Escola, sociedade civil e aparelhos de hegemonia: uma contribuição gramsciana à educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/19847246252024e0204

Palavras-chave:

Gramsci, escola, sociedade civil, aparelhos de hegemonia, cultura

Resumo

A escola pode ser considerada um aparelho “privado” de hegemonia? Partindo desse questionamento, o objetivo deste texto é discutir, à luz das reflexões gramscianas, a determinação da escola como um espaço da sociedade civil, buscando respostas que evidenciem, de um lado, as contribuições teórico-metodológicas de Gramsci para a educação na atualidade, e de outro, a potência política e pedagógica dessas indicações para a luta dos trabalhadores e grupos subalternos para educarem-se a si próprios e dirigirem-se na vida, tendo em vista a realização da sociedade regulada e autogerida pelos produtores associados. O estudo foi realizado a partir da leitura e interpretação sistemáticas dos escritos gramscianos, principalmente, dos Cadernos do Cárcere, publicados no Brasil em seis volumes pela Civilização Brasileira. Os termos e expressões cunhados por Gramsci ao refletir sobre a escola e os chamados “aparelhos de hegemonia” foram extraídos do texto do autor com vistas à problematização de seus significados, o que não seria possível sem um tratamento analítico respeitoso e consciente da unidade e organicidade de seu pensamento. Assim, a afirmação de que a escola pode ser entendida como um aparelho de hegemonia política e cultural encontra, nos escritos de Gramsci, não só documentação fecunda, mas também evidência lógica e histórica, embora tal assertiva precise ser ainda aprofundada pelos estudiosos do campo da educação, considerando que, para Gramsci, há uma profunda articulação entre escola, hegemonia e política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Pedrosa Marcassa, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Felipe de Marco Pessoa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina

Doutorando em Educação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Técnico em Assuntos Educacionais do  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC).

Referências

CCOUTINHO, Carlos Nelson. Gramsci: um estudo sobre seu pensamento político. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

DORE, Rosemary. Gramsci e o debate sobre a escola pública no Brasil. Cad. Cedes, Campinas, v. 26, n. 70, p. 329-352, set./dez. 2006.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Introdução ao estudo da filosofia: a filosofia de Benedetto Croce. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999. v. 1.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Os intelectuais. O princípio educativo. Jornalismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001. v. 2.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Maquiavel. Notas sobre o Estado e a política. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007. v. 3.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Temas de Cultura. Ação católica. Americanismo e fordismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007. v. 4.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. O Risorgimento italiano. Notas sobre a história da Itália. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. v. 5.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do Cárcere. Literatura. Folclore. Gramática. Apêndices: variantes e índices. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. v. 6.

GRAMSCI. Antonio. Escritos políticos (1910-1920). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004. v. 1.

MANACORDA, Mario Alighiero. O princípio educativo em Gramsci. Campinas: Alínea, 2008.

NOSELLA, Paolo. A escola de Gramsci. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

SEMERARO, Giovanni. Gramsci e a sociedade civil: cultura e educação para a democracia. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

Downloads

Publicado

2024-06-27

Como Citar

MARCASSA, Luciana Pedrosa; PESSOA, Felipe de Marco. Escola, sociedade civil e aparelhos de hegemonia: uma contribuição gramsciana à educação. PerCursos, Florianópolis, v. 25, p. e0204, 2024. DOI: 10.5965/19847246252024e0204. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/24708. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê 2024/2 “As contribuições teórico-metodológicas de Lenin e Gramsci para a educação contemporânea"