Velhices femininas, memória social e avosidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/19847246242023e0107

Palavras-chave:

velhices, femininas, avosidade, memória social

Resumo

O processo de envelhecimento feminino e a vivência da avosidade é um elemento central na discussão sobre a sociedade patriarcal e as suas manifestações. Desta forma, este artigo tem por objetivo realizar uma reflexão sobre velhices femininas e sua relação com a avosidade, sintetizando discussões a partir da construção da tese “a visibilidade de mulheres idosas na contemporaneidade: construindo perspectivas sobre novos conceitos de avosidades”. Pretende-se, portanto, ressaltar a importância do envelhecimento feminino numa perspectiva crítica, possibilitando, assim, a reflexão sobre as opressões históricas vividas nas sociedades patriarcais e, assim, fomentar respostas através da abordagem interseccional, entrelaçada à discussão de avosidades, memória e identidade social.  Com este artigo, almeja-se contribuir teoricamente para os estudos relacionados, numa abordagem multidimensional das velhices na contemporaneidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel da Silva Pavin, Universidade La Salle

Mestra em Política Social e Serviço Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Doutoranda em Memória Social e Bens Culturais na Universidade La Salle - UNILASALLE. Bolsista PROSUC/CAPES.

Tamara Cecilia Karawejczyk Telles, Universidade La Salle

Doutora em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Professora da Universidade La Salle – UNILASALLE.

Referências

AKOTIRENE, Carla. Interseccionalidade. São Paulo: Pólen, 2019. 152 p. (Coleção Feminismos Plurais)

AQUINO, Raisa Conceição Barbosa de. Geração, gênero, classe e raça: intersecção necessária. Anais V ENLAÇANDO... Campina Grande: Realize Editora, 2017. Disponível em: https://www.editorarealize.com.br/artigo/visualizar/31487. Acesso em: 14 fev. 2023.

BEAUVOIR, Simone de. A velhice. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.

BRITTO DA MOTTA, Alda. As velhas também. Ex aequo, [Lisboa], n. 23, p. 13-21, 2011. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/aeq/n23/n23a03.pdf. Acesso em: 14 fev. 2023.

BRITTO DA Motta, Alda. Mulheres entre o cuidado de velhos/as e a reprodução de jovens em famílias no Brasil. Ex aequo, [Lisboa], v. 26, p. 87-101, 2012. Disponível: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S0874-55602012000200008. Acesso em: 14 fev. 2023.

BRITTO DA MOTTA, Alda. Pesquisa e relações em campo – subjetividades de gênero e de geração. In: MOTTA, Alda Britto da; AZEVEDO, Eulália Lima; GOMES, Márcia (org.). Reparando a falta: dinâmica de gênero em perspectiva geracional. Salvador: UFBA / Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a mulher, 2005. p. 11-25. (Coleção Bahianas, v. 10). Disponível em: http://www.neim.ufba.br/site/arquivos/file/reparando.pdf. Acesso em: 04 fev. 2023.

BRITTO DA MOTTA, Alda. Reinventando fases: a família do idoso. Caderno CRH, Salvador, p. 69-87, 1998. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/2498. Acesso em: 09 fev. 2022.

CARDOSO, Andréia Ribeiro. Avós no Século XXI: mutações e rearranjos na família contemporânea. Curitiba: Juruá, 2011. 254 p.

CARDOSO, Andréia R.; BRITO, Leila M. T. Ser avó na família contemporânea: que jeito é esse? Psico-USF, Bragança Paulista, v. 19, n. 3, p. 433-441, 2014.

CHERLIN, Andrew; FURSTENBERG JR., Frank F. Styles and strategies of grandparenting. In: BENGTSON, Vern L.; ROBERTSON, Joan F. (ed.). Grandparenthood. [New York]: Sage Publications, 1985. p. 97-116.

COLLINS, Patricia Hill; BILGE, Sirma. Interseccionalidade. São Paulo. Boitempo, 2021.

CONNELL, Raewyn; PEARSE, Rebecca. Gênero: uma perspectiva global. São Paulo: nVersos, 2015.

DANTAS, Anne Joyce Lima. Narrativas de histórias de vida de idosas lésbicas: interseccionalidade entre velhice, gênero e sexualidade. Orientador: Aluísio Ferreira de Lima. 2021. 76 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) − Programa de Pós-graduação em Psicologia, Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2021.

DIAS, Cristina M. S. B. Pais são para criar e avós para estragar: será. Família, diagnóstico e abordagens terapêuticas. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008. p. 67-72.

FALCÃO, Deusivania Vieira da Silva. A pessoa idosa no contexto da família. Psicologia de família: teoria, avaliação e intervenção. São Paulo: Artmed, 2012.

FARIAS, Eduardo Augusto; CASSAB, Latif Antonia. As expressões do patriarcalismo na experiência de mulheres idosas. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA, 7., 2015, Maringá. Anais [...]. Maringá: Unespar, 2015. p. 3441-3455. Disponível em: http://www.cih.uem.br/anais/2015/trabalhos/1441.pdf. Acesso em: 20 jan. 2023.

GOLDFARB, Delia C.; LOPES, Ruth G. C. Avosidade: a família e as gerações. In: FREITAS, Elizabete V. et al. Tratado de geriatria e gerontologia. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013. p. 1584-1592.

GONDAR, Jô. Quatro proposições sobre a memória social. In: GONDAR, Jô; DODEBEI, Vera (org.). O que é memória social? Rio de Janeiro: Contracapa, 2005. p. 11-26.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2004.

MCCALL, Leslie. The complexity of intersectionality. Signs: Journal of women in culture and society, Chicago, v. 30, n. 3, p. 1771-1800, 2005.

NERI, Marcelo. Onde estão os idosos? conhecimento contra o Covid-19. [Rio de Janeiro]: FGV social, Centro de Políticas Sociais, 2020. Disponível em: https://www.cps.fgv. br/cps/bd/docs/Pesquisa-Covidage-FGV-Social-Marcelo-Neri.pdf. Acesso em: 9 fev. 2023.

NOGUEIRA, Conceição. Interseccionalidade e psicologia feminista. Salvador: Devires, 2017. 130 p.

OLIVEIRA, Maria R. As relações intergeracionais e a participação dos avós na família dos filhos. 2011. Tese (Doutorado em Psicologia) − Universidade de Brasília, Brasília, 2011.

PAVIN, Raquel da Silva. Reflexões sobre memória social, identidade e avosidades femininas. Longeviver, São Paulo, v. 5, n. 17, p. 14-18, mar. 2023. Disponível em: https://revistalongeviver.com.br/index.php/revistaportal/issue/view/86/showToc. Acesso em: 23 mar. 2023.

POLLAK, Michael. Memória e identidade social. Revista Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-215, jul. 1992. ISSN 2178-1494. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/1941/1080. Acesso em: 09 jun. 2022.

RAMOS, Anne Carolina. Meus avós e eu: as relações intergeracionais entre avós e netos na perspectiva das crianças. 2011. 464 f. Tese (Doutorado em Educação) − Faculdade de Educação, Ufrgs, Porto Alegre, 2011. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/32306. Acesso em: 26 jan. 2023.

REDLER, Paulina. Abuelidade: mas allá de la paternidade. Argentina: Ed. Legasa, 1986.

ROBERTSON, Joan F. Grandparenthood. Beverly Hills: Sage Focus, 1985.

SILVA, Leida Cabral Nascimento DA; NUNES, Iran de Maria Leitão. Gênero e envelhecimento: as relações desiguais de poder e dominação expressas na violência contra a mulher idosa. In: JORNADA INTERNACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS, JOINPP, 10., 2021, Maranhão. Anais eletrônicos [...]. Maranhão: UFMA, 2021. Disponível em: http://www.joinpp.ufma.br/jornadas/joinpp2021/images/trabalhos/trabalho_submissaoId_1129_1129612e5a5646a2f.pdf. Acesso em: 14 fev. 2023.

TEIXEIRA, Ana Carolina Brochado; RABELO, Sofia Miranda. Avosidade & avoternidade: a coparticipação parental dos avós no direito brasileiro. In: PEREIRA, Tânia da Silva (org.). Avosidade relações jurídicas entre avós e netos: relações jurídicas entre avós e netos. Indaiatuba: Foco, 2021. p. 1-418.

TIBURI, Marcia. Feminismo em comum: para todas, todes e todos. 15. ed. Rio de Janeiro: Rosas do Tempo, 2021. 125 p.

WOODWARD, Kathryn; HALL, Stuart. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. 15. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2014. 133 p.

Downloads

Publicado

2023-05-09

Como Citar

PAVIN, Raquel da Silva; TELLES, Tamara Cecilia Karawejczyk. Velhices femininas, memória social e avosidade . PerCursos, Florianópolis, v. 24, p. e0107, 2023. DOI: 10.5965/19847246242023e0107. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/22580. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiê “A multidimensionalidade das velhices: perspectivas do envelhecimento nas agendas do século XXI”