Farol do Norte: o talento de Lúcia Chedieck e seu pioneirismo feminino em iluminação, de Belém-PA para o mundo

Autores

Palavras-chave:

Iluminação cênica. Lúcia Chedieck. Iluminadora nortista. Diálogos de Iluminação.

Resumo

Lúcia Chedieck é natural de Belém - Pará, cenógrafa e light designer que abriu caminhos para outras mulheres investirem na carreira técnica nessa região. Em entrevista para A LUZ EM CENA, expõe algumas experiências e relata seus enfrentamentos diante as adversidades do mercado de trabalho para a mulher no setor técnico cultural e que ainda são comuns nos dias de hoje, discorre também sobre a necessidade de diálogos de formação profissionalizante e a necessidade de vivências para realização de trabalhos em iluminação cênica. Da primeira geração de iluminadoras nortistas, compartilha conosco suas vivências e produções com cenografia e iluminação em arquitetura, artes cênicas e artes plásticas.

Biografia do Autor

Camila Barbosa Tiago, Universidade Federal de Uberlândia

Mestre em Artes Cênicas pelo Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN (2017). Especialista em Iluminação e Design de Interiores pelo Instituto de Pós-graduação - IPOG (2015). Graduada em Teatro (licenciatura) pela Universidade Federal de Uberlândia - UFU (2010). É Diretora de Iluminação do curso de Teatro do Instituto de Artes da UFU.

Natasha K Leite, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Mestra em Artes pela Universidade Federal do Pará - UFPA (2016). Graduada na primeira turma de Licenciatura em Dança da UFPA (2011) e em Design de Interiores da IFPA (2007). Técnica de Iluminação do Teatro Universitário Cláudio Barradas e Coordenadora do Laboratório CENOLUX / TUCB da UFPA.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

TIAGO, C. B.; KEROLEN LEITE DA SILVA, N. . Farol do Norte: o talento de Lúcia Chedieck e seu pioneirismo feminino em iluminação, de Belém-PA para o mundo. A Luz em Cena: Revista de Pedagogias e Poéticas Cenográficas, Florianópolis, v. 2, n. 2, p. 1-20, 2021. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/aluzemcena/article/view/21464. Acesso em: 27 jan. 2022.