Conhecimentos de comunidades tradicionais e quilombolas sobre a pesca artesanal: estado da questão

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/19847246242023e0503

Palavras-chave:

pesca artesanal, quilombola, comunidades tradicionais

Resumo

A pesca artesanal e os quilombos integram o universo de 28 atividades socioeconômicas e culturais que compõem as comunidades tradicionais brasileiras. Buscamos neste artigo identificar o seguinte estado da questão: quais são os temas, os sujeitos das pesquisas, onde estão situadas as comunidades pesquisadas e quais foram os conceitos utilizados para compreender as temáticas dos estudos acadêmicos sobre a pesca artesanal relacionados com os quilombos e as comunidades tradicionais? Os dados analisados foram obtidos nos resumos dos estudos de pós-graduação, constantes no Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES, no qual identificamos 368 pesquisas resultantes das buscas “pesca artesanal AND quilombola” (40) e “pesca artesanal AND comunidades tradicionais” (328). Diante de tal universo, nos interessamos em analisar um escopo de 70 estudos finalizados entre 2012 a 2021, divididos em duas grandes áreas de conhecimento: multidisciplinar e ciências humanas. Após o uso de critérios de seleção e descarte definidos, o recorte temático final que constitui um corpus de análise do presente estudo foi formado por 17 pesquisas: quatro teses e 13 dissertações. Resultam dessa análise a identificação de sete comunidades quilombolas, cinco comunidades tradicionais da pesca artesanal, quatro estudos de caso e 67 conceitos/grupo de conceitos trabalhados em 13 áreas do conhecimento científico: Antropologia, Ciências Sociais, Educação, Educação e Contemporaneidade, Educação e Cultura, Linguagens e Representações, Cognição e Linguagem, Desenvolvimento Social, Direto Ambiental e Políticas Públicas, Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento, Políticas Sociais e Sociologia Política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carem Cristini Nobre de Abreu, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Doutoranda em Políticas Sociais na Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF.

Maria Clareth Gonçalves Reis, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Doutora em Educação pela Universidade Federal Fluminense – UFF. Professora da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF.

 

 

Referências

CARLOMAGNO, Márcio C.; ROCHA, Leonardo Caetano da. Como criar e classificar categorias para fazer análise de conteúdo: uma questão metodológica. Revista Eletrônica de Ciência Política, Curitiba, v. 7, n. 1, 2016. Disponivel em https://revistas.ufpr.br/politica/article/view/45771. Acessado em 15 de março de 2022.

CEZAR, Lilian Sagio. Relatório anual da linha de pesquisa 1 da terceira fase do Projeto de Educação Ambiental (PEA) Pescarte: antropologia visual aplicada à investigação de memórias, identidades e fazeres artesanais entre comunidades pesqueiras interlocutoras do Projeto Ambiental Pescarte. Campos dos Goytacazes: UENF, 2021.

CUNHA, Manuela Carneiro da; MAGALHÃES, Sônia Barbosa; ADAMS, Cristina (orgs.). Parte I quem são, quantos são. In: POVOS TRADICIONAIS E BIODIVERSIDADE NO BRASIL CONTRIBUIÇÕES DOS POVOS INDÍGENAS, QUILOMBOLAS E

COMUNIDADES TRADICIONAIS PARA A BIODIVERSIDADE, POLÍTICAS E AMEAÇAS: seção 1. São Paulo: SBPC, 2022. p. 50.

NEVES, Rafael Moreira; FARIALL, Teresa de Jesus Peixoto. O estado da questão da produção acadêmica recente sobre o urbano nas cidades pequenas: análise de teses e dissertação. UFSM: Geografia Ensino e Pesquisa Santa Maria, 2020. v. 24. e11.

NÓBREGA-THERRIEN, Silvia Maria; THERRIEN, Jacques. Trabalhos científicos e o estado da questão. Estudos em Avaliação Educacional, Fortaleza, v. 15, n. 30, p. 5-16, 2004. Disponível em: https://doi.org/10.18222/eae153020042148. Acesso em: 08 abr. 2022.

OLIVEIRA, Osvaldo Martins de. Direitos quilombolas & dever de Estado em 25 anos da constituição Federal de 1988. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Antropologia, 2016. 352 p.

SILVA, Isabel Cristina Rodrigues da. Marisqueira e quilombola é tudo a mesma coisa: um estudo sobre as formas de mobilização política o caso de Povoação de São Lourenço. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2013.

VOSGERAU, Dilmeire Sant’Anna Ramos; ROMANOWSKI, Paulin. Estudos de revisão: implicações conceituais e metodológicas. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 14, n. 41, p. 165-189, jan./abr. 2014. Disponível em: https://doi.org/ 10.7213/dialogo.educ.14.041.DS08. Acesso em: 08 abr. 2012.

Downloads

Publicado

2023-05-19

Como Citar

ABREU, Carem Cristini Nobre de; REIS, Maria Clareth Gonçalves. Conhecimentos de comunidades tradicionais e quilombolas sobre a pesca artesanal: estado da questão. PerCursos, Florianópolis, v. 24, p. e0503, 2023. DOI: 10.5965/19847246242023e0503. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/22450. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua