Proposição de metodologia em educação ambiental para minimizar impactos de resíduos sólidos em ecossistema de manguezal

Autores

  • Márcia Cristina Pinheiro Nascimento Programa de Pós Graduação em Planejamento Ambiental da Universidade Católica do Salvador
  • Cristina Maria Dacach Fernandez Marchi Programa de Pós graduação em Planejamento Ambiental (PPGPA), Universidade Católica do Salvador (UCSal) http://orcid.org/0000-0003-2078-9048
  • Patrícia Carla Barbosa Pimentel Universidade Católica do Salvador (UCSAL)

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724619412018158

Resumo

Estamos vivendo em uma época de transição econômica e de mudanças socioambientais, fomentada por hábitos inadequados no manejo dos resíduos sólidos, o que sobrecarrega os recursos naturais e a sua manutenção quanto à finitude das riquezas exploradas e degradadas, além de ameaçar a sustentabilidade do planeta. Com isso, são necessários novos métodos de educação com articulação interdisciplinar envolvendo conhecimentos científicos, de artes e de saberes locais. Nessa perspectiva, o objetivo da pesquisa foi desenvolver uma ferramenta metodológica que utilize a fotografia para sensibilização de jovens junto aos impactos ambientais trazidos pelo descarte inadequado de resíduos sólidos no ecossistema de manguezal. As imagens registradas viabilizaram a percepção e reflexão dos problemas existentes no meio em que esse grupo estava inserido, promovendo sensibilização e comprometimento na conservação dos bosques de manguezais e nas diversidades das espécies do ecossistema.

Palavras-chave: Educação Ambiental. Oficina Participativa. Imagem. Manguezal.

Biografia do Autor

Márcia Cristina Pinheiro Nascimento, Programa de Pós Graduação em Planejamento Ambiental da Universidade Católica do Salvador

Mestranda em Planejamento Ambiental (UCSAL), Especialização em Auditoria e Gestão Ambiental (2011) pela EEMBA, Graduada em Ciências Biológicas (2009) pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL). Integrante do grupo de pesquisa GAMDES, atua na área socioambiental em especial educação ambiental e resíduos sólidos em área rural, participante de movimentos sociais nas questões de inclusões e direitos ambientais

Cristina Maria Dacach Fernandez Marchi, Programa de Pós graduação em Planejamento Ambiental (PPGPA), Universidade Católica do Salvador (UCSal)

Doutora em Geologia. Mestre em Planejamento Urbano e Administradora. Desenvolve pesquisas nas áreas de gestão do meio ambiente, com ênfase no saneamento básico, no cooperativismo, no associativismo e no empreendedorismo social. Lidera o Grupo de Pesquisa em Gestão Ambiental e Desenvolvimento de Empreendimentos Sociais (CNPQ) ligado à pós graduação da Universidade Católica do Salvador, Bahia. Os trabalhos desenvolvidos neste grupo de pesquisa buscam contribuir para o aprimoramento da gestão nos serviços públicos, no desenvolvimento de modelos de gestão inovadores e integradores aos recursos naturais seguindo, dentre outras, as temáticas 1- identificação de conflitos de uso dos recursos naturais e das políticas ambientais; 2- análise das políticas públicas de desenvolvimento e do meio ambiente e, 3- estudo das condições organizacionais e da funcionalidade dos ambientes urbanos ligados ao saneamento básico. O estudo das condições organizacionais ligadas ao saneamento básico considera as condições gerenciais e socioeconômicas dessas infraestruturas públicas, sua análise, funcionalidade e dinâmica espacial, além da verificação dos aspectos sócio econômicos da população, suas relações com o meio urbano, além do diagnostico dos principais problemas, limitações e potencialidades dessas condições, no sentido de elaborar planos de ordenação sócio espacial das áreas em estudo. Atualmente, integra o corpo docente do Programa de Pós graduação em Planejamento Ambiental - PPGPA e da graduação da Escola de Administração de Empresas da UCSal.

Patrícia Carla Barbosa Pimentel, Universidade Católica do Salvador (UCSAL)

Doutora em Desenvolvimento e Meio Ambiente (2016), Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente (2006) pela Universidade Estadual de Santa Cruz, Especialista em Gerenciamento Ambiental (2002) e Graduada em Ciências Biológicas (2001) pela Universidade Católica do Salvador (UCSAL). Atua na área das Ciências Ambientais, em especial em Gestão Ambiental, Educação ambiental, Resíduos Sólidos, Desenvolvimento Sustentável, Conservação da Biodiversidade em Áreas Protegidas e Pobreza. Docente e pesquisadora na Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC), iniciou sua carreira na área ambiental em 1999 com experiência na área técnica e acadêmica.

Downloads

Publicado

2019-03-11

Como Citar

Nascimento, M. C. P., Marchi, C. M. D. F., & Pimentel, P. C. B. (2019). Proposição de metodologia em educação ambiental para minimizar impactos de resíduos sólidos em ecossistema de manguezal. PerCursos, 19(41), 158 - 178. https://doi.org/10.5965/1984724619412018158