A alegoria cômica como artifício cênico nas obras da Quasar Cia. de Dança (1989-1992)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103452022e0206

Palavras-chave:

História da dança, Alegoria cômica, Quasar Cia de Dança, Humor, Dança

Resumo

Este artigo se dedica a analisar as obras cênicas da Quasar Cia. de Dança em seus primeiros cinco anos, especialmente no período entre 1989 e 1992. O objetivo do estudo consiste em investigar historicamente, os detalhes do processo de configuração do humor como recurso cênico que caracterizou as obras da companhia goiana. Para tanto, a pesquisa faz uso de obras coreográficas, entrevistas e matérias publicadas pela imprensa escritas como fontes históricas, sendo a análise destes documentos orientada por teorias dos estudos de dança, história e história da arte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Guarato, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Historia. Historiador da dança e professor do curso de graduação em Dança e do Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Referências

ALBERTI, Verena. O riso e o risível na história do pensamento. Rio de Janeiro: FGV, 1999.

ALENCAR, Jorge. Dança Contemporânea e Comicidade. Idanca.net, 18 jun. 2008. Disponível em: < http://idanca.net/danca-contemporanea-e-comicidade/ >. Acesso em: 12 mai. 2022.

BLOCH, Marc. Apologia da história, ou o ofício do historiador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

CERTEAU, Michael de. O que Freud fez da história. In: A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002, p. 281-300.

DIAS, Hugo Oliveira. Descentrando o coreógrafo como gênio da dança: uma análise sobre Henrique Rodovalho e sua atuação junto à Quasar Cia. de Dança (1988-1997). Artigo (Graduação em Dança) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2021.

DIAS, Hugo Oliveira; GUARATO, Rafael. Dança e sonhos em rede: os primeiros 10 anos da Quasar Cia. de Dança (1988-1998). Anais do VI Encontro Científico da Associação Nacional de Pesquisadores em Dança - ANDA. Salvador: ANDA, 2019, p.1557-1562.

ENAUDEAU, Corinne. La paradoja de la representación. Buenos Aires: Editorial Paidos, 2006.

FAVORETTO, Mara. Charly García: alegoría y rock. Música Popular em Revista, Campinas, ano 2, v. 1, p. 125-51, jul.-dez. 2013.

FLETCHER, Angus. Alegoría. Teoría de un modo simbólico. Madrid: Ediciones Akal. S.A., 2002.

FREUD, Sigmund. Os chistes e sua relação com o inconsciente (1905). In: FREUD, Sigmund. Obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Edição standard brasileira. Trad. Margarida Salomão. Vol. VIII. Rio de Janeiro: Imago, 1996.

GERALDI, Silvia. Raízes da teatralidade na dança paulistana, duas criadoras Célia Gouvêa e Sônia Mota. Curitiba: Prismas, 2015.

GIGENA, María Martha; DORIN, Patricia. Hacer la historia en escena: cuerpos del presente y relatos de pasados posibles. Revista Brasileira de Estudos em Dança, vol.01, n. 01, p. 40-67, 2022.

GINZBURG, Carlo. Investigando Piero: o Batismo, o ciclo de Arezzo, a Flagelação de Urbino. São Paulo, Cosac Naify, 2010.

GINZBURG, Carlo. Sinais: raízes de um paradigma indiciário. In: GINZBURG, Carlo. Mitos, Emblemas e Sinais. São Paulo: Cia. das Letras, 1989, p.143-275.

GUARATO, Rafael. O ano em que a Quasar quase terminou... ou como a interrupção das atividades da Quasar em 1993 ressoou em sua permanência. In: GUARATO, Rafael e DIAS, Hugo Oliveira (Org.). Quasar em n9ve perspectivas. Salvador: ANDA, 2022. Pp. 69-106.

GUARATO, Rafael; DIAS, Hugo Oliveira. Quasar Cia. de Dança como arauto da modernidade ‘nesse cerradão bravo’: nuances entre dança, cidade e aspirações urbanas entre os anos de 1988 e 1996. In: GUARATO, Rafael; CADÚS, Eugenia; MARQUES, Roberta Ramos. (Org.). Memórias e histórias da dança por vir. Salvador: ANDA, 2020, p. 242-275.

HANSEN, João Adolfo. Alegoria: construção e interpretação da metáfora. São Paulo: Hedra; Campinas: Editora da Unicamp, 2006.

MARTIN, Randy. Dance as a social movement. Social Text, 12, 1985, p. 54-70

MAZZA, Samuel Nogueira. NO SINGULAR (2012): dança contemporânea ou ferramenta de um projeto modernizador? Monografia (Graduação em História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2017.

MOSTAÇO, Edélcio, Considerações sobre o conceito de teatralidade. DAPesquisa, Florianópolis, v.2, n.4, p. 56-61, 2007.

MUNDIM, Ana Carolina. A comicidade como possibilidade criativa na dança contemporânea. ouvirOUver, Uberlândia, v. 9, n. 1, p. 46-58, 2014.

RIBEIRO, Luciana. Breves danças à margem: explosões estéticas de dança na década de 1980 em Goiânia. Goiânia: Eclea, 2018.

RIBEIRO, Paula Cristina Peixoto. Quasar Companhia de Dança: expressão da contemporaneidade em Goiás. Pensar a Prática, 6: p. 87-106, 2002/2003.

ROCHELLE, Henrique. Dois momentos e uma perspectiva da Quasar Cia de Dança. Anais do VII Congresso ABRACE. Porto Alegre, 2012.

ROCHELLE, Henrique. Estilo e Comunicação nas Coreografias da Quasar Cia de Dança. Anais do I Seminário de Pesquisas do PPG Artes da Cena. Campinas: Unicamp, 2013. p. 52-58.

SILVA, Michael; CORREIA, Paulo Petronilio. A Performance para o Riso: a Comicidade na Quasar Cia. de Dança a Partir de “Por Instantes de Felicidade” (2008). Arte da Cena, Goiânia, v. 2, n. 3, p. 53–71, 2016.

VENTUNA, Rafael. Quasar cia. de Dança - quando arte e negócio movem-se juntos. Monografia (Trabalho de Conclusão do Curso MBA em Bens Culturais) – Cultura, Economia e Gestão do Programa FGV Management. São Paulo: Fundação Getúlio Vargas, 2012.

WILLIAMS, Raymond. Cultura e Sociedade. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1978.

Fontes em áudio

BICALHO, Vera Regina Santana. Goiânia, (via google meet), 02 mai. 2022. Entrevista.

RODOVALHO, Henrique. São Paulo/Goiânia (via google meet), 08 set. 2021. Entrevista.

Fontes impressas

ABREU, Sebastião Vilela. “Quasar” vai dançar na Alemanha. O Popular. Goiânia, 07 dez. 1995.

BEZERRA, Valbene. Dança versus conservadorismo. O Popular. Goiânia, 16 dez. 1994. (Caderno 2)

CARDOSO, Patrícia. Passos inovadores. O Popular, 13 jan. 1990. (Caderno 2)

DECONTO, Jaime. Quasar: a pesquisa contra. Correio do Triângulo, Uberlândia, 26 out. 1991.

GRUPO Quasar vai apresentar o espetáculo “3 é melhor”. O Triângulo. Uberlândia, 24 out. 1991

GUZMÁN, Mauricio. Divierta y no joda. La Prensa. Santa Fé de Bogotá, 25 ago. 1992.

O GRUPO Quasar de Goiânia, convidado especial para abertura do Seminário. Jornal de Brasília, 25 out. 1991, p. 7.

RAMIREZ, Wilson Escobar. “Não Perturbe”, o la decadencia en simples movimientos. La Patria. Manizales, 24 ago. 1992.

SILVEIRA, Adevania. A dança de um novo tempo. Diário da Manhã, 17 dez. 1989.

TEATRO de Ruptura. La Patria. Manizales, 24 ago. 1992.

UMA estrela quer brilhar. Diário da Manhã, 18 abr. 1990. (Revista)

Downloads

Publicado

2022-12-12

Como Citar

GUARATO, R. A alegoria cômica como artifício cênico nas obras da Quasar Cia. de Dança (1989-1992). Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 45, p. 1-24, 2022. DOI: 10.5965/1414573103452022e0206. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/22314. Acesso em: 29 jan. 2023.