Investigações sobre treinamento e composição

busca pela liberação de automatismos do corpo vocal nas artes da cena e no fazer teatral

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312915252020e0008

Palavras-chave:

Artaud, Antonin, 1896-1948, Imagem corporal nas artes cênicas, Voz na arte, Fenomenologia e arte

Resumo

O presente artigo apresenta uma revisão teórico-conceitual sobre o treinamento de atrizes e atores nas artes cênicas para o desenvolvimento técnico e artístico com vistas à potencialização e à ampliação das ações do corpo vocal. A Redução Fenomenológica (époché) é abordada como conceito chave de reflexão para a liberação dos automatismos do corpo vocal na prática teatral inspirada em Antonin Artaud. A questão é investigar as possibilidades de improvisação, de criação em devir-consciente, em suspensão, na busca por um Corpo Vocal sem Órgãos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daiane Dordete Steckert Jacobs, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Professora Associada do Departamento de Artes Cênicas, área de voz/interpretação, e do Programa de Pós-graduação em Teatro da Universidade do Estado de Santa Catarina(UDESC). Doutora e Mestra em Teatro pela UDESC

Maria Rachel de Souza Chula, UDESC

Atriz , Bailarina e Professora de Dança e de Teatro. Mestra em
Teatro pela UDESC.

Referências

ARTAUD, A. Para Acabar de Vez Com o Juízo de Deus e o Teatro da Crueldade. Lisboa: Ed. & Etc., 1975.

ARTAUD, A. O teatro e seu duplo. 3ª. Ed. Tradução de Teixeira Coelho. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

CAVAREIRO, A. The Vocal body: extract from A Philosophical encyclopedia of the body. In: Qui Parle: journal of critical humanities and social sciences. Transladed by Matt Langione. Lincoln: University of Nebraska Press, 2012, n. 01, col. 21, p.71-83.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. O que é filosofia? Tradução: Bento Prado Jr. e Alberto Alonso Munoz. Editora 34. São Paulo: Editora 34, 1992. Coleção TRANS

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Tradução de Peter Pál Pelbart e Janice Caiafa. São Paulo: Ed.4, 1997. v.2-4

DEPRAZ, N.; VARELA, F.; VERMERSCH, P. A redução à prova da experiência. Arquivos Brasileiros de Psicologia, Rio de Janeiro, v. 58, n. 1, junho 2006.

GIL, J. Movimento Total: o Corpo e a Dança. Tradução: Miguel Serras Pereira. Lisboa: Editora Relógio D’Água, 2001.

KASTRUP, V. A Aprendizagem da Atenção na Cognição Inventiva. In: Psicologia & Sociedade, Pernambuco, v. 16, n. 3, p. 7-16, setembro/dezembro, 2004.

MASSUMI, B. A arte do corpo relacional: do espelho-tátil ao corpo virtual. Galáxia, São Paulo, n. 31, p. 05-21, abril 2016. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/galaxia/article/view/26462. Acesso em: 11 ago. 2019.

PELBART, P. P. Indivíduo e potência. In: NEUPARTH, S.; GREINER, C. (org.). Arte agora: pensamentos enraizados na experiência. São Paulo: Annablume, 2011.

QUILICI, C. S. Artes performativas, modos de percepção e práticas contemplativas. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes - EBA /UFMG, Belo Horizonte, v. 8, n. 15, maio 2018.

VARELA, F.; THOMPSON, E.; ROSCH, E. A mente incorporada: ciências cognitivas e experiência humana. Porto Alegre: Artmed, 2003.

VARGENS, M. A Voz articulada pelo coração: ou a expressão vocal para o alcance da verdade cênica. São Paulo: Perspectiva, 2013.

YANEZ, X. D.; ROMESIN, H. M. Habitar humano em seis ensaios de biologia cultural. Tradução de Edson Araújo Cabral. São Paulo: Palas Athenas, 2009

Publicado

2020-09-22

Como Citar

Jacobs, D. D. S., & Chula, M. R. de S. (2020). Investigações sobre treinamento e composição: busca pela liberação de automatismos do corpo vocal nas artes da cena e no fazer teatral. DAPesquisa, 15, 01-16. https://doi.org/10.5965/1808312915252020e0008