Teatro que Roda invade a cidade: Ensaio acerca do espetáculo Das Saborosas Aventuras de Dom Quixote...

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103452022e0110

Palavras-chave:

Direção de Arte, Espacialidade, OrganiCidade, Teatro de Invasão, Teatro que Roda

Resumo

No presente artigo, discorreu-se sobre a montagem do espetáculo de rua Das saborosas aventuras de Dom Quixote de La Mancha e seu escudeiro Sancho Pança - um capítulo que poderia ter sido (2006), uma livre adaptação do clássico Dom Quixote de la Mancha (1605), de Miguel de Cervantes, dirigida por André Carreira. O objetivo é compreender a ocupação do espaço urbano enquanto espaço cênico, investigando a rua como possibilidade dramatúrgica. Para a análise, elencou-se o conceito de teatro de invasão, proposto por André Carreira, e inaugurou-se a categoria de ‘organiCidade’. Para tanto, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com o diretor do espetáculo e os integrantes do grupo Teatro que Roda, as quais puderam elucidar o processo de criação do coletivo e de composição cênica proposta para a montagem. Compreende-se que a ocupação deste espaço social produz múltiplas camadas de significação da, para, com e pela rua e exige ampliar a noção de espacialidade no campo das Artes da Cena.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Alencar de Melo, Universidade Federal de Goiás

Bacharel em Direção de Arte pela Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás (UFG). Diretor de Arte atuante na cidade de Goiânia e no Brasil.

Natassia Duarte Garcia Leite de Oliveira, Universidade Federal de Goiás

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Goiás (PPGE/ FE UFG - 2013). Mestra em Arte pela Universidade de Brasília(PPGA/ IdA/ UnB - 2009). Bacharel em Artes Cênicas, Interpretação Teatral (IdA/ UnB, 2006). Docente efetiva da Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás (Emac/ UFG), atuando nos cursos de graduação ‘Teatro’ e ‘Direção de Arte’ e no Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena (PPGAC).

Referências

BITTAR, Adriano; MAIA, Urânia; OLIVEIRA, Natássia. A Voz Obscena do Corpo: Corp(oralidade) e Memória(Imagem) em A Obscena Senhora D de Hilda Hilst. In: Seminário Interseções: Corpo e Memória, Recife, 2012, p.861-870.

BOMBINHA, Dionísio. Entrevista concedida para José Alencar de Melo, Goiânia/GO, Brasil, agosto de 2014.

CARREIRA, André. Sobre um ator para um teatro que invade a cidade. Mimeo. [S.l: s.n.]

CARREIRA, André. Teatro de rua como apropriação da silhueta urbana: hibridismo e jogo no espaço inóspito. Trans/Form/Ação. São Paulo, p. 143-152, 2001. Disponível em:http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/transformacao/article/view/830/724 Acesso em: 25 ago. 2022.

CARREIRA, André. TEATRO DE RUA: mito e criação no Brasil. Revista Arte Online. 2006. Disponível em: http://www.ceart.udesc.br/Revista_Arte_Online/Volumes/artandre.htm. Acesso em: 23 abr. 2015.

CARREIRA, André. O teatro de rua na Argentina e no Brasil democráticos da década de 80. São Paulo: Hucitec, 2007.

CARREIRA, André. Ambiente, fluxo e dramaturgias da cidade: materiais do teatro de invasão. O Percevejo Online, Rio de Janeiro, 2009a. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/opercevejoonline/article/view/482.

Acesso em: 22 fev. 2015.

CARREIRA, André. PROCEDIMENTOS DE UM TEATRO DE INVASÃO: Teatro Que Roda em Das Saborosas Aventuras de Dom Quixote de la Mancha e Seu Fiel Escudeiro Sancho Pança, 2009b. Disponível em:

http://insurretosfuriososdesgovernados.blogspot.com.br/search?q=carreira. Acesso em: 3 nov. 2015.

CARREIRA, André. Entrevista concedida para José Alencar de Melo, Goiânia/GO, Brasil, dezembro de 2014.

CERVANTES SAAVEDRA, Miguel. El ingenioso hidalgo don Quijote de la Mancha. [Colección Itálica, 4 tomos]. Madrid: Editorial Turner. En esta edición se ha seguido el texto de Luis Andrés Murillo, 1986.

ELIODORAZ, Liz. Entrevista concedida para José Alencar de Melo, por meio eletrônico, em resposta a e-mail. Outubro de 2015.

FERRACINI, Renato. Lume: 20 anos em busca da organicidade. Sala Preta. São Paulo, v. 5, p. 117-128, 2005. Disponível em:

http://www.revistas.usp.br/salapreta/article/view/57271 Acesso em: 27 fev. 2016.

HAMBURGER, Vera. Arte em cena: a direção de arte no cinema brasileiro. São Paulo: Edições SESC, 2014.

MOREIRA, Carina Maria Guimarães. Espaço Público: um olhar histórico sobre as relações entre o teatro e seu espaço na contemporaneidade. Anais do XXVI Simpósio Nacional de História – ANPUH. São Paulo. 2011. Disponível em: http://www.snh2011.anpuh.org/resources/anais/14/1300881042_ARQUIVO_CarinaMGMoreira_Doutoranda_UNIRIO.pdf. Acesso em: 29 jan. 2015.

OLIVEIRA, Natássia Duarte Garcia Leite de. Entre Lumes e Platôs: Movimentos do Corpo-coletivo-em-criação (vivências com o núcleo interdisciplinar de pesquisas teatrais da UNICAMP). 2009. Dissertação (Mestrado em Artes) - Universidade de Brasília, 2009.

OLIVEIRA, Natássia Duarte Garcia Leite de. Teatro dialético em terras estranhas: a (in)diferenciação entre sujeito e objeto na formação cultural. 2013. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2013.

PASMADJIAN, Ulisses. La utilización de espacios teatrales no-convencionales en São Paulo: antecedentes a la década del ’90. Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas. Florianópolis, n. 2, p. 40-59, 1998.

ROUBINE, Jean-Jacques. A linguagem da encenação teatral 1880-1980. Rio de Janeiro: Zahar, 1988.

SOLOS DE BACO. Disponível em: EMAC - ExtensãoSolos de Baco (ufg.br) e SoloS de Baco: Quem somos

Acesso em: 23 nov. 2022.

TEATRO QUE RODA. Gazeta Cervantina. Goiânia, 2006.

TEATRO QUE RODA. http://teatroqueroda.blogspot.com

TEATRO QUE RODA. Teatro que Roda (@teatroqueroda) • Fotos e vídeos do Instagram

VAN, Júlio. Entrevista de concedida para José Alencar de Melo, por meio eletrônico em resposta a e-mail. Fevereiro de 2015.

Downloads

Publicado

2022-12-12

Como Citar

MELO, J. A. de; OLIVEIRA, N. D. G. L. de . Teatro que Roda invade a cidade: Ensaio acerca do espetáculo Das Saborosas Aventuras de Dom Quixote... . Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 45, p. 1-31, 2022. DOI: 10.5965/1414573103452022e0110. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/22361. Acesso em: 6 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Cidades, espaços teatrais e experiências artísticas