A IMPLANTAÇÃO DAS NOVAS REGRAS DO ESOCIAL E A ADAPTAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Josilene Partecka
Stella Maris Lima Altoé

Resumo

O eSocial surgiu a partir da publicação do Decreto Federal n.º 8.373/2014, em que o Governo Federal buscou facilitar a coleta de dados das empresas em seus setores contábil e departamento pessoal. As mudanças oriundas do eSocial implicaram em alterações nas rotinas dos profissionais da contabilidade. Nesse sentido, o objetivo do presente estudo é investigar como os profissionais contábeis estão se adequando as mudanças trazidas pelo eSocial versão S-1.0. A pesquisa foi realizada com profissionais da contabilidade que trabalham no departamento pessoal de escritórios contábeis na cidade de Guarapuava/PR. A partir de estatística descritiva os dados foram analisados, e os achados indicam que os profissionais estão se adequando as mudanças trazidas pelo eSocial, além de observarem grandes vantagens na implantação do mesmo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Partecka , J., & Altoé, S. M. L. (2022). A IMPLANTAÇÃO DAS NOVAS REGRAS DO ESOCIAL E A ADAPTAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE. Revista Brasileira De Contabilidade E Gestão, 11(20), 015-029. https://doi.org/10.5965/2316419011202022015
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Josilene Partecka , Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO, Brasil.

Graduanda em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). Com curso finalizado, aguardando colação de grau.

Stella Maris Lima Altoé, Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO, Brasil.

Doutora (2017) e Mestre (2014) em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná — UFPR. Possui Graduação em Ciências Contábeis (2010), com desempenho reconhecido por Láurea Acadêmica e Especialização em Controladoria e Contabilidade (2013) pela Universidade Estadual de Maringá — UEM. Atualmente é Professora Adjunta — DE (2016-atual) na Universidade Estadual do Centro-Oeste — UNICENTRO no Departamento de Ciências Contábeis — DECIC/G e no Programa de Pós-Graduação em Administração — PPGADM (Mestrado Profissional). Atuou como Chefe da Divisão de Concursos Públicos e Testes Seletivos (2019-2020) na mesma Instituição. Possui experiência profissional na docência universitária e na área contábil. Desenvolve pesquisas com ênfase em Contabilidade e Controle Gerencial e Educação e Pesquisa em Contabilidade.

Referências

Almeida, P. de P., Ribeiro, E. C. dos S., & Freire, D. C. (2020). Um estudo dos impactos do eSo-cial e seus processos de mudanças. Revista Farol – Faculdade Rolim de Moura, 11(11), 91-111. Recuperado em 15 Março, 2021, de http://www.revistafarol.com.br/index.php/farol/article/view/195

Brasil. (2014). Decreto-lei n.° 8.373, de 11 de dezembro de 2014. Institui o Sistema de Escritura-ção Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas - eSocial e dá outras providên-cias. Recuperado em 17 Agosto, 2021, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/decreto/d8373.htm

Brasil. (2007). Decreto-lei n.° 6.022 de 22 de janeiro de 2007. Institui o Sistema Público de Escri-turação Digital - Sped. Recuperado em 17 Agosto, 2021, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6022.htm

Brasil. (2015). Lei Complementar n.º 150, de 1º de junho de 2015. Dispõe sobre o contrato de trabalho doméstico; altera as Leis nº 8.212, de 24 de julho de 1991, nº 8.213, de 24 de julho de 1991, e nº 11.196, de 21 de novembro de 2005; revoga o inciso I do art. 3º da Lei nº 8.009, de 29 de março de 1990, o art. 36 da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, a Lei nº 5.859, de 11 de de-zembro de 1972, e o inciso VII do art. 12 da Lei nº 9.250, de 26 de dezembro de 1995; e dá outras providências. Recuperado em 17 Agosto, 2021, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/lcp150.htm

Brasil. (2019). Lei n.° 13.874, de 20 de setembro de 2019. Institui a Declaração de Direitos de Liberdade Econômica; estabelece garantias de livre mercado; altera as Leis nos 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), 6.404, de 15 de dezembro de 1976, 11.598, de 3 de dezembro de 2007, 12.682, de 9 de julho de 2012, 6.015, de 31 de dezembro de 1973, 10.522, de 19 de julho de 2002, 8.934, de 18 de novembro 1994, o Decreto-Lei nº 9.760, de 5 de setembro de 1946 e a Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943; revoga a Lei Delegada nº 4, de 26 de setembro de 1962, a Lei nº 11.887, de 24 de dezembro de 2008, e dispositivos do Decreto-Lei nº 73, de 21 de novembro de 1966; e dá outras providências. Recuperado em 17 Agosto, 2021, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/lei/L13874.htm

Brasil. (2021). Nota orientativa S-1.0 01/2021 – Rev. 06/07/2021. Recuperado em 02 Junho, 2022, de https://www.gov.br/esocial/pt-br/documentacao-tecnica/manuais/nota-orientativa-s-1_0-01_2021-rev-06-07-2021.pdf

Brasil. (2022). ESocial escrituração digital das obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas. Recuperado em 01 Junho, 2022, de https://www.gov.br/esocial/pt-br

Caon, A., & Nascimento, S. do. (2017). Percepção dos discentes de Ciências Contábeis sobre o sistema de escrituração digital das obrigações fiscais, trabalhistas e previdenciárias (eSocial). Revis-ta de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, 22(1), 3-27, 2017. Recupera-do em 02 Outubro, 2020, de

https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rcmccuerj/article/view/31901

Chiavenato, I. (2009). Administração de recursos humanos: fundamentos básicos. Manole.

Leal, J. M. D. R., Rosendo, L. L. da S., Felix Júnior, L. A., & Soares, Y. M. A. (2016). Implemen-tação do eSocial: benefícios e desafios sob as perspectivas dos profissionais contábeis da Paraíba. Revista Gestão e Organizações, 1(1), 124-142. Recuperado em 13 Junho, 2021, de https://periodicos.ifpb.edu.br/index.php/rgo/article/view/1036

Oliveira, L. da S. de, Santana, T. P., & Martins, Z. B. (2017). Perspectivas dos contadores em rela-ção à implantação do eSocial. Revista Mineira de Contabilidade, 18(2), 41–53. Recuperado em 03 Novembro, 2021, de https://revista.crcmg.org.br/rmc/article/view/686

Ortelan, D. C., & Pinto, E. da C. (2018). ESocial e mudanças no sistema de escrituração trabalhista e previdenciária no Brasil. Revista Eletrônica Organizações e Sociedade, 7(8), 119-133. Recupe-rado em 17 Março, 2021, de https://revista.facfama.edu.br/index.php/ROS/article/view/408

Perovano, P. T. do V. (2016). Manual de metodologia da pesquisa científica. Curitiba: InterSabe-res. Recuperado em 11 Dezembro, 2021, de https://farol.bv3.digitalpages.com.br/users/pubications/9788559720211/pages/-2

Prestes, M. L. de M. (2008). A pesquisa e a construção do conhecimento científico: do planeja-mento aos textos, da escola acadêmica. Rêspel.

Schaeffer, L. F. (2015). Esocial: percepção dos empregadores, clientes de um escritório contábil, frente às rotinas trabalhistas. Monografia de curso de graduação em Ciências Contábeis. Centro Universitário Univates, Lajeado, Rio Grande do Sul, Brasil. Recuperado em 17 Agosto, 2021, de https://www.univates.br/bdu/bitstream/10737/1005/1/2015LisandraFrancineSchaeffer.pdf

Silva, J. da C., Sousa, N. G. de, & Ayres, M. A. C. (2020). ESocial: implantação e cumprimento na percepção do profissional contábil. Revista Humanidades e Inovação, 7(9), 9-24. Recuperado em 02 Outubro, 2020, de https://revista.unitins.br/index.php/humanidadeseinovacao/article/view/2188

Silva, W. M. (2019). ESocial: dificuldades enfrentadas pelos profissionais da Contabilidade. 2019. Monografia de curso de graduação em Ciências Contábeis. Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, Paraíba, Brasil. Recuperado em 02 Outubro, 2020, de https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/16938?locale=pt_BR

Souza, J., Leite, A. da S., Iacia, J. C., & Loureiro, C. S. I. (2018). Um estudo dos impactos do eSocial e seus processos de mudanças. Revista Magsul de Administração e Contabilidade, 1(4), 1-12. Recuperado em 17 Março, 2021, de http://bibmagsul.kinghost.net/revista2016/index.php/RevAdmCont/article/viewFile/525/397

Vassoler, H. D. (2015). O sistema de escrituração fiscal digital das obrigações fiscais previdenciá-rias e trabalhistas – eSocial. Trabalho de Conclusão de Curso de graduação em Ciências Contá-beis. Universidade do Extremo Sul Catarinense, Criciúma, Santa Catarina, Brasil. Recuperado em 13 Junho, 2021, de http://repositorio.unesc.net/handle/1/3637

Vellucci, R. G., Costa, L. V., Cappellozza, A., & Kubo, E. K. de M. (2018). Os desafios da im-plantação do eSocial. Revista da Micro e Pequena Empresa, 12(1), 67-81. Recuperado em 13 Ju-nho, 2021, de http://www.cc.faccamp.br/ojs-2.4.8-2/index.php/RMPE/article/view/1114