Contribuições para pensar a prática educativa no diálogo com Habermas e Freire em oposição ao excesso de racionalidade instrumental

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723824542023280

Palavras-chave:

racionalidade instrumental, razão comunicativa, educação libertadora, diálogo

Resumo

Este trabalho objetiva identificar convergências nas teorias de Jürgen Habermas e Paulo Freire que constituem contribuições para a prática educativa. Os referidos autores apresentam aproximações que nos ajudam a perceber a racionalidade instrumental, que ainda hoje persiste na prática educativa. O excesso de racionalidade instrumental denunciado por Habermas e Freire demonstra o valor e a atualidade das ideias dos autores para a educação. Habermas propõe a razão comunicativa, trazendo o potencial da linguagem voltado ao entendimento intersubjetivo no agir comunicativo. Freire, por sua vez, opõe-se à educação bancária, que é por si mesma a personificação da racionalidade instrumental. Como alternativa à educação bancária, Freire nos apresenta a educação libertadora. As afinidades de pensamentos entre esses teóricos estão na intersubjetividade, na proposição e na exploração de uma concepção dialógico-comunicativa da razão, em que o diálogo se apresentada como mediador. Assim, as convergências teóricas percebidas entre Habermas e Freire, com relação às oposições e ao enfrentamento da razão instrumental, expressam relevantes contribuições para a educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivone dos Santos Siqueira, Federal University of Para

Doutoranda em Educação em Ciências (PPGECM/UFPA). Assessora Pedagógica, Técnica em Assuntos Educacionais no Instituto Federal do Pará (IFPA).

Elinete Oliveira Raposo, Federal University of Para

Doutora em Educação em Ciências e Professora da Universidade Federal do Pará (IEMCI/UFPA)

Nadia Magalhães da Silva Freitas , Federal University of Para

Doutora em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (UFPA) Professora do Instituto de Educação Matemática e Científica (IEMCI/UFPA)

Referências

ADORNO, Theodor W; HORKHEIMER, Max. Dialética do esclarecimento. Tradução de Guido Antônio de Almeida. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1985.

ALVES, Marcos Alexandre; MELLO, Paloma Lencina. Consciência social, comunidade ética e crítica da alienação em Habermas. Aufklärung: Revista de Filosofia, João Pessoa, v. 3, n. 2, p. 113-126, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/arf/article/view/30417. Acesso em: 12 de set. 2020.

ANDRADE, Luís Fernando Silva; ALCÂNTARA, Valderí de Castro; PEREIRA, José Roberto. Comunicação que constitui e transforma os sujeitos: agir comunicativo em Jürgen Habermas, ação dialógica em Paulo Freire e os estudos organizacionais. Cadernos EBAPE. BR., Rio de Janeiro, v. 17, n. 1, p. 12-24, 2019.

ANJOS, Eline dos. Diálogo na ação comunicativa. In: SÍVERES, Luiz; VASCONCELOS, Ivan César Oliveira de (Org.). Diálogo: um processo educativo. Brasília: Cidade Gráfica Editora, 2018. p. 129-147.

AZEVEDO, José André. Fundamentos filosóficos da pedagogia de Paulo Freire. Akrópolis Umuarama, v. 18, n. 1, p. 37-47, 2010.

BASTOS, Carolina Vieira; OLIVEIRA, Simone Vinhas de. Ação Comunicativa e Ação Dialógica: contribuições para uma educação libertadora. Aprender. Cadernos de Filosofia e Psicologia da Educação, Vitória da Conquista, ano 4, n. 7, p. 119-134, 2006.

BOLZAN, José. Habermas: razão e racionalização. Ijuí: Ed. Unijuí, 2005.

BOUFLEUER, José Pedro. Pedagogia da ação comunicativa: uma leitura de Habermas. Ijuí: Ed. Unijuí, 2001.

BRESSIANI, Nathalie. Entre sistema e mundo da vida: teoria social e diagnóstico de patologias sociais em Jürgen Habermas. In: SCHMIDT, Rainer; PINZANI, Alessandro (org.). Um pensamento interdisciplinar: ensaios sobre Habermas. Florianópolis: Nefponline, 2016. p. 13-43.

BUBER, Martin. Eu e tu. São Paulo: Centauro, 2001.

CAVALCANTE, Alberto Rocha. Projeto da modernidade em Habermas. Londrina: Ed. UEL, 2001.

CARVALHO, Marco Antonio Batista. Paulo Freire e o exílio no Chile: uma contribuição recíproca para uma visão de mundo. In: GADOTTI, Moacir; ABRÃO, Paulo. Paulo Freire, anistiado político brasileiro. São Paulo: Editora e Livraria Instituto Paulo Freire; Brasília: Comissão de Anistia. Ministério da Justiça, 2012. p. 41-54.

CARVALHO, Maria João de. Paulo Freire: a construção da escola democrática a partir da decisão. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação – RBPAE, Porto Alegre, v. 25, n. 3, p. 441-454, 2009. Disponível em:

https://seer.ufrgs.br/rbpae/article/view/19659/11458. Acesso em: 02 de nov. 2021.

CASAGRANDE, Cledes Antonio. Educação, intersubjetividade e aprendizagem em Habermas. Ijuí: Ed. Unijuí, 2009.

DUSSEL, Enrique. Filosofia da libertação: crítica à ideologia da exclusão. São Paulo: Paulus, 1995.

FREIRE, Paulo. Conscientização. São Paulo: Cortez & Moraes, 1979.

FREIRE, Paulo. Educação como prática de liberdade. 45. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2019b.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. 38. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2018.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? 13. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 54. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora UNESP, 2000.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2019a.

GOMES, Luiz Roberto. Educação e comunicação em Habermas: o entendimento como mecanismo de coordenação da ação pedagógica. Cadernos de Educação, Pelotas, v. 33, p. 231-250, 2009. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/caduc/article/view/1659. Acesso em: 15 de set. 2020.

HABERMAS, Jürgen. O agir comunicativo e razão destranscendentalizada. Tradução Lucia Aragão. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2002a.

HABERMAS, Jürgen. O discurso filosófico da modernidade. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2000.

HABERMAS, Jürgen. Pensamento pós-metafísico: estudos filosóficos. 2. ed. Rio de Janeiro: Tempo Universitário, 2002b.

HABERMAS, Jürgen. Técnica e ciência com ''ideologia''. Tradução: Felipe Gonçalves Silva. São Paulo: UNESP, 2014.

HABERMAS, Jürgen. Teoria do agir comunicativo 1: racionalidade da ação e racionalização social. Tradução: Flávio Beno Siebeneichler. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012a.

HABERMAS, Jürgen. Teoria do agir comunicativo 2: sobre a crítica da razão funcionalista. Tradução: Flávio Beno Siebeneichler. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012b.

HABOWSKII, Adilson Cristiano; CONTEII, Elaine. Notas marginais sobre Adorno e Freire. Comunicações Piracicaba, Piracicaba, v. 27, n. 1, p. 27-47. 2020. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistasunimep/index.php/comunicacoes/article/viewFile/4209/2401. Acesso em: 04 de out. 2021.

LIMA, Clóvis Montenegro de; KEMPNER, Fernanda; TISCOSKI Gabriela Pelegrini. Discurso e aprendizagens em organizações complexas. In: ENCONTRO DA ANPAD, 34, 2010, Rio de Janeiro. Anais [...]. Disponível em: http://www.anpad.org.br/diversos/down_zips/53/eor2459.pdf. Acesso em: 23 maio 2020.

LUZ, Madel. Natural, racional, social: razão médica e racionalidade moderna. Rio de Janeiro: Fiocruz: Edições Livres, 2019. E-book. Disponível em: https://portolivre.fiocruz.br/natural-racional-social-raz%C3%A3o-m%C3%A9dica-e-racionalidade-moderna. Acesso em: 04 de nov. 2021.

MELO NETO, José Francisco de. Diálogo em educação: Platão, Habermas e Freire. João Pessoa: Editora Universitária da UFPB, 2011.

MORAES JÚNIOR, Manuel Ribeiro. Linguagem e ação comunicativa: uma introdução fundamental à teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas. Aufklärung: Revista de Filosofia, João Pessoa, v. 5, p. 155-166, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/arf/article/view/42240. Acesso em: 21 out. 2020.

MORROW, Raymond Allen; TORRES, Carlos Alberto. Jürgen Habermas, Paulo Freire e a pedagogia crítica: novas orientações para a educação comparada. In: TORRES, Carlos Alberto. Teoria crítica e sociologia política da educação. São Paulo: Cortez; Instituto Paulo Freire, 2003. p. 229-261.

MÜHL, Eldon Henrique. Habermas e a educação: ação pedagógica como agir comunicativo. Passo Fundo: UPP, 2003.

MÜHL, Eldon Henrique. Violência, racionalidade instrumental e a perspectiva educacional comunicativa. Cadernos de Educação – UFPel, Pelotas, v. 33, p. 251-274. 2009. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/caduc/article/view/1660. Acesso em: 10 de out. 2021.

NABAES, Thais de Oliveira Nabaes; PEREIRA, Vilmar Alves Pereira. Ontologia ambiental: o reposicionamento do Ser no horizonte da racionalidade ambiental. Educar em Revista, Curitiba, n. 61, p. 189-204, 2016. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/educar/article/view/45961. Acesso em: 10 dez. 2022.

PAIVA, Amanda Santos de Queiroz Oliveira. Possibilidades do agir comunicativo no espaço escolar: um estudo em uma escola pública de ensino médio. 2019. 136f. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Ensino) − Programa de Pós-Graduação em Ensino, Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, Rio Grande do Norte, 2019.

PITANO, Sandro de Castro. Paulo Freire e Jürgen Habermas e o ideal formativo da educação popular: cidadão ou sujeito social? Curitiba: Editora CRV, 2016.

PIZZI, Jovino. O conteúdo moral do agir comunicativo. São Leopoldo: Editora Unisinos, 2005.

RODRIGUES, Cleide Aparecida Carvalho. O processo comunicativo na prática pedagógica. Inter-Ação: Revista Faculdade de Educação, Goiânia, n. 26, v. 2, p. 101-117, 2001. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/interacao/article/view/1603. Acesso em: 12 out. 2020.

ROMANOWSKI, Joana Paulin. Aprender: uma ação interativa. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Lições de didática. 2. ed. Campinas: Papirus, 2007. p. 101-122.

SAUL, Ana Maria; SILVA, Antonio Gouvêa. A matriz de pensamento de Paulo Freire: um crivo de denúncia-anúncio de concepções e práticas curriculares. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 12, n. 3 p. 2064-2080, 2014. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum/article/view/20907. Acesso em: 10 out. 2021.

SIEBENEICHLER, Flávio Beno. Jügen Habermas: razão comunicativa e emancipação. 4. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

SOUZA, Jessé José Freire de. De Goethe a Habermas: autoformação e esfera pública. Lua Nova, São Paulo, n. 43, p. 25-57, 1998. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ln/a/MQbk8pcjGjf8xnpfFbDcxpH/abstract/?lang=pt. Acesso em: 11 nov. 2020.

TORRES, Carlos Alberto. A pedagogia política de Paulo Freire. In: TORRES, Carlos Alberto. Teoria crítica e sociologia política da educação. São Paulo: Cortez; Instituto Paulo Freire. 2003. p. 209-227.

VIANNA, Túlio Lima. Crítica da razão comunicativa. O direito entre consenso e o conflito. Revista de Informação Legislativa, Brasília, v. 45, n. 180, p. 31-46. 2008. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/item/id/176562. Acesso em: 11 dez. 2022.

ZASLAVSKY, Alexandre. Ação pedagógica, ação comunicativa e didática. Conjectura: Filosofia e Educação, Caxias do Sul, v. 22, n. 1, p. 69-81, 2017. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/conjectura/article/view/4435. Acesso em: 10 out. 2019.

Downloads

Publicado

2023-03-20

Como Citar

SIQUEIRA, Ivone dos Santos; RAPOSO, Elinete Oliveira; FREITAS , Nadia Magalhães da Silva. Contribuições para pensar a prática educativa no diálogo com Habermas e Freire em oposição ao excesso de racionalidade instrumental. Revista Linhas, Florianópolis, v. 24, n. 54, p. 280–310, 2023. DOI: 10.5965/1984723824542023280. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/21714. Acesso em: 19 maio. 2024.