A luz – elemento primordial no Teatro de Sombras

Autores

  • Fabiana Lazzari de Oliveira Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC
  • Valmor Beltrame Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102232014017

Resumo

O presente artigo reflete sobre a luz como elemento técnico e expressivo no Teatro de Sombras e discorre sobre esse recurso nas suas expressões tradicionais e diferentes formas de utilização por grupos de teatro de sombras contemporâneos; aponta para a variedade e diferenças nos tipos de lâmpadas, focos luminosos e suas possibilidades expressivas para a prática dessa arte na atualidade. Para isso, recorre-se a contribuições de pesquisadores, artistas brasileiros e estrangeiros, evidenciando a importância da luz nas suas atividades criadoras.

Biografia do Autor

Fabiana Lazzari de Oliveira, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Bacharel em Educação Fisica, Licenciada em Educação Artística - Habilitação em Artes Cênicas, Mestre em Teatro e Doutora em Teatro no Programa de Pós-Graduação em Teatro - PPGT/ UDESC. Bolsista CAPES. Atriz, produtora cultural e arte-educadora.

Valmor Beltrame, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Graduado em Filosofia pela Universidade do Sul de Santa Catarina (1977) , Mestre em Artes pela Universidade de São Paulo (1995) e Doutor em Artes pela Universidade de São Paulo (2001) . Professor  da Universidade do Estado de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2014-11-23

Como Citar

OLIVEIRA, F. L. de; BELTRAME, V. A luz – elemento primordial no Teatro de Sombras. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 23, p. 017 - 030, 2014. DOI: 10.5965/1414573102232014017. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573102232014017. Acesso em: 20 set. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Poéticas e estéticas da iluminação cênica