Utilização das ferramentas da indústria 4.0 para a prototipagem no setor de vestuário

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/18083129152021e0023

Palavras-chave:

Vestuário - Indústria, Prototipagem rápida, Modelagem tridimensional, Indústria 4.0

Resumo

As tecnologias digitais da Indústria 4.0, trazem benefícios para as empresas de vestuário, com a otimização dos processos, a velocidade de produção e a conexão entre as máquinas, que permite a integração de toda a cadeia de valor. O presente artigo aborda a utilização de ferramentas da indústria 4.0 na prototipagem de produtos de vestuário. Aplicou-se a pesquisa básica com fundamentos teóricos, com uma abordagem qualitativa e descritiva. A coleta de dados foi realizada em livros, artigos científicos, teses e dissertações, trazendo os princípios e pilares da indústria 4.0, bem como as ferramentas que possibilitam a prototipagem 3D (tridimensional) de produtos de vestuário. Destaca-se a relevância da pesquisa tendo em vista que a análise global da viabilidade técnica do produto, que avalia o traçado da modelagem, a vestibilidade, os aspectos ergonômicos e o caimento das peças, são feitos em ambiente virtual, dispensando assim: a plotagem dos moldes, seleção e preparação do tecido para o corte, traçado do risco e corte dos moldes e montagem (preparação e costura) das peças do modelo de vestuário. Os resultados da pesquisa revelam que é possível ter eficácia na produção e na redução do tempo de trabalho e benefícios sustentáveis com o uso das ferramentas de prototipagem 3D para produtos de vestuário, em termos sociais, ambientais e financeiros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leide Laura Bittencourt, UDESC, Ceart, Florianópolis, SC

Mestranda em Design de Vestuário e Moda pela UDESC, Pós-Graduada em Nível de Especialização em Moda pelo IFC - campus Ibirama(2018) e Graduada em Design de Moda pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci (2015) .Atualmente docente nas unidades curriculares de Tecnologia da confecção e modelagem tridimensional no curso de design de Moda da faculdade SENAI Blumenau, atuando ainda em cursos de curta duração de modelagem e costura.

Icléia Silveira, UDESC, Ceart, Florianópolis, SC

Doutora em Design (2011) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Mestra em Engenharia da Produção (2003) pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Especialista em Desenho Industrial, Estilismo e Modelagem de moda (1992) pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Também especialista em Atualização para docentes de Nível Superior (1980) pela UFSC. Também especialista em Geografia e Desenvolvimento Regional e Urbano (1978) pela UFSC. Licenciada em Geografia (1976) pela UFSC. Atualmente, é professora do quadro efetivo de docentes do curso de bacharelado em moda e do Programa de Pós-Graduação em Design de Vestuário e Moda (PPGModa), ambos da Udesc. É membro do Grupo de Pesquisa Design de Moda e Tecnologia (Udesc/CNPq). É membro do conselho editorial da revista ModaPalavra e-periódico (Udesc). É membro da Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Moda (ABEPEM). É coordenadora do Laboratório de Tecnologia do Vestuário e Economia Criativa (LaCRIAT), da Udesc. Atua, leciona e pesquisa as seguintes áreas: ergonomia, modelagem plana do vestuário, moulage, processos produtivos nas indústrias têxteis e de confecção, gestão do conhecimento, negócios de moda e aprendizagem organizacional.

Lucas da Rosa, UDESC, Ceart, Florianópolis, SC

Bacharel em Ciências Econômicas (Ano: 2000) - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Especialista no Lato-Sensu em Moda: Criação e Produção (Ano: 2002) e Mestre em Educação e Cultura (Ano: 2005), ambas formações na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Doutor em Design (Ano 2012) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Atualmente é professor efetivo na UDESC, trabalhando no Bacharelado em Moda e no Programa de Pós-Graduação do Mestrado Profissional de Design de Vestuário e Moda (PPGModa). Tem experiência no Setor de Moda, com ênfase na Tecnologia do Vestuário, trabalhando principalmente na concepção e desenvolvimento de produtos. 

Daniela Novelli, UDESC, Ceart, Florianópolis, SC

Doutora em Ciências Humanas pelo Programa Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), área Estudos de Gênero, com a tese: A branquidade em Vogue [Paris e Brasil]: imagens da violência simbólica no século XXI (2014). Realizou estágio de doutoramento na École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS - CAPES/COFECUB) e de pós-doutorado na Université de Paris-Sorbonne Paris IV, junto ao Centre de Recherches Interdisciplinaires sur les Mondes Ibériques Contemporains (CRIMIC) com bolsa de pesquisa CAPES BEX 6682/14-6 (Brasil). Mestre em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), área História do Tempo Presente (2009), com estudos voltados para imagem/juvenilização contemporânea em periódicos de moda. Especialista em Moda: Criação e Produção pela UDESC (2002). Bacharel em Moda, com habilitação em Estilismo pela UDESC (2000). Pesquisadora colaboradora do Instituto de Estudos de Gênero (IEG) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Membro de conselho editorial da revista DaPesquisa e parecerista ad-hoc da revista ModaPalavra E-periódico e da Revista Feminista (REF). Atuou como professora da UNIVALI e atualmente é professora adjunta no curso Bacharelado em Moda da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), credenciada no Mestrado Profissional em Design de Vestuário e Moda do Programa de Pós-Graduação em Moda (PPGMODA) da mesma instituição.

Referências

ALMEIDA, P. S. de. Indústria 4.0: princípios básicos, aplicabilidade e implantação na área Industrial. Editora: Saraiva Educação, 2019.

ASHTON, K. A história secreta da criatividade. Rio de Janeiro: Sextante, 2016.

BRUNO, F. da S. A quarta revolução industrial do setor têxtil e de confecção: a visão de futuro para 2030. São Paulo : Estação das Letras e Cores, 2016. Disponível em: https://bibliotecas.sebrae.com.br/chronus/ARQUIVOS_CHRONUS/bds/bds.nsf/b4a04ab45a138e42aec2a4762f18b5c8/$File/7585.pdf. Acesso em: 24 nov. 2020.

CHATAIGNIER, G. Fio a fio: tecidos, moda e linguagem. São Paulo: Estação das Letras, 2006.

FOLHA informativa sobre COVID-19. In: OPAS/OMS . Brasília : Organização Pan-Americana da Saúde, [2020]. Disponível em:

https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6101:covid19&Itemid=875. Acesso em: 19 out. 2020.

GAIA, P. A quarta revolução industrial e as tendências tecnológicas no segmento de equipamentos, máquinas e acessórios industriais. O Papel: revista mensal de tecnologia em celulose e papel, [s. l.], v. 77, n. 5, p. 21-25, 2016. Disponível em: http://www.celuloseonline.com.br/47807-2/. Acesso em: 20 out. 2020.

LIDÓRIO, C. F. Tecnologia da confecção. Araranguá: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina, 2008. Disponível em: https://wiki.ifsc.edu.br/mediawiki/images/temp/5/52/20080729221515!Apostila_CTQ_edi%C3%A7%C3%A3o_1.pdf. Acesso em: 20 nov. 2020.

MONTEMEZZO, M. C. de F. S. Diretrizes metodológicas para o projeto de produtos de moda no âmbito acadêmico. 2003. Dissertação (Mestrado em Desenho Industrial) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, Bauru, 2003. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/97020. Acesso em: 30 nov. 2020.

PIRES, G. A. O CAD 3D aplicado na validação de protótipos na indústria do vestuário. 2015. Dissertação (Mestrado em Design) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, Bauru, 2015. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/132882/pires_ga_me_bauru_int.pdf?sequence=3&isAllowed=y. Acesso em: 27 nov. 2020.

RÜßMANN, M. et al. Industry 4.0: The future of productivity and growth in manufacturing industries. In: Boston Consulting Group, 9 Apr. 2015. Disponível em: https://www.bcg.com/pt-br/publications/2015/engineered_products_project_business_industry_4_future_productivity_growth_manufacturing_industries .Acesso em: 23 nov. 2020.

SACOMANO, J. B. et al. Indústria 4.0: conceitos e fundamentos. São Paulo: Blucher, 2018.

SCHWAB, K. A quarta revolução industrial. São Paulo: Edipro, 2016.

SILVEIRA, I.; PULS, L. M. Modelo de gestão do conhecimento: capacitação da modelagem de vestuário. Florianópolis: UDESC, 2017. (Teses de Moda; v. 2). Disponível em: https://www.udesc.br/arquivos/ceart/id_cpmenu/3348/livro_teses_de_moda_icleia_silveira_15232959222134_3348.pdf. Acesso em: 23 nov. 2020.

SILVEIRA, I. Um modelo para capacitação dos instrutores do sistema CAD para vestuário e dos modelistas, com foco na gestão do conhecimento.2011. Tese (Doutorado em Design) - Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/132882/pires_ga_me_bauru_int.pdf?sequence=3&isAllowed=y. Acesso em: 14 dez. 2020.

SPRICIGO, B. Resumo sobre Indústria 4.0: entenda rapidamente os conceitos e benefícios. In: Pollux. Joinville, 16 mar. 2018. Disponível em: https://www.pollux.com.br/blog/resumo-sobre-industria-4-0-entenda-rapidamente-os-conceitos-e-beneficios/. Acesso em: 23 nov. 2020.

TORI, R. Desafios para o Design de Informação em Ambientes de Realidade Aumentada. InfoDesign - Revista Brasileira de Design da Informação, São Paulo, v. 6, n. 1, p.46 – 57, 2009. DOI: https://doi.org/10.51358/id.v6i1.70. Disponível em: https://www.infodesign.org.br/infodesign/article/view/70. Acesso em: 13 nov. 2020.

TREPTOW, D. Inventando moda: planejamento de coleção. 5. ed. Brusque: do Autor, 2013.

VASQUES, R. S. ; PELEGRINI, S. C. A. O produto têxtil: moda e história na década de 1960. In: COLÓQUIO DE MODA, 7., 2011, Maringá. Anais eletrônicos [...]. Maringá : Cesumar, 2011. Disponível em: https://www.coloquiomoda.com.br/anais/Coloquio%20de%20Moda%20-%202011/GT08/Comunicacao-Oral/CO_89593O_Produto_Textil_Moda_e_Historia_na_Decada_de_1960.pdf. Acesso em: 20 nov. 2020.

Publicado

2021-07-27

Como Citar

BITTENCOURT, L. L.; SILVEIRA, I.; ROSA, L. da; NOVELLI, D. . Utilização das ferramentas da indústria 4.0 para a prototipagem no setor de vestuário . DAPesquisa, Florianópolis, v. 16, p. 01-25, 2021. DOI: 10.5965/18083129152021e0023. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/19997. Acesso em: 8 dez. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)