MAPAS ALTERNATIVOS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA

Autores

  • Gisele Girardi Universidade Federal do Espírito Santo

Resumo

Este artigo busca abrir alguns entendimentos sobre mapas alternativos, visando problematizar alguns encaminhamentos da educação cartográfica escolar. Inicia problematizando sobre como os mapas realizam certo tipo de imaginação espacial, com amparos em Gilles Deleuze, Félix Guattari e Sueli Rolnik. Identifica a origem do mapa que chamamos de “maior” (convencional, “normal”) como herança de um modo de ver o mundo que vem do período moderno, na atualidade reiterada pelo estado e pela escola. Apresenta possibilidades de mapas alternativos como mapas “menores” (variações), abordando mapas do projeto Nova Cartografia Social da Amazônia e Google Earth. Apresenta reflexões sobre a discussão cartográfica na Geografia e finaliza apontando a educação geográfica escolar como o lugar de desestabilização do território da Cartografia maior. Palavras-Chave: Cartografia geográfica. Mapas alternativos. Educação geográfica.

Biografia do Autor

Gisele Girardi, Universidade Federal do Espírito Santo

Departamento de Geografia do Centro de Ciências Humanas e Naturais da Universidade Federal do Espírito Santo

Downloads

Publicado

2012-12-19

Como Citar

Girardi, G. (2012). MAPAS ALTERNATIVOS E EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA. PerCursos, 13(2), 39-51. Recuperado de https://periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/2759