Uma ética da ausência: um estudo sobre a categoria pobreza nas pesquisas em Artes Cênicas brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102472023e0203

Palavras-chave:

Pesquisa em Artes Cênicas, Ética, Pobreza, Performatividade, Discurso

Resumo

Este texto partiu de uma pesquisa que buscou analisar as relações entre pobreza e performance. Explorou-se, neste artigo, a produção brasileira em Artes Cênicas sob a forma de artigos em periódicos de alto impacto para analisar a presença ou não dos marcadores pobreza e pobre como forma de identificação dos contextos nos quais vivem os e as participantes das pesquisas. Problematizou-se, assim, o discurso neoliberal sobre as situações de pobreza. Concluiu-se, por fim, que a ausência de tais marcadores na produção brasileira em Artes Cênicas constitui uma espécie de ética, um cuidado das pesquisas para com os e as participantes, visto os perigos de inscrição discursiva das categorias pobreza e pobre com possíveis efeitos negativos ou constrangedores para os e as participantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gilberto Icle, Federal University of Rio Grande do Sul

Pós-doutorado na Université La Sorbonne Nouvelle Paris 3, 2017-2018. Pós-doutorado na Université Paris 8 Vincennes Saint-Denis, 2010-2011 (Bolsa CAPES). Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestrado em Educação pela UFRGS. Graduação em Artes Cênicas – Licenciatura pela UFRGS. Professor titular no Departamento de Ensino e Currículo e professor permanente no Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor permanente no Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da Universidade de Brasília (UnB). Editor-chefe da Revista Brasileira de Estudos da Presença (www.seer.ufrgs.br/presenca).  Pesquisador associado na Maison des Sciences de L'Homme Paris Nord e no Centre de Recherche Interdisciplinaire sur le Monde Lusophone, na França. Foi professor visitante na Université Paris Nanterre, França (Bolsa CAPES-Print), 2019-2020.

Referências

ANDRADE, Fabrício Fontes. A pobreza e seu enfrentamento na perspectiva neoliberal: focalização nos pobres e mercado. Revista Qualitas Eletrônica, Campina Grande, v. 20, n. 3, p. 1-18, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.18391/req.v20i3.5402. Acesso em: 25 abr. 2023.

AUSTIN, John Langshaw. Quando dizer é fazer. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

BENJAMIN, Walter. Experiência e Pobreza. In: BENJAMIN, Walter. Mágia e Técnica, Arte e Política. Trad. Paulo Sergio Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1987.

CORTINA, Adela. Aporofobia, a aversão ao pobre: um desafio para a democracia. São Paulo: Editora Contracorrente, 2020.

CRESPO, Antônio Pedro Albernaz; GUROVITZ, Elaine. A pobreza como um fenômeno multidimensional. RAE eletrônica, São Paulo, v. 1, n. 2, p.1-12, dez. 2002. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1676-56482002000200003. Acesso em: 2 maio 2023.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo. Ensaio sobre a sociedade neoliberal. São Paulo: Boitempo, 2016.

DUARTE, Natalia. Política Social: um estudo sobre educação e pobreza. 2012. Tese (Doutorado em Política Social) – Universidade de Brasília, Brasília, 2012.

FOUCAULT, Michel. Le discours ne doit pas être pris come…. In: FOUCAULT, Michel. Dits et écrits II 1976-1988. Paris: Gallimard, 2001. p.123-124.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do Discurso. São Paulo: Loyola, 2004.

HAAS, Marta; ICLE, Gilberto. Entre o Trauma e a Performance: estratégias para romper com o passado de violência e coletivizar a memória. Revista Cena, Porto Alegre: UFRGS, v. 33, p. 74-85, 2021. Disponível em: https://doi.org/10.22456/2236-3254.108660. Acesso em: 24 abr. 2023.

HERMANN, Nadja. Ética. In: ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO. Ética e pesquisa em Educação: subsídios. Rio de Janeiro: ANPED, 2019. p. 27-35.

MARCELLO, Fabiana de A.; FISCHER, Rosa Maria Bueno. Cuidar de si, dizer a verdade: arte, pensamento e ética do sujeito. Pró-Posições, Campinas, v. 25, n. 2, p.157-175, maio 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-73072014000200009 Acesso em: 28 abr. 2023.

MARTINS, Pedro; LIGNELLI, César. Sonoridades em espaços cênicos alternativos – experiências de gestão do Espaço PÉ DiReitO. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 45, p. 1-36, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.5965/1414573103452022e0108. Acesso em: 27 abr. 2023.

MOTTA, Maria da Graça Corso da; ARAÚJO, Claudia Adriana Dornelles de. A História e os Itinerários da Ética em Pesquisa no Escopo da UFRGS. In: SANTOS, Luís Henrique Sacchi dos; KARNOPP, Lodenir Becker. Ética e Pesquisa em Educação: questões e proposições às ciências humanas e sociais. Porto Alegre: UFRGS, 2017, p. 63-76.

OLIVEIRA JUNIOR, Ribamar José de. Corpo Brincante: a presença travesti nas performances dos quilombos de Reisado. Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, v. 12, n. 3, p. e118634, 2022. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2237-2660118634vs01. Acesso em: 02 mar. 2023.

PAUGAM, Serge. La perception de la pauvreté sous l’angle de la théorie de l’attachement: naturalisation, culpabilisation et victimisation. Communications, 98, 2016, p.125-146. Disponível em: https://doi.org/10.3917/commu.098.0125. Acesso em: 10 maio 2023.

PESSOA, Desirée. Éticas no Teatro II – O corpo aberto às éticas experimentais. São Leopoldo: Oikos, 2020.

SAMPAIO, Hildegarda; MATOS, Lucia Helena A. de. Dirceu: a potência da composição performativa e suas micropolíticas. DAPesquisa, Florianópolis, v. 14, n. 24, p. 37-51, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.5965/1808312914242019037. Acesso em: 8 abr. 2023.

SEN, Amartya. Desenvolvimento como Liberdade. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

SILVA, Tatielle Rita de Souza. Impasses éticos ou um testemunho da experiência pedagógica. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

Downloads

Publicado

2023-07-24

Como Citar

ICLE, Gilberto. Uma ética da ausência: um estudo sobre a categoria pobreza nas pesquisas em Artes Cênicas brasileiras. Urdimento: Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 47, p. 1–22, 2023. DOI: 10.5965/1414573102472023e0203. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/23745. Acesso em: 15 abr. 2024.