Temáticas de prevenção de lesões musculoesqueléticas em estudantes de música

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2525530408022023e0206

Palavras-chave:

educação, estudante, música, saúde

Resumo

O objetivo deste artigo foi analisar categorias temáticas de prevenção de lesões musculoesqueléticas em estudantes de música que podem ser incluídas no projeto político-pedagógico da Escola de Música de Brasília. Para tanto, foram utilizados, como abordagem, procedimentos metodológicos da pesquisa documental e bibliográfica, bem como entrevista semiestruturada. Como resultados da análise de conteúdo, três categorias centrais emergiram a partir das narrativas dos professores entrevistados: sintomas musculoesqueléticos, fatores de risco de lesões musculoesqueléticas e comportamentos preventivos. Assumiu-se o posicionamento de que as lesões musculoesqueléticas estão relacionadas com a sobrecarga musculoesquelética, com as posturas inadequadas, bem como com a ausência de estratégias de práticas de prevenção. Concluiu-se que a inclusão dessas categorias temáticas no projeto político-pedagógico da Escola de Música de Brasília pode contribuir para a formação integral e para a qualidade de vida do estudante, bem como pode colaborar com futuras estratégias de ensino e aprendizagem e com práticas educativas mais eficazes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Leite de Farias, Universidade Católica de Brasília

Fisioterapeuta, Mestre em Educação e Doutorando em Educação pela Universidade Católica de Brasília, Especialista em Financiamento e Execução de Programas e Projetos Educacionais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e Professor de Saúde do Músico da Escola de Música de Brasília.

Valdivina Alves Ferreira, Universidade Católica de Brasília

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Doutora em Educação Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Docente e Pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Católica de Brasília.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Tradução: Luis Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BARTON, Rebecca; FEINBERG, Judy R. Effectiveness of an educational program in health promotion and injury prevention for freshman music majors. Medical Problems of Performing Artists, [s. l.], v. 23, n. 2, p. 47-53, jun. 2008. Disponível em: https://doi.org/10.21091/mppa.2008.2010. Acesso em: 15 maio 2023.

BRANDFONBRENER, Alice G. History of playing-related pain in 330 university freshman music students. Medical Problems of Performing Artists, [s. l.], v. 24, n. 1, p. 30-36, mar. 2009. Disponível em: https://doi.org/10.21091/mppa.2009.1007. Acesso em: 15 maio 2023.

BRASIL. Decreto n.o 6.286, de 5 de dezembro de 2007. Institui o Programa Saúde na Escola – PSE, e dá outras providências. Diário Oficial da União: Brasília, DF, 6 dez. 2007. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6286.htm. Acesso em: 15 maio 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Área Técnica de Saúde do Trabalhador. Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT). Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2001. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/ler_dort.pdf. Acesso em: 15 maio 2023.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador. Dor relacionada ao trabalho: lesões por esforços repetitivos (LER): distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT). Brasília, DF: Editora do Ministério da Saúde, 2012. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/dor_relacionada_trabalho_ler_dort.pdf. Acesso em: 15 maio 2023.

CHARMAZ, Kathy. A construção da teoria fundamentada: guia prático para análise qualitativa. Tradução: Joice Elias Costa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

CHIAVEGATO FILHO, Luiz Gonzaga; PEREIRA JÚNIOR, Alfredo. LER/DORT: multifatorialidade etiológica e modelos explicativos. Interface, Botucatu, v. 8, n. 14, p. 149-162, fev. 2004. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1414-32832004000100009. Acesso em: 15 maio 2023.

COSTA, Cristina Porto. Saúde do músico: percursos e contribuições ao tema no Brasil. Opus, [s. l.], v. 21, n. 3, p. 183-208, dez. 2015. Disponível em: https://anppom.com.br/revista/index.php/opus/article/view/330. Acesso em: 15 maio 2023.

CRESWELL, John W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. Tradução: Sandra Mallmann da Rosa. 3. ed. Porto Alegre: Penso, 2014.

DISTRITO FEDERAL. Projeto Político-Pedagógico: CEP/Escola de Música de Brasília. Brasília, DF: [s. n.], 2018.

FIGUEIREDO, Túlio Alberto Martins de; MACHADO, Vera Lúcia Taqueti; ABREU, Margaret Mirian Scherrer de. A saúde na escola: um breve resgate histórico. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 397-402, mar. 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-81232010000200015. Acesso em: 15 maio 2023.

FRANK, Annemarie; VON MÜHLEN, Carlos Alberto. Queixas musculoesqueléticas em músicos: prevalência e fatores de risco. Revista Brasileira de Reumatologia, [s. l.], v. 47, n. 3, p. 188-196, maio/jun. 2007. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0482-50042007000300008. Acesso em: 15 maio 2023.

KREUTZ, Gunter; GINSBORG, Jane; WILLIAMON, Aaron. Music students’ health problems and health-promoting behaviours. Medical Problems of Performing Artists, [s. l.], v. 23, n. 1, p. 3-11, mar. 2008. Disponível em: https://doi.org/10.21091/mppa.2008.1002. Acesso em: 15 maio 2023.

LEDERMAN, Richard. Neuromuscular and musculoskeletal problems in instrumental musicians. Muscle & Nerve, [s. l.], v. 27, n. 5, p. 549-561, abr. 2003. Disponível em: https://doi.org/10.1002/mus.10380. Acesso em: 15 maio 2023.

LEE, Han-Sung et al. Musicians’ Medicine: Musculoskeletal problems in string players. Clinics in Orthopedic Surgery, [s. l.], v. 5, n. 3, p. 155-160, ago. 2013. Disponível em: https://doi.org/10.4055/cios.2013.5.3.155. Acesso em: 15 maio 2023.

LIMA, Rosine Costa. Evidências sobre empoderamento em saúde: a viabilidade de um protocolo de autogerenciamento da saúde do músico. 2018. Tese (Doutorado em Ciências da Reabilitação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

LODEYRO, Camila Ferrazzo. Programa Saúde na Escola: práticas pedagógicas e saberes construídos. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2019. Disponível em: https://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8870. Acesso em: 15 maio 2023.

OKNER, Marla; KERNOZEK, Thomas; WADE, Michael. Chin rest pressure in violin players: musical repertoire, chin rests, and shoulder pads as possible mediators. Medical Problems of Performing Artists, [s. l.], v. 12, n. 4, p. 112-121, dez. 1997. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/45440634. Acesso em: 15 maio 2023.

PERKINS, Rosie et al. Perceived enablers and barriers to optimal health among music students: a qualitative study in the Music Conservatoire setting. Frontiers in Psychology, [s. l.], v. 8, p. 1-15, jun. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.3389/fpsyg.2017.00968. Acesso em: 15 maio 2023.

PIMENTEL, Maria Odília de Quadros. Traços de percursos de inserção profissional: um estudo sobre egressos dos conservatórios estaduais de música de Minas Gerais. 2015. Dissertação (Mestrado em Música) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/122546. Acesso em: 15 maio 2023.

RICKERT, Dale L. L.; BARRETT, Margaret S.; ACKERMANN, Bronwen J. Are music students fit to play? A case study of health awareness and injury attitudes amongst tertiary student cellists. International Journal of Music Education, [s. l.], v. 33, n. 4, p. 426-441, maio 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1177/0255761415582343. Acesso em: 15 maio 2023.

ROSET-LLOBET, Jaume; ROSINÉS-CUBELLS, Dolors; SALÓ-ORFILA, Josep. Identification of risk factors for musicians in Catalonia (Spain). Medical Problems of Performing Artists, [s. l.], v. 15, n. 4, p. 167-174, dez. 2000. Disponível em: https://doi.org/10.21091/mppa.2000.4032. Acesso em: 15 maio 2023.

SILVA, Anabela; LÃ, Filipa; AFREIXO, Vera. Pain prevalence in instrumental musicians: a systematic review. Medical Problems of Performing Artists, [s. l.], v. 30, n. 1, p. 8-19, mar. 2015. Disponível em: https://doi.org/10.21091/mppa.2015.1002. Acesso em: 15 maio 2023.

STANHOPE, Jessica; MILANESE, Steve. The prevalence and incidence of musculoskeletal symptoms experienced by flautists. Occupational Medicine, [s. l.], v. 66, n. 2, p. 156-163, mar. 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1093/occmed/kqv162. Acesso em: 15 maio 2023.

STANHOPE, Jessica et al. Have musicians’ musculoskeletal symptoms been thoroughly addressed? A systematic mapping review. International Journal of Occupational Medicine and Environmental Health, [s. l.], v. 32, n. 3, p. 91-331, jan. 2019. Disponível em: https://doi.org/10.13075/ijomeh.1896.01340. Acesso em: 15 maio 2023.

STEINMETZ, Anke et al. Playing-related musculoskeletal disorders in music students-associated musculoskeletal signs. European Journal of Physic and Rehabilitation Medicine, [s. l.], v. 48, n. 4, p. 625-633, 2012. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23138678/. Acesso em: 15 maio 2023.

STEINMETZ, Anke et al. Frequency, severity and predictors of playing-related musculoskeletal pain in professional orchestral musicians in Germany. Clinical Rheumatology, [s. l.], v. 34, n. 5, p. 965-973, maio 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s10067-013-2470-5. Acesso em: 15 maio 2023.

SUBTIL, Marina Medici Loureiro. Autoconsciência corporal em estudantes de música: avaliação e intervenção. Vitória: Universidade Federal do Espírito Santo, 2016. Disponível em: http://repositorio.ufes.br/handle/10/9102. Acesso em: 15 maio 2023.

TEIXEIRA, Clariana Lia. Estudo ergonômico do trabalho dos músicos de uma orquestra sinfônica. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.47749/T/UNICAMP.2014.931778. Acesso em: 15 maio 2023.

TRELHA, Celita Salmaso et al. Arte e Saúde: Frequência de sintomas músculo-esqueléticos em músicos da orquestra sinfônica da Universidade Estadual de Londrina. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, [s. l.], v. 25, n. 1, p. 65-72, jul. 2004. Disponível em: https://doi.org/10.5433/1679-0367.2004v25n1p65. Acesso em: 15 maio 2023.

WU, Sarah. Occupational risk factors for musculoskeletal disorders in musicians: a systematic review. Medical Problems of Performing Artists, [s. l.], v. 22, n. 2, p. 43-51, jun. 2007. Disponível em: https://doi.org/10.21091/mppa.2007.2011. Acesso em: 15 maio 2023.

Downloads

Publicado

2023-06-24

Como Citar

FARIAS, André Leite de; FERREIRA, Valdivina Alves. Temáticas de prevenção de lesões musculoesqueléticas em estudantes de música. Orfeu, Florianópolis, v. 8, n. 2, p. e0206, 2023. DOI: 10.5965/2525530408022023e0206. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/orfeu/article/view/22553. Acesso em: 21 fev. 2024.