A Presença do Piano em Grupo em Instituições de Ensino Superior no Brasil

Simone Gorete Machado

Resumo


Este estudo pretende colaborar com o conhecimento a respeito da história do Group Piano e da expansão do mesmo no Brasil, partindo do pressuposto de que, nessa modalidade de ensino-aprendizagem, as linguagens musicais, teórica e prática, interagem de maneira coletiva. No ensino superior, essa modalidade, costuma ser ministrada mediante a utilização de vários pianos digitais ou teclados para o aprendizado musical teórico-prático coletivo e é, geralmente, considerada como "Piano em Grupo". No Brasil, a ausência de informação mais atualizada e abrangente, com relação à presença deste componente curricular, nos cursos de graduação em música, dificulta as pesquisas, especialmente devido à diversidade de nomenclatura que recebe. O estudo encontrou e assinala, portanto, algumas características básicas históricas dessa metodologia e comprovamos sua presença na educação superior brasileira, por meio de um levantamento nacional.


Texto completo:

PDF

Referências


ADAMSON, John William. Pioneers of Modern Education: 1600-1700. 2ª impressão. Cambridge: University Press, 1921. Disponível em: Acesso em: 13 fev. 2016.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da educação e da pedagogia: geral e Brasil. 3ª edição. São Paulo: Moderna, 2006.

BEAUBIEN, Jason. Do For-Profit Schools Give Poor Kenyans A Real Choice? Publicado em 12 nov 2013. Atualizado em 22 abril 2014.

Disponível em:

Acesso em: 24 jan. 2016.

BRASIL. Instituições de Educação Superior e Cursos Cadastrados. Disponível em: . Acesso em: 31 ago. 2013.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2015.

BRIDGE International Academy. Disponível em: < bridgeinternationalacadmies.com> Acesso em: 24 jan. 2016.

DAMSCHRODER, David e David Russell Williams. Music Theory from Zarlino to Schenker: A Bibliography and Guide. Pendagon Press: 1990.

DAUB, Adrian. Four-handed monsters: four-hand piano playing and nineteenth-century culture. Oxford: 6 Fordist Chords, 2014.

DENARDI, Christiane. Professores de música: história e perspectivas. Curitiba: Juruá Editora, 2007.

FISCHER, Heloísa (Org.). Anuário VivaMúsica! 2011. Rio de Janeiro: Editora e Instituto VivaMúsica! Edições, 2011.

URBAN, Sylvanus. Gentleman's Magazine. Vol. 26. Londres: John Bowyer Nichols and Son, 1846. Disponível em: Acesso em: 13 fev. 2016.

GOLBY, David J.. Instrumental teaching in nineteenth-century Britain. England: Ashgate Publishing Company, 2004.

HAGER, Phil E.. Nineteenth Century Experiments with Monitorial Teaching. In: The Phi Delta Kappan. Vol.40, Nº 4, Africa: Its Educational Problems and Promises. (Jan., 1959) pp. 164-7. Disponível em: Acesso em: 13 fev. 2016.

MASON, Ella H., Raymond Burrows. Answers to criticism of piano class instruction. National Bureau for Advancement of Music, Inc. 1936/7. Disponível em: Acesso em: 13 fev. 2016.

MONTANDON, Maria Isabel. Aula de Piano e Ensino de Música - Análise da Proposta de Reavaliação da Aula de Piano e sua Relação com as Concepções Pedagógicas de Pace, Verhaalen e Gonçalves (Dissertação de Mestrado não publicada). Porto Alegre: UFRGS, 1992.

PAZ, Ermelinda A.. Pedagogia Musical Brasileira no Século XX. Metodologias e Tendências. Brasília: Editora MusiMed, 2000.

QUARTERLY Musical Magazine and Review. Mr. Logier's new system of musical instuction. Vol I. Londres: 1818. Disponível em: Acesso em: 13 fev. 2016.

REINOSO, Ana Paula Teixeira. O ensino de piano em grupo em universidades brasileiras (Dissertação de Mestrado em Música não publicada). Rio de janeiro: UNIRIO, 2012.

STEWART, Catrina. Bridge International Academies: Scripted schooling for $6 a month is an audacious answer to educating the poorest children across Africa and Asia. Publicado em 27 julho 2015. Disponível em:

Acesso em: 24 jan 2016.

VALDÉS, Marciano Barrios. Época Contemporánea: Manual de Historia Universal, Tomo III. Chile: Editorial Universitaria, 1989.

VELOSO, Verônica Gonçalves. Jogos do Olhar - procedimentos cinematográficos para a composição da cena teatral (Dissertação de Mestrado em Artes Cênicas). São Paulo: USP, 2008. Disponível em:

Acesso em: 24 dez. 2015.

WIIK da COSTA, Carlos. The teaching of secondary piano skills in brazilian universities (Dissertação de PhD). Retirado de ProQuest Information and Learning Company (UMI Number: 3096611), 2003.

ZANELLA, Andréa Vieira e Renata Susan Pereira. Constituir-se enquanto grupo: a ação de sujeitos na produção do coletivo. Estudos de Psicologia (Natal). Vol.6, nº1, Natal, Jan./June 2001. Disponível em:

Acesso em: 24 dez 2015.

Figuras

- 1: Disponível em: Acesso em: 16 jan. 2016.

- 2: Disponível em: Acesso em: 16 jan. 2016.

- 3: Disponível em:

< http://www.entre88teclas.es/fdp/wpcontent/uploads/2012/05/chiroplast_03.jpg>

Acesso em: 29 dez. 2015.

- 4: Disponível em: Acesso em:12 fev. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2525530401022016132

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores, diretórios e bases de dados


                   

   

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.