Inclusão e equidade nas oportunidades de ensino: o estudante surdo no contexto da educação inclusiva

Autores

  • Jurandir de Almeida Araújo Fundação Visconde de Cairu

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984317815022019218

Palavras-chave:

Educação de Surdos, Educação Inclusiva, Equidade,

Resumo

Inclusão e equidade são temas atuais e bastante discutidos nos diferentes setores da sociedade brasileira, e na escola não é diferente. A inclusão de pessoas com deficiência na sala de aula da escola regular, por exemplo, tem gerado discussões calorosas no meio escolar e acadêmico e, por conseguinte, um significativo número de estudos tratando do assunto. Assim, objetiva-se com este artigo tecer uma análise crítico/reflexiva acerca da inclusão de alunos surdos na escola da rede regular ensino a partir do ponto de vista de uma estudante surda. De abordagem social qualitativa, o estudo de caso foi escolhido para traçar e compor o itinerário da pesquisa. Em linhas gerais, o estudo revelou que há ainda um longo caminho a ser percorrido, tanto pelas escolas da rede pública quanto da rede privada, para se tornarem de fato inclusivas, uma vez que não oferecem, em sua maioria, a todas as pessoas equidade nas oportunidades de ensino. Em relação ao estudante surdo, evidenciou que o uso da Libras no contexto escolar e de sala de aula configura-se como um elemento potencializador no processo de ensino aprendizagem.

Biografia do Autor

Jurandir de Almeida Araújo, Fundação Visconde de Cairu

Doutorando em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Mestre em Educação e Contemporaneidade pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Graduado em Pedagogia (UNEB). Membro do Grupo de Pesquisa Política e Gestão da Educação, do grupo de Pesquisa Educação , Desigualdade e Diversidade e da Associação Brasileira de Pesquisadores(as) pela Justiça Social (Abrapps). Professor do curso de Pedagogia da Fundação Visconde de Cairu (FVC) e do curso de Pedagogia EAD/UNEB.

Referências

ALVES, José Matias. Equidade educativa: desafios pedagógicos, profissionais e organizacionais. In: MACHADO, Joaquim; ALVES, José Matias (Orgs.). Equidade e Justiça em Educação: desafios da escola bem-sucedida com todos. Porto, Portugal: UCP, 2017, p. 65-78.

ARAÚJO, Andressa Araújo de. Surdez e preconceito: uma análise a partir dos estudantes surdos e dos pais de surdos. 2018, 144f. Dissertação (Mestrado Psicologia Social). Universidade Federal de Sergipe. Sergipe: UFS, 2018.

ARAÚJO, Jurandir de Almeida. Criação de um Blog de Emprego Apoiado. In: DELGADO GARCIA, Jesus Carlos (Org.). 100 Projetos de Emprego Apoiado. São Paulo: ITS BRASIL, 2017a.

ARAÚJO, Jurandir de Almeida. As desigualdades e suas implicações na trajetória educacional dos sujeitos menos favorecidos. In: ARAÚJO, Jurandir de Almeida; SOBRINHO, Raquel Alves; SANTOS, Deyse Luciano de Jesus (Orgs.). Educação em Foco: questões e diálogos conexos. Curitiba: CRV, 2017b, p. 217-227.

BAYER, Hugo Otto. Inclusão e Avaliação na Escola: alunos com necessidades educacionais especiais. 4. ed. Porto Alegre: Mediação, 2010.

BRASIL. Declaração de Salamanca e Linha de Ação sobre Necessidades Educativas Especiais. Brasília: Corde,1994.

BRASIL. Lei n°. 9394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: MEC, 1996.

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais. Adaptações curriculares. Estratégias para a educação de alunos com necessidades educacionais especiais. Brasília: MEC, 1998.

BRASIL. Decreto nº 6.949, de 25 de agosto de 2009. Promulga a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo, assinados em Nova York, em 30 de março de 2007. Brasília: Senado, 2009.

BURCI, Taissa Vieira Lozano; SANTOS, Annie Rose dos; COSTA, Maria Luisa Furlan Costa. Inclusão com igualdade ou com equidade: primeiras reflexões. Colloquium Humanarum, v. 14, n. Especial, jul./dez. 2017, p. 444-450. Disponível em: http://www.unoeste.br/site/enepe/2017/suplementos/area/Humanarum/4%20-%20Educação/INCLUSÃO%20COM%20IGUALDADE%20OU%20COM%20EQUIDADE%20PRIMEIRAS%20REFLEXÕES.pdf. Acesso em: 10 fev. 2018.

CAMPOS, Mariana de Lima Isaac Leandro. Educação Inclusiva para Surdos e as Políticas Vigentes. In: LACERDA, C. B. F.; SANTOS, L. F. (Orgs.). Tenho um aluno surdo, e agora? Introdução à LIBRAS e educação de surdos. São Carlos: EDUFSCar, 2014. p. 37-61.

CARVALHO, Rosita Edler Removendo barreiras para a aprendizagem. Educação inclusiva. 3. ed. Porto Alegre: Mediação, 2003.

CONSELHO Nacional de Saúde. Ministério da Saúde. Resolução no 196/96 sobre pesquisa envolvendo seres humanos. Bioética 1996.

DAMASIO, Mirlene Ferreira. Educação escolar de pessoas com surdez: uma Proposta Inclusiva. 2005, 119f, Tese (Doutorado em Educação), Universidade Estadual de Campinas. Campinas: Unicamp, 2005.

DECLARAÇÃO de Salamanca: sobre princípios, políticas e práticas na área das necessidades educativas especiais. Brasília: CORDE, 1994. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf. Acesso em: 07 jun. 2018.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GÓES, Maria Cecília Rafael de; LAPLANE, Adriana Lia Friszman de. Políticas e práticas de educação inclusiva. Campinas/SP: Autores Associados, 2004.

LACERDA, Cristina Broglia Feitosa. A inclusão escolar de alunos surdos: o que dizem alunos, professores e intérpretes sobre esta experiência. Cad. Cedes, Campinas, vol. 26, n. 69, maio/ago. 2006, p. 163-184. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v26n69/a04v2669. Acesso em: 10 fev. 2018.

KIPPER, Délio José. Ética em pesquisa com crianças e adolescentes: à procura de normas e diretrizes virtuosas. Revista Bioética, v. 24, n. 1, 2016, p. 37-48. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/bioet/v24n1/1983-8034-bioet-24-1-0037.pdf. Acesso em: 17 jan. 2018.

LIMA, Daisy Maria Collet de Araujo. Saberes e práticas da inclusão: dificuldades de comunicação e sinalização: surdez. 4.ed. Brasília: MEC, SEESP, 2006.

LIMA, Ezer Wellington Gomes; SENNA, Luiz Antonio Gomes. Escola e surdez: o que dizem professores e pais a respeito. Revista Tempos e Espaços em Educação, v. 11, n. 24, jan./mar. 2018, p. 217-234. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/viewFile/6647/pdf. Acesso em: 14 mar. 2018.

MARCONI, Maria de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa. 3. Ed. São Paulo: Atlas, 1999.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio da Pesquisa Social. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015, p. 09-30.

MORAIS, Edilane Silva de Almeida; ARAÚJO, Jurandir de Almeida. A inclusão de aluno com deficiência visual na escola regular: uma análise a partir da percepção do estudante. Revista eletrônica de educação da Faculdade Araguaia, v. 13, n. 1, 2018, p. 34-45. Disponível em: http://www.fara.edu.br/sipe/index.php/renefara/issue/view/38/showToc. Acesso em: 13 maio 2018.

MORÁS, Nadjanara Ana Basso. A cultura da escola inclusiva na perspectiva dos alunos surdos. 2018, 126f Dissertação (Mestrado em Ensino). Programa de Pós-Graduação em Ensino, Universidade do Oeste do Paraná. Paraná: UOP, 2018.

PACHECO, José. Caminhos para a inclusão: um guia para o aprimoramento da equipeescolar. Porto Alegre: Artmed, 2007.

PEREGRINO, Giselly dos Santos. Secreto e revelado, tácito e expresso: o preconceito contra/entre alunos surdos. 2015. 247p. Tese (Doutorado em Educação). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: PUC/RJ, 2015.

RODRIGUES, David. Os desafios da Equidade e da Inclusão na formação de professores. Revista nacional e internacional de educación inclusiva, v. 7, n. 2, Junio 2014, p. 05-21. Disponível em: file:///C:/Users/Login/AppData/Local/Packages/Microsoft.MicrosoftEdge_8wekyb3d8bbwe/TempState/Downloads/Dialnet-OsDesafiosDaEquidadeEDaInclusaoNaFormacaoDeProfess-4773176.pdf. Acesso em: 21 fev. 2018.

ROSA, Emiliana Faria. Educação de surdos e inclusão: caminhos e perspectivas atuais. Rev. Reflexão e Ação, v. 19, n. 2, jul./dez. 2011, p. 146-157. Disponível em: file:///C:/Users/Login/AppData/Local/Packages/Microsoft.MicrosoftEdge_8wekyb3d8bbwe/TempState/Downloads/2132-9910-1-PB.pdf. Acesso em: 21 fev. 2018.

SACKS, Oliver. Vendo vozes. Uma Viagem ao Mundo dos Surdos. São Paulo: Cia das Letras, 2002.

SILVA, Claudio Nei Nascimento; GOMES, Karla Viviane Veloso. A relação surdo-ouvinte e seu impacto na inclusão de estudantes surdos: um estudo a partir da percepção dos intérpretes de libras. Revista Educação, Artes e Inclusão, v. 14, n. 3, jul./set. 2018, p. 60-81. Disponível em: file:///C:/Users/Login/AppData/Local/Packages/Microsoft.MicrosoftEdge_8wekyb3d8bbwe/TempState/Downloads/11535-43734-1-PB%20(1).pdf. Acesso em: 21 fev. 2018.

SKLIAR, Carlos. A educação para surdos entre a pedagogia especial e as políticas para as diferenças: desafios e possibilidades na educação bilíngue para surdos. Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Educação de Surdos, 1999.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre, RS: Bookman, 2005.

Downloads

Publicado

2020-04-01