Teatro de Bonecos Popular do Nordeste: história e histórias

Autores

  • Izabela Brochado Universidade de Brasília – UnB – Brasília

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034701132015028

Resumo

Este artigo aborda alguns aspectos da constituição e da história do Teatro de Bonecos popular do Nordeste – Mamulengo, Babau, João Redondo e Cassimiro Coco–, a partir da análise de fontes orais, principalmente as relativas às narrativas dos bonequeiros; de documentos históricos presentes em arquivos; e, finalmente, de bibliografia especializada. Ele é baseado no Dossiê do Registro do Teatro de Bonecos Popular do
Nordeste, entregue ao IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em setembro de 2014, como parte da obtenção do título Patrimônio Cultural do Brasil.

Palavras-chave: Teatro de Bonecos popular do Nordeste. História. Narrativas orais.




Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Izabela Brochado, Universidade de Brasília – UnB – Brasília

Atriz e diretora, bonequeira, mestre em História pela Universidade de Brasília e doutora em Drama Studies –Trinity College of Dublin. Professora do Departamento de Artes Cênicas da Universidade de Brasília e coordenadora do Grupo de Pesquisa e Extensão Laboratório de Teatro de Formas Animadas – IdA-CEN-UnB.

 

Downloads

Publicado

2018-03-16

Como Citar

BROCHADO, I. Teatro de Bonecos Popular do Nordeste: história e histórias. Móin-Móin - Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas, Florianópolis, v. 1, n. 13, p. 028-055, 2018. DOI: 10.5965/2595034701132015028. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/moin/article/view/1059652595034701132015028. Acesso em: 4 jul. 2022.