Insistir na presença – Tentativas de invenção teatral e pedagógica em isolamento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103422021e0116

Palavras-chave:

Teatro, Processo de criação, Pedagogia teatral, Arte no contexto pandêmico

Resumo

A experiência da prática teatral teve que se deslocar para outros lugares e modos de operação, por conta do distanciamento social necessário ao contexto pandêmico. O artigo discorre sobre tentativas pedagógicas e artísticas realizadas no trabalho com turmas de graduação em universidade pública, apoiando-se em referências de áreas diversas e a partir da insistência em criar eventos ao vivo como objeto de estudo e relação com o público. Ao invés do enfoque analítico, o artigo escolheu aproximar-se de palavras e temas que vieram à sala de trabalho pela força das circunstâncias remotas, como forma de desenvolver uma primeira reflexão a respeito dos enfrentamentos e incertezas da criação teatral.

Biografia do Autor

Lucienne Guedes Fahrer, UNICAMP

Doutorado em Artes - Teatro, pela Universidade de São Paulo (USP). Mestrado em Artes – Teatro (USP). Graduação em Artes Cênicas com habilitação em Teoria do Teatro (USP).

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é um dispositivo? Outra travessia, Florianópolis, n.05, p. 13-14, 2005. Disponível em:

https://periodicos.ufsc.br/index.php/Outra/article/view/12576. Acesso em: 13 jun. 2021.

AZEVEDO, José Fernando Peixoto. “Entre o gatilho e a tempestade”: racismo, capitalismo, teatro e a capacidade mimética de um vírus. Disponível em: https://www.n-1edicoes.org/textos/3. Acesso em: 12 de junho de 2021.

BOGART, Anne. Seis coisas sobre o treinamento de atores. Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n.12, p.29-40, 2009.

BORUCHOVITCH, Evely.; BZUNECK, José Aloyseo. (Orgs.). A motivação do aluno: contribuições da psicologia contemporânea. Petrópolis: Vozes, 2009.

CHAUÍ, Marilena. Marilena Chauí. In: CORDEIRO, Denilson e FURTADO, Joaci (orgs.). Arte da aula. São Paulo: Edições SESC, 2019.

COUTINHO, Eduardo. OHATA, Milton (org.). Eduardo Coutinho. São Paulo: Cosac Naify/SESC, 2013.

FABIÃO, Eleonora. Corpo cênico, estado cênico. Revista Contrapontos – Eletrônica, vol. 10, n.03, p. 321-326, set-dez 2010. Disponível em: https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rc/article/view/2256/1721. Acesso em: 13 jun. 2021.

FABIÃO, Eleonora.. Programa Performativo: o corpo-em-experiência. Revista do Lume: Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais – UNICAMP, Campinas, 2013. Disponível em: https://www.cocen.unicamp.br/revistadigital/index.php/lume/article/view/276. Acesso em: 13 jun. 2021.

KASTRUP, Virginia. Educação e Invenção em Tempos de Incerteza. Caderno pedagógico 32ª. Bienal de São Paulo. 2016.

KOUDELA, Ingrid e ALMEIDA JUNIOR, José Simões. Léxico de Pedagogia do Teatro. São Paulo: Editora Perspectiva/SP Escola de Teatro, 2015.

KRENAK, Ailton. Ideias para adiar o fim do mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

KWON, Miwon. One place after another – site specific art and locational identity. Cambridge, Massachusetts: The Mit Press, 2002.

LARIOS, Shaday. Casa y teatro de objetos. In: Titeresante, 20 de abril de 2020. Disponível em: http://www.titeresante.es/2020/04/casa-y-teatro-de-objetos-intimidad-del-espacio-domestico-en-tiempos-de-guardar-distancia-por-shaday-larios/ . Acesso em: 20 abril 2021.

LEITE, Sergio Antonio da Silva. A afetividade como objeto de pesquisa. In: BORUCHOVITCH, Evely, AZZI, Roberta Gurgel, SOLIGO, Ângela (Orgs.). Temas em psicologia educacional. Campinas: Mercado das Letras, 2017, p. 151-181.

OITICICA, Helio. Aspiro ao grande labirinto. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 1986.

ROLNIK, Suely. Cartografia sentimental. Porto Alegre: Sulina; Editora da UFRGS, 2014.

SARRAZAC, Jean-Pierre (org.). Léxico do drama moderno e contemporâneo. São Paulo: Cosac Naify, 2012.

SILVA, Antonio Carlos de Araújo. A encenação no coletivo: desterritorializações da função do diretor no processo colaborativo. 2008. Tese (Doutorado em Artes) – Escola de Comunicações e Artes – Universidade de São Paulo.

SILVA, Denise Ferreira. Sobre diferença sem separabilidade. Catálogo da 32ª. Bienal de Arte de São Paulo, 2016. Disponível em:

<https://issuu.com/amilcarpacker/docs/denise_ferreira_da_silva_?fbclid=IwAR1AJG8KxH-69xQOKtfOnRrv3bJfzomlP0-NuwvlJZTUukjDaGZLZ-3vEN8> Acesso em: 02 jun. 2021.

SILVA, Denise Ferreira e DESIDERI, Valentina. Leituras (Po)éticas. Cadernos de Subjetividade, n.19, p.61-70, 2016. P. 69. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/cadernossubjetividade/article/view/38145. Acesso em: 13 jun. 2021.

TELLES, Narciso. Demonstração técnica/demonstração de trabalho: narrativas da experiência. In: Artes da cena – Estudos sobre Atuação e Encenação, p.187-198. Jundiaí, SP: Paco Editorial, 2017.

XAVIER, Ismail. O olhar e a cena. São Paulo. São Paulo: Cosac Naify, 2003.

Downloads

Publicado

2021-12-13

Como Citar

FAHRER, L. . G. Insistir na presença – Tentativas de invenção teatral e pedagógica em isolamento. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 42, p. 1-31, 2021. DOI: 10.5965/1414573103422021e0116. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20485. Acesso em: 20 jan. 2022.