CAMINHOS E PASSAGENS QUE PODEM SER ABERTOS PELOS LIVROS: diálogos entre a geografia e a literatura no ensino fundamental

Autores

  • Denise Wildner Theves UniRitter

Resumo

O presente texto reflete sobre as práticas de interação pedagógica da geografia, no intuito de buscar uma ação docente que traga o cotidiano dos alunos para a sala de aula, superando a fragmentação dos saberes e a mera transmissão do conhecimento, oportunizando, dessa forma, múltiplas aprendizagens. Nesse sentido, o diálogo entre a geografia e a literatura mostrou-se como uma possibilidade que permite refletir sobre a condição humana, ampliar a rede de relações construída pelos alunos, além de aguçar a curiosidade. A metodologia utilizada baseou-se na escuta, na observação e na análise das atividades durante a interação proposta pela prática. Ela foi realizada em duas turmas do Ensino Fundamental, uma de escola particular e outra da rede pública municipal, ambas localizadas em Lajeado. O trabalho desenvolvido e os dados coletados são discutidos e avaliados com base nas reflexões teóricas de Helena Callai, Nestor André Kaercher, Edgar Morin, Nelson Rego, Neiva Schäffer, Antonio Carlos Castrogiovanni, entre outros. A prática pedagógica proposta promoveu o envolvimento dos alunos e possibilitou a constatação de que a geografia escolar pode auxiliar na leitura do mundo de forma plural, contraditória e dinâmica, além de oportunizar a religação dos saberes. Palavras-chave: Geografia Escolar. Práticas Pedagógicas. Ação Docente. Condição Humana. Leitura do Mundo.

Downloads

Publicado

2012-12-19

Como Citar

Theves, D. W. (2012). CAMINHOS E PASSAGENS QUE PODEM SER ABERTOS PELOS LIVROS: diálogos entre a geografia e a literatura no ensino fundamental. PerCursos, 13(2), 52-74. Recuperado de https://periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/2749