O espaço vivenciado e a paisagem de emoções na obra “A Arlesiana” de Vincent Van Gogh

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724622502021441

Palavras-chave:

formas simbólicas, espaço vivenciado, paisagem, Vincent van Gogh

Resumo

O artigo tem como propósito apresentar os resultados de um estudo sobre vivências e paisagens elaborado a partir da obra “A Arlesiana”, de Vincent van Gogh. Este estudo trata tal representação como paisagem de emoção, que conforma a existência de Vincent van Gogh lhe atribuindo sentidos e significados a partir das experiências manifestadas em seu espaço vivenciado. Neste sentido, entendemos que as representações do espaço manifestadas nas pinturas de Vincent van Gogh se constituem como paisagens que, tomadas como formas simbólicas, conformam a vida do artista. Dessa forma, consideramos que o espaço simbólico atribui sentidos e significados à maneira como o espaço é vivenciado e representado pelos sujeitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jean Carlos Rodrigues, Universidade Federal do Norte do Tocantins – UFNT.

Doutor em Geografia pela Universidade Estadual Paulista – UNESP. Professor da Universidade Federal do Norte do Tocantins – UFNT.

Referências

ALMEIDA, Nilma Figueiredo de. Introdução. In: AZEVEDO, Nyrma Souza Nunes de; SCOFANO, Reuher Gerbassi (orgs.). Introdução aos pensadores do imaginário. Campinas: Editora Alinea, 2018. p. 05-11.

ANDREOTTI, Giuliana. Riscontri di geografia culturale. 2. ed. Trento: Editora Valentina Trentini, 2008.

ANDREOTTI, Giuliana. Paesaggi in movimento: paesaggi in vendita, paesaggi rubati. Trento: Valentine Trentini Editore, 2007.

AZEVEDO, Nyrma Souza Nunes de; SCOFANO, Reuher Gerbassi (orgs.). Introdução aos pensadores do imaginário. Campinas: Editora Alinea, 2018.

BESSE, Jean-Marc. Ver a Terra: seis ensaios sobre a paisagem e a geografia. São Paulo: Perspectiva, 2006.

BOLLNOW, Otto Friedrich. O homem e o espaço. Curitiba: Editora UFPR, 2019.

CASSIRER, Ernst. Ensaio sobre o homem: introdução a uma filosofia da cultura humana. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

CARVALHO, José Luiz de. Denis Cosgrove e o desenvolvimento da perspectiva simbólica e iconográfica da paisagem. Geograficidade, Niterói, v. 07, n. 2, 2017, p. 87-97.

CLAVAL, Paul. A paisagem dos geógrafos. In: CORRÊA, Roberto Lobato; ROSENDAHL, Zeny (orgs.). Geografia Cultural: uma antologia. [Rio de Janeiro]: SciELO: EDUERJ, 2012. p. 01-16, v. 1. E-book.

COSGROVE, Denis E. Realtà sociale e paesaggio simbólico. Milano: Edizioni Unicopli, 1997.

COSGROVE, Denis E. Mundos de significados: geografia cultural e imaginação. In: CORRÊA, Roberto Lobato; ROSENDHAL, Zeny (orgs.). Geografia Cultural: um século (2). Rio de Janeiro: EdUERJ, 2000. p. 33-60.

FELL, Derek. As mulheres de Van Gogh: seus amores e sua loucura. Campinas: Verus Editora, 2007.

FERRAZ, Claudio. Geografia: o olhar e a imagem pictórica. Pro-Posições, Campinas, v. 20, n. 03 (60), 2009, p. 29-41.

GOMBRICH, Ernst Hans. Arte e Ilusão: um estudo da psicologia da representação pictórica. 4. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2007.

HEIDEGGER, Martin. A origem da obra de arte. São Paulo: Edições 70, 2010.

LANGER, Susanne K. Sentimento e forma: uma teoria da arte desenvolvida a partir de filosofia em nova chave. São Paulo: Perspectiva, 2011.

LEÃO, Jacqueline Oliveira; MARTINS, Jasson da Silva. Experiência estética e filosofia: reflexões a partir de Van Gogh e Heidegger. Controvérsia, São Leopoldo, v. 06, n. 01, 2010, p. 16-25.

MARTINEZ, Felipe Sevilhano. Van Gogh no MASP. 2015, 205p. Dissertação. (Mestrado em História – Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas, 23 fev. 2015.

MARTINEZ, Felipe Sevilhano. Vincent van Gogh: cinco retratos de uma família como crônica de seu tempo. Caderno de Pesquisa do CDHIS, Uberlândia, v. 27, n. 02, jul./dez. 2014. p. 149-160.

NAIFEH, Steven; SMITH, Gregory White. Van Gogh: a vida. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

SCOFANO, Reuher Gerbassi. Ernst Cassirer e o Imaginário. In: AZEVEDO, Nyrma Souza Nunes de; SCOFANO, Reuher Gerbassi (orgs.). Introdução aos pensadores do imaginário. Campinas: Editora Alinea, 2018. p. 13-25.

SILVA, Marcia Alves Soares da; GIL FILHO, Sylvio Fausto. Sobre o conceito de espaço vivenciado: refletindo as especialidades a partir das experiencias emocionais. Geograficidade, Niterói, v. 10, p. 153-168, 2020.

VAN GOGH, Vincent van. Cartas a Théo. Porto Alegre: LP&M, 2015.

WALTHER, Ingo F.; METZGER, Rainer. Van Gogh: obra completa de pintura. Koln: Taschen, 2015.

Downloads

Publicado

2021-12-22

Como Citar

RODRIGUES, J. C. O espaço vivenciado e a paisagem de emoções na obra “A Arlesiana” de Vincent Van Gogh. PerCursos, Florianópolis, v. 22, n. 50, p. 473 - 495, 2021. DOI: 10.5965/1984724622502021441. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/percursos/article/view/20190. Acesso em: 21 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua