Um fim de tarde, uma praça, um espetáculo: uma leitura dos aspectos dramatúrgicos no teatro de rua

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573104492023e0206

Palavras-chave:

teatro de rua, espaços públicos, ocupações cênicas, Espetáculo Final da Tarde, dramaturgia

Resumo

O teatro de rua é o objeto de análise neste trabalho. Deste modo, na intenção de pensarmos sobre alguns aspectos dramatúrgicos das ocupações cênicas no espaço público, ele assume como objetivo principal fazer considerações a respeito do teatro de rua como instrumento de reflexão. Para isso, partimos da observação do espetáculo Final da Tarde, do Grupo Teatro de Caretas, ponderando relações dessa modalidade teatral com os ambientes da cidade. Nossa base teórica está, principalmente, nos textos “Reflexões sobre o conceito de teatro de rua”, de André Carreira (Teatro de rua); “Relatos de espaço”, de Michel de Certeau (A invenção do cotidiano) e “Final da tarde”, da atriz Vanéssia Gomes (Cicatriz).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michelle Nascimento Cabral, Universidade Federal do Maranhão

Pós-doutorado pela Universidad de Zaragoza, Espanha. Doutorado em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestrado em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Graduação em Bacharelado em Artes Cênicas pela Universidade Federal do estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Professora Ajunta da graduação e pós-graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Cleyton de Sousa Braga, Instituto Federal do Maranhão

Mestrado em Letras pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA). Mestrado em Letras pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Especialização em Literatura Brasileira pela UEMA. Graduação em Letras Português pela Faculdade Atenas Maranhense (FAMA). Graduação em Licenciatura em Teatro pela UFMA. Professor do Instituto Federal do Maranhão (IFMA). 

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. São Paulo: Zahar, 2001.

BRASIL. Código civil e normas correlatas. 5. ed. Brasília: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2014.

BRASIL. Diário Oficial da União - DOU. República Federativa do Brasil. Ano CLVII; nº 49. Seção 1. Lei nº 13.811/19 (confere nova redação ao Art. 1.520º). Brasília, DF: março, 2019.

BRASIL. Diário Oficial da União - DOU. República Federativa do Brasil. Seção 1. Lei nº 7.716 /89 (Lei do Crime Racial). Brasília, DF: janeiro, 1989.

BRITO, Marcelo Sousa. O teatro que corre nas vias. Salvador: Edufba, 2017.

CABRAL, Michelle N. Processos comunicacionais no teatro de rua: performatividade e espaço público. Jundiaí, SP: Paco, 2017.

CARDOSO, Ricardo José. “Espaço cênico/espaço urbano: reflexões sobre a relação teatro-cidade na contemporaneidade”, 2005. In: CARNEIRO, Ana; TELLES, Narciso (Org.). Teatro de Rua: olhares e perspectivas. Rio de Janeiro: E-Papers Serviços Editoriais, 2005, p. 38-59.

CARREIRA, André. “Reflexões sobre o conceito de teatro de rua”, 2005. In: CARNEIRO, Ana; TELLES, Narciso (Org.). Teatro de Rua: olhares e perspectivas. Rio de Janeiro: E-Papers Serviços Editoriais, 2005, p. 20-37.

CARREIRA, André. “Teatro de invasão”, 2008. In: LIMA, Evelyn F. Werneck (Org.). Espaço e Teatro: do edifício teatral à cidade como palco. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008, p. 67-78.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. 18. ed. Apresentação: Luce Giard. Trad.: Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012, p. 182-198.

D’ANDRÉA, Isabela Minelli et al. Casamento infantil no Brasil: parem de apagar a infância de nossas meninas, 2021. Revista Consultor Jurídico. Revista on line. Boletim de notícias ConJur. Disponível em: https://www.conjur.com.br/2021-jan-13/escritos-mulher-precisamos-falar-casamentoinfantilbrasil#:~:text=Em%202019%2C%20a%20Lei%2013.811,idade%20em%20casos%20de%20gravidez. Acesso em: 29 out. 2022.

GOMES, Vanéssia. Cicatriz: desmontagem de uma trajetória em teatro de rua. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2021.

GRUPO TEATRO DE CARETAS (Realização). Final da Tarde, 2014. Direção/Dramaturgia: André Carreira. Duração: 29min58seg. Áudio: Português. Classificação: Livre. Gravado no centro da cidade de Fortaleza - CE, em 11/04/2017. Disponível em: https://www.youtube.co m/watch?v=rGrpxjeVN7g, no canal do YouTube “Teatro de Caretas Teatrodecaretas”. Acesso em: 02 out. 2022.

KOSOVSKI, Lídia. “A casa e a barraca”, 2005. In: CARNEIRO, Ana; TELLES, Narciso (Org.). Teatro de Rua: olhares e perspectivas. Rio de Janeiro: E-Papers Serviços Editoriais, 2005, p. 8-19.

LIMA, Evelyn. F. Werneck (Org.). Espaço e Teatro: do edifício teatral à cidade como palco. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.

LIMA, Evelyn F. Werneck. “Prefácio: entre o teatro e a cidade”, 2008. In: LIMA, Evelyn F. Werneck. (Org.). Espaço e Teatro: do edifício teatral à cidade como palco. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2008, p. 7-11.

SHAKESPEARE, William. Hamlet, príncipe da Dinamarca. Trad.: Ana Amélia Mendonça e Barbara Heliodora. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2014.

Publicado

2023-12-13

Como Citar

CABRAL, Michelle Nascimento; BRAGA, Cleyton de Sousa. Um fim de tarde, uma praça, um espetáculo: uma leitura dos aspectos dramatúrgicos no teatro de rua. Urdimento: Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 4, n. 49, p. 1–22, 2023. DOI: 10.5965/1414573104492023e0206. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/23090. Acesso em: 20 abr. 2024.