?”. 2012. 402 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

MORAIS, A. G.; LEAL, T. F.; ALBUQUERQUE, E. B. C. “Provinha Brasil”: monitoramento da aprendizagem e formulação de políticas educacionais. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Recife: Anpae, v. 25, n. 2, p. 301-320, maio/ago. 2009.

SCHWARTZ, C. M.; GONTIJO, C. M. M. Alfabetização, letramento e a política de avaliação diagnóstica no Brasil. In: ZACCUR, E. (org.). Alfabetização e letramento: o que muda quando muda o nome? Rio de Janeiro: Rovelle, 2011. p. 171-192.

SEVERO, C. Sobre o sujeito na perspectiva (do círculo) de Bakhtin. Revista Eletrônica do Instituto de Humanidades, Rio de Janeiro v. VII, n. XXV, p. 45-60 abr./ jun. 2008. Disponível em: http://publicacoes.unigranrio.com.br/index.php/reihm/article/view/9. Acesso em: 5 jun. 2022.

TORRES, R. M. Melhorar a qualidade da educação básica? as estratégias do Banco Mundial. In: TOMMASI, L. de; WARDE, M. J.; HADDAD, S. (org.). O Banco Mundial e as políticas educacionais. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2009. p. 125-194.

VERÍSSIMO, L. F. Diminutivos. In: VERÍSSIMO, L. F. Comédias da vida privada: 101 crônicas escolhidas. Porto Alegre: LPM, 1994. p. 30.

Downloads

Publicado

2023-03-20

Como Citar

ENDLICH, Ana Paula Rocha; GONTIJO, Cláudia Maria Mendes. Destinatários da Provinha Brasil: crianças e professores. Revista Linhas, Florianópolis, v. 24, n. 54, p. 326–347, 2023. DOI: 10.5965/1984723824542023326. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/23385. Acesso em: 25 fev. 2024.