Mariana e Brumadinho: ensaio gráfico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175234614342022188

Palavras-chave:

Gravura, Estampa, Atingidos por barragens, Poética visual artística

Resumo

Trata-se de um conjunto de representações visuais em gravura de estampa, em xilogravura, especificamente, construídas a partir dos sentimentos vivenciados durante uma visita a Paracatu de Baixo, Distrito da cidade de Mariana, Minas Gerais, em 2017, dois anos após o mesmo ter sido atingido por derramamento de lama de barragem de mineradora de ferro. Como parte da visita, aconteceu a realização de uma oficina de arte com habitantes da região, a convite do Festival de Inverno de Ouro Preto da UFOP - campus Mariana. Ao conjunto de xilogravuras sobre Mariana, somaram-se mais algumas em 2019, gravadas após a ocorrência de outro derramamento, agora na cidade de Brumadinho, também em Minas Gerais, dizimando centenas de pessoas. As gravuras deste ensaio gráfico foram construídas pela observação, memória, imaginação, intuição sobre imagens veiculadas pela mídia da tragédia de Brumadinho e pela poética visual própria do artista. São tentativas de expressão artística visual dos fatos ocorridos, de homenagem às pessoas falecidas nos dois derramamentos de lama e de solidariedade aos moradores atingidos pelas barragens.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Milton Turcato, Universidade de São Paulo

Artista do desenho, da gravura e da pintura, de exposições regulares e formado da graduação ao doutorado pela Universidade de São Paulo. Pós-doutorado pela Universidade Estadual de Campinas.

Downloads

Publicado

2022-09-01

Como Citar

TURCATO, J. M. Mariana e Brumadinho: ensaio gráfico . Palíndromo, Florianópolis, v. 14, n. 34, p. 188-202, 2022. DOI: 10.5965/2175234614342022188. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/palindromo/article/view/22238. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Seção temática