[1]
M. Vasques e R. da Cunha, “Daniel Veronese, suas sendas estéticas e polêmicas”, Urdimento, vol. 1, nº 20, p. 175-180, set. 2013.