Geoparque Quarta Colônia aspirante UNESCO: uma proposta de desenvolvimento territorial baseada na geoconservação da paisagem e do patrimônio no centro do estado do Rio Grande do Sul (Brasil)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724623522022008

Palavras-chave:

geoparque, Quarta Colônia, geo patrimonio, gestão holística

Resumo

Desde os anos 2000, a proposta de reconhecimento dos geoparques como territórios que promovem o patrimônio da Terra e sustentam as comunidades locais por meio da conservação e uso sustentável do seu patrimônio, tem se consagrado como um novo paradigma em termos de desenvolvimento territorial.  Nesse sentido, o objetivo deste artigo é apresentar os aspectos geopatrimoniais e paisagísticos mais relevantes inventariados no território da Quarta Colônia (RS), bem como a trajetória de construção deste projeto até a submissão do dossiê de candidatura à Geoparque Mundial da UNESCO. O território é composto por nove municípios, com pouco mais de sessenta mil habitantes, estendendo-se por 2.923 km², demarcando a transição entre o Planalto Meridional Brasileiro e a Depressão Periférica Sul-Riograndense. Tem como grande destaque geopatrimonial a presença de uma das mais importantes assembleias fossilíferas do triássico mundial. Soma-se a isso a grande diversidade de paisagens naturais encontradas no território e a integridade do patrimônio cultural associado às levas migratórias do século XIX na região, em especial de italianos e alemães. O dossiê do território conta 31 geossítios de valor geopatrimonial (distribuídos entre as categorias de valor fossilífero, litológico/sedimentológico, fluvial/hidrogeológico e geomorfológico) e 23 sítios ligados a outras formas de valor patrimonial (valor ecológico, cênico, histórico-cultural e/ou arqueológico). O artigo discute, ao final, as estratégias atualmente em curso para uma gestão holística do território e seu patrimônio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Figueiro, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Doutor em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Professor da Universidade. Federal de Santa Maria - UFSM.

Flávio Augusto Pretto, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Doutor em Geociências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Técnico Paleontólogo da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.

Jaciele Carine Sell, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Doutora em Geografia pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Técnica em Assuntos Educacionais da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.

Maria Medianeira Padoin, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Doutora em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Professora da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.

Flavi Ferreira Lisbôa Filho, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos-UNISINOS. Professor e Pró-Reitor Extensão da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.

Referências

ANELLI, Luiz Eduardo. Novos dinos do Brasil: outras boas histórias com a descoberta de novos dinossauros. São Paulo: Peirópolis, 2020.

BRILHA, José. Inventory and quantitative assessment of geosites and geodiversity sites: a review. Geoheritage, Amsterdam, v. 8, p.119-134, 2016.

BRILHA, José. Geoheritage and geoparks. In: REYNARD, Emmanuel, BRILHA, José (Eds.), Geoheritage: assessment, protection, and management. Amsterdam: Elsevier, 2018. p. 323-335.

CASTRO, Márcio L. Ilustração mostra como seria o "Macrocollum itaquii". [S.l., 2018]. Disponível em: https://www.dw.com/pt-br/descoberto-no-brasil-dinossauro-de-pesco%C3%A7o-longo-mais-antigo-do-mundo/a-46395667. Acesso em: 13 jul. 2022.

CASTRO, Márcio L. Paleoarte especificamente para representar o Gnathovorax em vida. [S.l., 2019]. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Gnathovorax#/media/Ficheiro:Gnathovorax.jpg. Acesso em: 13 jul. 2022.

CASTRO, Márcio L. Paleoarte do Buriolestes schultzi caçando em uma floresta triássica do sul do Brasil. [S.l., 2020a]. Disponível em: https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2020/11/brasileiros-reconstroem-cerebro-completo-de-um-dos-dinossauros-mais-antigos.html. Acesso em: 13 jul. 2022.

CASTRO, Márcio L. Paleoarte do Sacisaurus agudoensis em vida. [S.l., 2020b]. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Sacissauro.jpg. Acesso em: 13 jul.2022.

CASTRO, Márcio L. Paleoarte do Erythrovenator jacuiensis. [S.l., 2020]. Disponível em https://www.ufsm.br/2020/12/02/pesquisadores-da-ufsm-descobrem-no-rs-fossil-de-um-dos-mais-antigos-antepassados-do-t-rex/. Acesso em: 13 jul.2022.

CECCHIN, Dilson Nicoloso. Integração do patrimônio cultural ao natural como recurso geoturístico na implantação do projeto Geoparque Quarta Colônia, RS, BR. Tese (Doutorado em Geografia) − Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2019.

CHECA-ARTASU, Martín. En defensa del derecho al paisaje. algunos ejemplos en México. In: CHECA-ARTASU, Martin; MARTÍN, Pere Sunyer (ed.). El Paisaje: reflexiones y métodos de análisis. Ciudad de México: Ediciones del Lirio, 2017. p. 45-74.

COLÔMBIA . MINISTERIO DE CULTURA. DIRECCIÓN DE PATRIMONIO. Manual para inventarios de bienes culturales inmuebles. Bogotá: Ministerio de Cultura, 2005.

DA ROSA, Átila Augusto Stock ; GUERRA-SOMMER, Margot ; CAZZULO-KLEPZIG, Miriam. Passo das Tropas, Santa Maria, RS: marco bioestratigráfico triássico na evolução paleoflorística do Gondwana na Bacia do Paraná. In: WINGE, Manfredo et al. (eds.). Sítios geológicos e paleontológicos do Brasil. Brasília: CPRM, 2013. Disponível em: http://sigep.cprm.gov.br/sitio084/sitio084.pdf. Acesso em: 13 jul 2022.

DA ROSA, Átila Augusto Stock. Geological context of the dinosauriform-bearing outcrops from the Triassic of Southern Brazil. Journal of South American Earth Sciences, Amsterdan, v. 61, p. 108-119, 2015.

DA ROSA, Átila Augusto Stock; FACCINI, Ubiratan. Delimitação de blocos estruturais de diferentes escalas em seqüências mezosóicas do Estado do Rio Grande do Sul: implicações bioestratigraficas. Gaea, São Leopoldo, v. 1, p. 15-23, jul. 2005.

DOTTO, Dalva Maria Righi; DENARDIN, Adriele Carine Menezes; PONS, Mônica Elisa Dias; CERETTA, Caroline Ciliane. Gestão municipal e ações integradas para o fortalecimento do turismo no Território Quarta Colônia, RS, Brasil. Revista Turismo - Visão e Ação - Eletrônica, Itajaí, Vol. 20, n. 1, p.132-157, 2018.

FARSANI, Neda Torabi; COELHO, Celeste; COSTA, Carlos. Geotourism and geoparks as novel strategies for socio-economic development in rural areas. International Journal of Tourism Research, New York, v. 13, n. 1, p. 68–81, 2011.

FIGUEIRÓ, Adriano Severo; SELL, Jaciele Carine; PRETTO, Flávio; LISBOA FILHO, Flavi Ferreira; SECHIN, Dilson Nicoloso;

MARCUZZO, Suzane Bevilacqua; CERETTA, Caroline Ciliane.; PADOIN, Maria Medianeira. Application dossier of Quarta Colônia Aspiring Geopark. São João do Polêsine: CONDESUS, 2021.

FIGUEIRÓ, Adriano Severo et al. A produção de materiais geoeducativos na proposta do Geoparque Quarta Colônia, RS. Physis Terrae - Revista Ibero-Afro-Americana de Geografia Física e Ambiente, Braga (Portugal),v. 1, n. 2, p. 171–184, 2019.

GARCÍA-ORTIZ, Esperanza; FUERTES-GUTIÉRREZ, Inés; FERNÁNDEZ-MARTÍNEZ, Esperanza. Concepts and terminology for the risk of degradation of geological heritage sites: fragility and natural vulnerability, a case study.Proceedings of the Geologists Association, London, v. 125, n. 4, p.463-479, 2014.

GONZALEZ-TEJADA, Catalina Gonzalez; YI DU, Mark Read; GIRAULT, Yves. From nature conservation to geotourism development: examining ambivalent attitudes towards UNESCO directives with the global geopark network. International Journal of Geoheritage, Pequin, v.5, n.2, p. 1-20, 2017.

GODOY, Michel Marques; BINOTTO, Raquel Barros; SILVA, Rafael Costa da; ZERFASS, Henrique. Geologia e recursos minerais do Geoparque Quarta Colônia, RS: estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: CPRM, 2011.

GODOY, Michel Marques; BINOTTO, Raquel Barros; SILVA, Rafael Costa da; ZERFASS, Henrique. Geoparque Quarta Colônia: proposta. In: SCHOBBENHAUS, Carlos; SILVA, Cassio Roberto da (eds.). Geoparques do Brasil: propostas. Rio de Janeiro: CPRM, 2012. p. 417–456.

HALLETT, Márcio Staurikosaurus em seu habitat. [sd]. Disponível em http://www.ikessauro.com/2016/03/staurikosaurus.html. Acesso em: 13 jul.2022.

IBGE- INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Demográfico Brasileiro. Rio de Janeiro: IBGE, 2010.

INSTITUTO CURICACA. Corredor ecológico da Quarta Colônia. Porto Alegre: Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler; Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, 2016.

IRGANG, Bruno Edgar; SOBRAL, Marcos. Dyckia agudensis (Bromeliaceae), nova espécie do Rio Grande do Sul, Brazil. Napaea, Porto Alegre, v. 3, p. 5–7, 1987.

LANGER, Max César; BITTENCOURT, Jonathas; SCHULTZ, César Leandro. A reassessment of the basal dinosaur Guaibasaurus candelariensis, from the Late Triassic Caturrita Formation of south Brazil. Earth and Environmental Science Transactions of the Royal Society of Edinburgh, Edinburgh, v. 101, n. 3–4, p. 301–332, 2010.

LIMA, Éder; ROCHA, Antônio José Dourado da; SCHOBBENHAUS, Carlos. Aplicativo para cadastramento e quantificação de geossítios. In: CONFERÊNCIA LATINO-AMERICANA E CARIBENHA DE GEOPARQUES, 1., 2010, Juazeiro do Norte, CE. Anais [...]. Juazeiro do Norte: Geoparque Araripe, 2010 p.17-19.

McKEEVER, Patrick; ZOUROS, Nickolas. Geoparks: celebrating Earth heritage, sustaining local communities. Episodes, Chuncheon (Republic of Korea), vol. 28, n.4, p. 274-278, 2005.

MILANI, Edison José et al. Bacia do Paraná. B. Geoci. Petrobras, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 265–287, 2007.

NAZARUDDIN, Dony AdriAnsyah. Selected geosites for geoheritage, geotourism, and geoconservation in Songkhla Province, Southern Thailand. Quaestiones Geographicae, Poznań (Poland), v.38, n.1, p.161-177, 2019.

NOGUEIRA, Rodolfo. Paleoarte de Erythrovenator jacuiensis [2019]. Disponível em https://impa.br/noticias/brasil-e-berco-de-pelo-menos-27-especies-de-dinossauros/. Acesso em: 13 jul.2022.

PADOIN, Maria Medianeira; FIGUEIRÓ, Adriano Severo; CRUZ, Jorge Alberto Soares (orgs.). Educação patrimonial em territórios de geoparques: uma visão interdisciplinar na Quarta Colônia. Santa Maria: FACOS, 2021.

PEROTTI, Luigi; CARRARO, Gilda; GIARDINO, Marco; DE LUCA, Domenico Antonio; LASAGNA, Manuela. Geodiversity evaluation and water resources in the Sesia Val Grande UNESCO Geopark (Italy). Water, Basileia (Suiça), v.11, n.2102, p.1-18, 2019.

PETRY, Karla et al. Volcanic-sedimentary features in the Serra Geral Fm., Paraná Basin, southern Brazil: Examples of dynamic lava-sediment interactions in an arid setting. Journal of Volcanology and Geothermal Research, Amsterdam, v. 159, n. 4, p. 313–325, 2007.

PONTES, Beatriz Maria Soares. Patrimônio cultural e democracia: as novas concepções do patrimônio histórico cultural. Territitorium Terram, São João del-Rei , v.1, n.1, p.4-23, 2012.

RAMOS, George Manuel; FERNANDES, João Luis Jesus. Tourism territories in low density areas : the case of Naturtejo Geopark in Portugal. Journal of Tourism, Heritage & Services Marketing, Thessaloniki, v. 2, n. 1, p. 14–21, 2016.

ROSADO-GONZÁLEZ, Emmaline ; PALACIO PRIETO, José Luis ; SÁ, Artur Abreu. Ações sustentáveis de gestão ambiental nos geoparques mundiais da UNESCO na América Latina e no Caribe no contexto da Agenda 2030. In: SOUZA-FERNANDES, Luciana Cordeiro ; ARAGÃO, Alexandra ; SÁ, Artur Abreu. (eds.). Novos rumos do direito ambiental: um olhar para a geodiversidade. Campinas: Editora da UNICAMP, 2021. p. 275–292.

SCHIRMER, Gerson Jonas. Zoneamento geoambiental da Quarta Colônia - Rio Grande do Sul. Tese (Doutorado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015.

SCHIRMER, Gerson Jonas; ROBAINA, Luis Eduardo de Souza. Compartimentação de unidades geomorfológicas do município de Agudo/RS. Revista Brasileira de Geomorfologia, Rio de Janeiro, v.14, n.1, p. 3-12, 2013.

SCHULTZ, Cesar Leandro et al. Triassic faunal successions of the Paraná Basin, Southern Brazil. Journal of South American Earth Sciences, Amsterdam, v. 104, n. July, 2020. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0895981120303898. Acesso em: 13 jul 2022.

SCHULTZ, Cesar Leandro; SCHERER, Claiton Marlon dos Santos; BARBERENA, Mário Costa. Bioestratigraphy of Southern Brazilian Middle-Upper Triassic. Revista Brasileira de Geociências, São Paulo, v. 30, n. 3, p. 495–498, 2000.

SILVA, Adriana Pisoni. Turismo e desenvolvimento territorial na Quarta Colônia- RS - Brasil: uma abordagem na perspectiva do capital social. Tese (Doutorado em Extensão Rural) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.

SILVA, Greice Kelly Perske da; QUOOS, João Henrique. Proposta de delimitação do geossítio Morro Agudo: utilizando prototipagem de paisagens para a geoconservação. In: ENCONTRO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM GEOGRAFIA, 14., 2021, João Pessoa. Anais [...]. João Pessoa: ANPEGE, 2021, p.1-13.

SIQUEIRA, Luis Manoel Paes et al. sítios paleontológicos das bacias do rio do peixe: georreferenciamento, diagnóstico de vulnerabilidade e medidas de proteção. Anuário do Instituto de Geociências, Rio de Janeiro, v. 34, n. 1, p. 9–21, 2011.

SOARES, Ana Paula et al. Compartimentação estrutural da bacia do paraná: a questão dos lineamentos e sua influência na distribuição do Sistema Aquifero Guarani. Geociências, Rio Claro, v. 26, n. 4, p. 297–311, 2007.

STALLBAUM, Imara ; SCHEIBE, Luiz Fernando. Águas subterrâneas: um patrimônio catarinense. Florianópolis: Expressão, 2018.

STEVANOVIC, Aleksandra Maran. Methodological guidelines for geoheritage site assessment: a proposal for Serbia. Annales Géologiques de la Péninsule Balkanique, Beogradu, n.76, p.105-113, 2015.

UNESCO. Los Geoparques Mundiales de la UNESCO. Paris: UNESCO, 2017.

VOGEL, Mercia Maria. Avaliação da vulnerabilidade natural à contaminação dos recursos hídricos subterrâneos na região cultural da Quarta Colônia de imigração italiana, RS. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2008.

XAVIER, Thiago Reis et al. Desenvolvimento regional: uma análise sobre a estrutura de um consórcio intermunicipal. Revista de Administracao Publica, Santa Maria, v. 47, n. 4, p. 1041–1065, 2013.

WHITE, Susan Quilford; WAKELIN-KING, Gresley. Earth sciences comparative matrix: a comparative method for geoheritage assessment. Geographical Research, Camberra, v. 52, n. 2, p.168–181, 2014.

ZERFASS, Henrique et al. Sequence stratigraphy of continental Triassic strata of Southernmost Brazil: a contribution to Southwestern Gondwana palaeogeography and palaeoclimate. Sedimentary Geology, Amsterdam, v. 161, n. 1–2, p. 85–105, 2003.

ZERFASS, Henrique et al. Tectonics and sedimentation in Southern South America during Triassic. Sedimentary Geology, Amsterdam, v. 166, n. 3–4, p. 265–292, 2004.

ZIANI, Patrícia; FOLETO, Eliane Maria. Proposta de ampliação do corredor ecológico da quarta colônia na bacia hidrográfica do alto Jacuí/RS. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 13, n. 1, p. 107–123, 2019.

ZIEMANN, Djulia Regina. Levantamento preliminar do potencial geoturístico no território do projeto Geoparque Quarta Colônia, RS. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.

ZIEMANN, Djulia Regina; FIGUEIRÓ, Adriano Severo. Avaliação do potencial geoturístico no território da proposta Geoparque Quarta Colônia. Revista do Departamento de Geografia da USP, São Paulo, v. 34, p. 137–149, 2017a.

ZIEMANN, Djulia Regina; FIGUEIRÓ, Adriano Severo. Diagnóstico do risco de degradação dos geossítios de interesse paleontológico em geossítios da Quarta Colônia (RS). OKARA: Geografia em debate, João Pessoa, v. 11, n. 2, p. 237, 2017b.

ZIMMER, Peter; GRASSMANN, Simone. Evaluar el potencial turístico de um territorio. Madrid: Leader European Observatory, 1996.

Publicado

2022-08-31

Como Citar

FIGUEIRO, A.; PRETTO, F. A.; SELL, J. C.; PADOIN, M. M.; FILHO, F. F. L. Geoparque Quarta Colônia aspirante UNESCO: uma proposta de desenvolvimento territorial baseada na geoconservação da paisagem e do patrimônio no centro do estado do Rio Grande do Sul (Brasil). PerCursos, Florianópolis, v. 23, n. 52, p. 008 - 105, 2022. DOI: 10.5965/1984724623522022008. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/21325. Acesso em: 29 set. 2022.