Novos caminhos do teatro de sombras: performance e work in progress

Autores

  • Ronaldo Robles Cia Quase Cinema – São Paulo
  • Silvia Godoy Cia Quase Cinema – São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034701092012128

Resumo

Este artigo apresenta os caminhos da pesquisa com teatro de sombra da Cia
Quase Cinema dando especial ênfase aos processos criativos e questões conceituais que ajudam a pensar onde o teatro de sombras contemporâneo se encontra com as artes plásticas, performance e cinema. Não buscamos por respostas, mas tentamos formular novas questões que reflitam sobre porque fazer esta arte hoje.

Palavras-chave: Performance; teatro de sombras; work in progress; antropologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ronaldo Robles, Cia Quase Cinema – São Paulo

 Antropólogo, artista plástico, performer, diretor
e fundador da Cia Quase Cinema – São Paulo. Formado em
Ciências Sociais FFLCH/USP, integrou o NAPEDRA – núcleo de
antropologia do drama e da performance FFLCH/USP.

Silvia Godoy, Cia Quase Cinema – São Paulo

Dançarina, performer, iluminadora, diretora
e fundadora da Cia Quase Cinema – São Paulo. Formada em
Comunicação e Artes do Corpo PUC/SP. Integrou o grupo de
estudos sobre performance do núcleo de semiótica da PUC/SP.

Downloads

Publicado

2018-04-03

Como Citar

ROBLES, Ronaldo; GODOY, Silvia. Novos caminhos do teatro de sombras: performance e work in progress. Móin-Móin - Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas, Florianópolis, v. 1, n. 09, p. 128–145, 2018. DOI: 10.5965/2595034701092012128. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/moin/article/view/1059652595034701092012128. Acesso em: 21 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos fora do Dossier Temático