Performatividade e simulacro: A performance cênica como acontecimento e sua reprodução

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102412021e0207

Palavras-chave:

Performatividade da reprodução, Performance, Simulacro

Resumo

Este artigo examina a performatividade da reprodução da performance cênica através de uma revisão bibliográfica que passa, inicialmente, pelo estabelecimento de um paralelo entre a noção austiana de performativo e o conceito deleuziano de acontecimento. A análise segue através de ajustes propostos por Fischer-Lichte, Goffman, Butler e Colling para localizar de forma mais distinta a potência performativa na performance cênica presencial. Finalmente, procura-se destacar uma potência correspondente no contexto da reprodução das performances cênicas recorrendo à positividade do conceito de simulacro proposta por Deleuze e comentadores.

Biografia do Autor

Marcelo Puppi Munhoz, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Curitiba/PR, Brasil

Mestre em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Bacharel em Jornalismo pela Universidade Federal do {Paraná (UFPR). Professor do Curso de Teatro em PUCPR.

Referências

AUSLANDER, Philip. A performatividade na documentação de performances. Tradução: Isabela de Oliveira Barbosa. Revisão: Luciano Vinhosa. In: Revista Poiesis, Rio de Janeiro, v. 20, n. 33, p. 337-352, 2019. Disponível em: http://periodicos.uff.br/poiesis/article/view/29014. Acesso em: 11 jul. 2019.

AUSTIN, John Landshaw. Quando dizer é fazer. Tradução: Danilo Marcondes de Souza Filho. Porto Alegre: Artes Médicas, 1990.

BUTLER, Judith. Os atos performativos e a constituição do gênero: um ensaio sobre fenomenologia e teoria feminista. Chão da Feira, Caderno n. 78, p. 1-16, 2018. Disponível em: https://chaodafeira.com/catalogo/caderno78/. Acesso em: 4 abr. 2019.

COLLING, Leandro. O que performances e seus estudos têm a ensinar para a teoria da performatividade de gênero? Urdimento, Florianópolis, v. 1, n. 40, mar./abr. 2021. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/issue/view/789. Acesso em: 30 jan. 2021.

DELEUZE, Gilles. Diferença e repetição. Tradução: Luiz Orlandi e Roberto Machado. 1. ed. Rio de Janeiro e São Paulo: Paz e Terra, 2018.

DELEUZE, Gilles. Lógica do sentido. Tradução: Luiz Roberto Salinas Fontes. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 2015.

DELEUZE, Gilles. Foucault. Tradução: Claudia Sant’Anna Martins. São Paulo: Editora Brasiliense, 1988.

DELEUZE, Gilles; PARNET, Claire. Diálogos. Tradução: Eloisa Araújo Ribairo. São Paulo: Escuta, 1998.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil platôs – capitalismo e esquizofrenia. Vol. 2. Tradução: Ana Lúcia de Oliveira e Lúcia Cláudia Leão. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995.

FISCHER-LICHTE, Erika. A cultura como performance: desenvolver um conceito. In: Revista Sinais de Cena, Lisboa, n. 4, p. 73-80, 2005. Disponível em: < https://revistas.rcaap.pt/sdc/issue/view/757 > Acesso em: 30 mai. 2019.

FISCHER-LICHTE, Erika. Ästhetik des Performativen. Berlim: Suhrkamp Verlag, 2004

FISCHER-LICHTE, Erika. Estética de lo performativo. Tradução para o espanhol: Diana González Martín e David Martínez Perucha. Madrid: Abada Editores, 2011.

GOFFMAN, Erving. Frame analysis: an essay on the organization of experience. Boston: Northeast University Press, 1986.

MACHADO, Roberto. A Geografia do pensamento filosófico. 2014. Disponível em: http://deleuze.tausendplateaus.de/wp-content/uploads/2014/10/. Acesso em: 28 out. 2017.

MATURANA, Humberto; VARELA, Francisco. El árbol del conocimiento: las bases biológicas del entendimento humano. Buenos Aires: Lumen, 2003.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. Tradução: Carlos Alberto Ribeiro de Moura. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

PHELAN, Peggy. Unmarked – the politics of performance. Londres e New York: Routledge, 1993.

SAUVAGNARGUES, Anne. Deleuze and Art. Tradução: Samantha Bankston. Bloomsbury Publishing: Londres, 2013.

SILVA, Cíntia Vieira da. Intensidade e individuação: Deleuze e os dois sentidos de estética. Revista de Filosofia Aurora, [S.l.], v. 29, n. 46, p. 17-34, abr. 2017. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/article/view/5624. Acesso em: 30 out. 2019.

ZOURABICHVILI, François. Deleuze: uma filosofia do acontecimento. Tradução: Luiz B. L. Orlandi. São Paulo: Editora 34, 2016.

Downloads

Publicado

2021-08-14

Como Citar

MUNHOZ, M. P. Performatividade e simulacro: A performance cênica como acontecimento e sua reprodução. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 41, p. 1-18, 2021. DOI: 10.5965/1414573102412021e0207. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/19823. Acesso em: 5 dez. 2021.