Ethos: a dominação masculina na formação do sujeito

Autores

  • Lauro Roberto Lostada Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724617332016144

Resumo

Encontramos, desde a civilização grega, diversas explicações sobre as questões de gênero e sexualidade, mas já não aceitamos mais como fatalidade o que somos e o que pensamos, pois entendemos que, frutos de uma época pós-moderna, temos plenas condições para nos constituir como sujeitos críticos, capazes de vislumbrar toda a estrutura vigente – estrutura essa fruto de uma cuidadosa arquitetura planejada e executada por instituições que sempre privilegiaram os interesses de apenas algumas classes e, portanto, também de sua visão de mundo. Este artigo se apresenta, pois, como uma possibilidade de reflexão das relações de gênero historicamente constituídas em nossa sociedade; e as pesquisas do sociólogo francês Pierre Bourdieu servirão como base para nos orientar sobre como se constituem as estruturas vigentes e, a partir daí, como podemos vislumbrar uma transformação deste quadro conjuntural, com a consolidação de um modelo crítico de sociedade, cujo resultado permita a emancipação dos sujeitos.

Biografia do Autor

Lauro Roberto Lostada, Universidade Federal de Santa Catarina

Assistente Técnico Pedagógico na EEB Irmã Maria Teresa – SED/SC. Filósofo (UFSC), Mestre em Educação (UFSC), Especialista em Práticas Pedagógicas Interdisciplinares (FACVEST), Especialista em Mídias na Educação (FURG).

Downloads

Publicado

2016-07-22

Como Citar

Lostada, L. R. (2016). Ethos: a dominação masculina na formação do sujeito. PerCursos, 17(33), 144 -. https://doi.org/10.5965/1984724617332016144

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua