Da arte de quebrar pedras ou a cena da emancipação

Autores

  • Edélcio Mostaço Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102152010011

Resumo

Apresentação do pensamento do filósofo Jacques Rancière quanto ao entrecruzamento das dimensões ética, estética e política. Os principais nexos por ele estabelecidos, tais como a partilhado sensível, a emancipação do espectador e a pedagogia libertária são enfocados, visando situar as fontes que constituem seus pontos de partida.

Downloads

Publicado

2010-10-05

Como Citar

MOSTAÇO, E. Da arte de quebrar pedras ou a cena da emancipação. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 15, p. 011-019, 2010. DOI: 10.5965/1414573102152010011. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573102152010011. Acesso em: 1 ago. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Temático - Ética, Estética e Política