Importância do projeto castração na detecção de doenças subclínicas em animais de companhia

Autores

  • Náthaly Queiroz Araújo Dom Bosco Catholic University image/svg+xml
  • Magyda Arabia Araji Daurough Moussa
  • Pedro Sant'Anna Camargo
  • Paula Helena Santa Rita

Palavras-chave:

medicina veterinária, veterinária do coletivo, população vulnerável, vulnerabilidade, saúde pública

Resumo

Castração: um ato de amor e prevenção” é um projeto de extensão que visa atender a comunidade socialmente vulnerável possibilitando o controle populacional de cães e gatos, propagação de doenças e a conscientização da superpopulação de animais. Os cursos de serviço social e medicina veterinária conduzem o projeto, atuando diretamente na triagem social e clínica. Os atendimentos são realizados no Hospital Veterinário Dom Bosco (HOVET-UCDB), com a participação de 33 acadêmicos do curso de medicina veterinária, e um do serviço social, supervisionados por quatro docentes, sendo três médicos veterinários e uma assistente social. Dividido em equipes, os cursos de serviço social e medicina veterinária são delegados pelo funcionamento do projeto, onde atuam em triagem social e clínica. Os acadêmicos do curso de assistência social são responsáveis por selecionar cães e gatos que fazem parte de famílias com classe social vulnerável, e os de veterinária se responsabilizam pelo atendimento clínico, coleta e análise de exames laboratoriais, além de procedimento cirúrgico e pós-operatório imediato. As principais alterações mais importantes nos exames foram: anemia, trombocitopenia, leucopenia, neutrofilia, eosinofilia e monocitose. No exame bioquímico detectou lesões hepáticas e renais, principalmente nos felinos. Dentre os cães avaliados, apresentaram aumento de ALT, FA, ureia sérica e creatinina, demonstrando alterações hepáticas e renais. Detectar variadas alterações subclínicas, em animais visivelmente saudáveis, da maioria dos animais do projeto mostrou a extrema importância em se ter um atendimento a comunidade, promovendo saúde de forma preventiva. O interesse da comunidade participante é consequência do alto potencial que os projetos de extensão podem alcançar para a demanda social superando as expectativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA N. R., SOARES L. C., WARDINI A. B. Alterações clínicas e hematológicas em gatos domésticos naturalmente infectados pelo Vírus da Leucemia Felina (FeLV). Revista de Saúde. v.07, n.1, p. 27-32, 2016.

BUQUERA, L. E. C. et al. Controle populacional de cães e gatos por meio de esterilização cirúrgica e educação para posse responsável. Centro de Ciências Agrárias/Departamento de Ciências Veterinária – Universidade Federal da Paraíba, Areia-PB, Campina Grande-PB, 2013.

MACEDO, J.B. Castração Precoce em Pequenos Animais: Prós e Contras. 42f. 2011. TCC (Pós Graduação em Clínica Medica e Cirúrgica de Pequenos Animais) – Universidade Castelo Branco, Goiânia, 2011.

NASCIMENTO, E.F.; SANTOS, R.L. Patologia da Reprodução nos Animais Domésticos. 2ed, Ed Guanabara-Koogan, 2003

SÍVERES, Luiz. O princípio da aprendizagem na extensão universitária. Extensão universitária como um princípio de aprendizagem. Brasília: Líber Livro, p. 19-33, 2013.

Downloads

Publicado

2022-12-23

Como Citar

ARAÚJO, N. Q.; MOUSSA, M. A. A. D.; CAMARGO, P. S.; RITA, P. H. S. Importância do projeto castração na detecção de doenças subclínicas em animais de companhia. Cidadania em Ação: Revista de Extensão e Cultura, Florianópolis, v. 6, n. 2, 2022. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/cidadaniaemacao/article/view/22896. Acesso em: 6 fev. 2023.