Eventos de alfabetização numa escola pública: evidências a partir de um olhar etnográfico

Autores

  • Ana Caroline de Almeida Instituto Federal do Rio de Janeiro – IFRJ – Rio de Janeiro/RJ
  • Maria do Socorro Alencar Nunes Macedo Universidade Federal de São João del-Rei – UFSJ – São João del-Rei/MG

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723823512022237

Palavras-chave:

alfabetização, sala de aula, letramento, etnografia, escola pública

Resumo

O artigo discute uma prática de alfabetização numa turma de 2º ano de uma escola pública da rede municipal de Recife. Nosso objetivo foi compreender as concepções de alfabetização, leitura e escrita que permearam o trabalho da alfabetizadora, a partir da análise de eventos de alfabetização. Lançamos mão da perspectiva etnográfica de investigação, com base nos Novos Estudos do Letramento, nas ideias de Paulo Freire e de Bakhtin, considerando as forças políticas e históricas que constituem os parâmetros da educação formal e da cultura escolar. Os resultados indicam que, na prática aqui analisada, predominou uma concepção de alfabetização como apropriação do Sistema de Escrita Alfabética (SEA) e a leitura e escrita como processos de decodificação e codificação, decorrentes de uma concepção de língua escrita como uma técnica neutra e não como uma ferramenta cultural que embasa as práticas de letramento numa sociedade grafocêntrica. Argumentamos que no processo de ensino e aprendizagem da língua escrita na escola (e fora dela) não podemos deixar o processo crítico para depois; ao contrário, é urgente assumir uma concepção de alfabetização que contemple a natureza política, social e cultural da escrita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, Ana Caroline de. Notas de campo. Recife. [s.n] 2016.

ALMEIDA, Ana Caroline de. Eventos de alfabetização em duas escolas: uma análise comparativa e etnográfica. 2020. 303 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2020.

ARAÚJO, Rayra Farias de. Eventos de leitura numa turma do quarto ano: uma perspectiva enunciativa e etnográfica. 2017. 202 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2017.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BARTLETT, Lesley; VAVRUS, Frances. Rethinking case study research: a comparative approach. New York: Routledge, 2017.

BRASIL. Pacto nacional pela alfabetização na idade certa: formação do professor alfabetizador: caderno de apresentação. Brasília: MEC/SEB, 2012.

DEZOTTI, Magda. Eventos e práticas de letramento literário na transição do 5º ao 6º ano do ensino fundamental. 2019. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2019.

FERREIRO, Emília; TEBEROSKY, Ana. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991.

FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1976.

FREIRE, Paulo. Cartas a Guiné-Bissau: registros de uma experiência em processo. 4. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler em três artigos que se completam. 51. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 56. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014.

FREIRE, Paulo; MACEDO, Donaldo. Alfabetização: leitura do mundo, leitura da palavra. 7. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

GREEN, Judith; DIXON, Carol; ZAHARLICH, Amy. A etnografia como uma lógica de investigação. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 42. p. 13-79, dez. 2005.

HEATH, Shirley; STREET, Brian. On ethnography: approaches to language and literacy research. Teachers College Press, 2008.

LIMA, Érica Feijó de Souza. Eventos de letramento com foco na produção de textos: uma perspectiva etnográfica. 2017. 164 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2017.

MACEDO, Maria do Socorro. Interações nas práticas de letramento em sala de aula e o uso do livro didático e da metodologia de projetos. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

MARCUSHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, Angela Paiva; MACHADO, Anna Raquel; BEZERRA, Maria Auxiliadora (org.). Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. p. 14-28.

ROCKWELL, Elsie. Etnografia e teoria na pesquisa educacional. In: EZPELETA, Justa; ROCKWELL, Elsie. Pesquisa participante. Tradução Francisco Salatiel de Alencar Barbosa. São Paulo: Cortez; Autores Associados, 1989. p. 31-54.

STREET, Brian. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Tradução Marcos Bagno. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

Downloads

Publicado

2022-05-05

Como Citar

ALMEIDA, A. C. de .; MACEDO, M. do S. A. N. . Eventos de alfabetização numa escola pública: evidências a partir de um olhar etnográfico. Revista Linhas, Florianópolis, v. 23, n. 51, p. 237 - 258, 2022. DOI: 10.5965/1984723823512022237. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/22030. Acesso em: 2 jul. 2022.