Violência do Estado ao magistério no Paraná e mais de cem anos de solidão do magistério Brasileiro

Autores

  • Julia Siqueira da Rocha Universidade Federal de Santa Catarina
  • Tatiana Pires Escobar Universidade Federal de Santa Catarina
  • Ione Ribeiro Valle Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724616322015035

Resumo

O presente artigo retrata uma modulação específica de violência, a do Estado contra os profissionais da educação. Violência que se tornou absolutamente visível em 29 de abril de 2015, com um massacre ocorrido em praça pública, executado por policiais militares sob ordens de um governante, contra a categoria do magistério em greve. Para além da faceta visível sobre violência física, escrutinamos outras formas de violências que compõem o cenário em pauta, revelando um sistema organizado para, também, na desqualificação docente, impor limites à qualidade da educação das novas gerações, em especial, aos mais desprovidos materialmente, perpetuando desigualdades sociais, em uma bem articulada opçãO de classe.

Biografia do Autor

Julia Siqueira da Rocha, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda do Programa de pós-graduação em Educação. Linha Sociologia e História da Educação

Tatiana Pires Escobar, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda do Programa de pós-graduação em Educação. Linha Sociologia e História da Educação

Ione Ribeiro Valle, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui pós-doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales - Paris (2014), doutorado em Ciências da Educação pela Université René Descartes - Paris V Sorbonne (2001), mestrado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina (1991) e graduação em Pedagogia pela Universidade do Planalto Catarinense (1976). Atualmente é professora associada do Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal de Santa Catarina e Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2.

Referências

ALVES, Thiago; PINTO, José Marcelino Rezende. Remuneração e características do trabalho docente no Brasil: um aporte. In: Cadernos de Pesquisa. v. 14, n. 143, maio/ago. 2011. Disponível em: . Acesso em: 10 jul. 2015.

APP SINDICATO. Assembleia vota contra escola pública: não reduz alunos por sala. 2011. Disponível em: <http://www.appsindicato.org.br/include/paginas/noticia.aspx?id=5269>. Acesso em: 6 jul. 2015.

ARENDT, Hannah. Sobre a violência. Rio de Janeiro: Relume-Dulmará, 1994.

BETO Richa (PSDB) propõe destruição das carreiras dos(as) educadores(as) APP- Informa, n. 1, 06 de fevereiro de 2015. Disponível em: <http://www.appsindicato.org.br/Include/Paginas/publicacoes.aspx>. Acesso em: 16 jul. 2015b.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2004.

BOURDIEU, Pierre.; PASSERON, Jean-Claude. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Petrópolis: Vozes, 2008.

BRASIL. Presidência da República, Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social . As desigualdades na escolarização no Brasil: relatório de observação no 5. Brasília:CDES, 2014.

CARAZZAI, Estelita Hass. Em aperto financeiro: Richa aumenta impostos no Paraná. Folha de São Paulo, 10 de dezembro de 2014. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/12/1560174-em-aperto-financeiro-richa-aumenta-impostos-no-parana.shtml>. Acesso em: 11 jul. 2015.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 1996.

CESSAR, Vólia Bonfim. Professores sofrem violência sem medida. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 20 set. 2009. Disponível em: <http://www.educacionista.org.br/jornal/index.php?option=com_content&task=view&id=4025&Itemid=28>. Acesso em: 16 mar. 2010.

CRONOLOGIA. Relembre os principais fatos que marcaram o embate entre professores e governo do Paraná. Gazeta do Povo. 08 de junho de 2015. Disponível em: <http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/cronologia-bxyes24fyo4r7knblzc9uzrut>. Acesso em: 15 jul. 2015.

DELAMUTA, Karen García; ENGEL; Priscila; ADOUE, Silvia Beatriz. Cem anos de solidão e o massacre de Aracataca. Revista Espaço Acadêmico, ano VII, n. 74, p.6 , jul./2007.

DUBET, François. Injustiças: a experiência das desigualdades no trabalho. 1. ed. Tradução de Ione Ribeiro Valle. Florianópolis: Editora da UFSC, 2014.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. Anuário de segurança pública. Ano 8, 2014. Disponível em: <http://brasil.elpais.com/brasil/2014/11/11/politica/1415743765_903135.html>. Acesso em: 29 jun. 2015.

JUSTI, Adriana. Greve de professores e funcionários estaduais entra no 2º dia no Paraná. G1: Paraná RPC, 10 de fevereiro de 2015. Disponível em: <http://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2015/02/ua.html>. Acesso em: 15 jul. 2015.

MÁRQUEZ, Gabriel Garcia. Cem anos de solidão. 5. ed. Rio de Janeiro: Sabiá, 1971.

O POVO na Casa do Povo. APP- Informa, n°5, 12 de fevereiro de 2015. Disponível em: <http://www.appsindicato.org.br/Include/Paginas/publicacoes.aspx>. Acesso em: 16 jul. 2015.

PARANÁ. Projeto de Lei nº 5114/14: Institui o Regime de Previdência Complementar no âmbito do Estado do Paraná. Fixa o limite máximo para a concessão de aposentadorias e pensões de que tratam os incisos 14 e 15 do artigo 40 da Constituição Federal e dá outras Providências. Curitiba: Governo do Estado do Paraná, 2015. Autor Deputado Valdir Rossoni Poder Executivo.

PARANÁ. Projeto de Lei Complementar n° 6/2015:institui, no âmbito do Estado do Paraná, o regime de previdência complementar do que trata o artigo 40ss 14 e 15 da Constituição Federal e dá outras Providências. Curitiba: Governo do Estado do Paraná, 2015. Autor Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do paraná: Ademar Traiano Poder Executivo.

RIBEIRO, Diego. Coronéis da PM mandam carta a Richa repudiando declarações de Francischini. Gazeta do Povo, 06 de maio de 2015. Disponível em: <http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/caixa-zero/coroneis-da-pm-mandam-carta-a-richa-repudiando-declaracoes-de-francischini/>. Acesso em: 02 jul. 2015.

ROCHA, Julia Siqueira da. Violência nas escolas: da banalização do mal à banalização da pedagogia. Florianópolis: Insular, 2010.

SAINT-GEORGES, P. Pesquisa e crítica das fontes de documentação nos domínios económico, social e político. In: ALBARELLO, L.; DIGNEFFE, F.; HIERNAUX, J-P.; RUQUOY, D.; SAINT-GEORGES, P. Práticas e métodos de investigação em Ciências Sociais. Lisboa: Gradiva, 1997.

SOARES NETO, Joaquim José; JESUS, Girlene Ribeiro de; KARINO, Camila Akemi; ANDRADE, Dalton Francisco de. Uma escala para medir a infraestrutura escolar. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 24, n. 54, p. 78-99, jan./abr. 2013. Disponível em: <http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/eae/arquivos/1786/1786.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2015.

VALLE, Dimitri do. Jornalista de Curitiba revela detalhes do massacre de 29 de abril. Pragmatismo Politico, 30 de abril de 2015. Disponível em: <http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/04/jornalista-de-curitiba-revela-detalhes-do-massacre-de-29-de-abril.html>. Acesso em: 29 jun. 2015.

VEJA, como votaram os parlamentares paranaenses dia 9/12: “pacote de maldades”. Local: APRA – Associação de Praças do Estado do Paraná, 2014. Disponível em:<http://www.aprapr.org.br/2014/12/11/veja-como-votaram-os-parlamentares-paranaenses-dia-912-pacote-de-maldades/>. Acesso em: 11 jul. 2015.

SAINT-GEORGES, P. Pesquisa e crítica das fontes de documentação nos domínios económico, social e político. In: ALBARELLO, L.; DIGNEFFE, F.; HIERNAUX, J-P.; RUQUOY, D.; SAINT-GEORGES, P. Práticas e métodos de investigação em Ciências Sociais. Lisboa: Gradiva, 1997.

SOARES NETO, Joaquim José; JESUS, Girlene Ribeiro de; KARINO, Camila Akemi; ANDRADE, Dalton Francisco de. Uma escala para medir a infraestrutura escolar. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 24, n. 54, p. 78-99, jan./abr. 2013. Disponível em: <http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/eae/arquivos/1786/1786.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2015.

VALLE, Dimitri do. Jornalista de Curitiba revela detalhes do massacre de 29 de abril. Pragmatismo Politico, 30 de abril de 2015. Disponível em: <http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/04/jornalista-de-curitiba-revela-detalhes-do-massacre-de-29-de-abril.html>. Acesso em: 29 jun. 2015.

Downloads

Publicado

2016-04-25

Como Citar

da Rocha, J. S., Escobar, T. P., & Valle, I. R. (2016). Violência do Estado ao magistério no Paraná e mais de cem anos de solidão do magistério Brasileiro. PerCursos, 16(32), 35 - 57. https://doi.org/10.5965/1984724616322015035