Dioniso como Método: Teatro, Mito e Ritual no Espetáculo NJILAS - Dance e Esqueça suas Dores

Autores

  • Alexandre Silva Nunes Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102272016021

Resumo

O presente artigo discute aproximações entre teatro e ritual, bem como a possibilidade de utilização da poética mítica de Dioniso como referencial metodológico, nos estudos teatrais. Utiliza reflexões sobre o processo criativo do espetáculo NJILAS - Dance e Esqueça suas Dores e a própria metodologia de trabalho artístico do LABORSATORI TEATRO - Núcleo Multidisciplinar de Pesquisa nas Artes da Cena como referência experimental das ideias que se propõe a discutir. Neste âmbito, conclui pela necessidade de rediscutir as distinções entre teatro e ritual e propõe a abertura das pesquisas práticas em teatro a elementos imponderáveis e não passíveis de controle, como forma de revitalizar o poder transformador da cena.

Biografia do Autor

Alexandre Silva Nunes, Universidade Federal de Goiás

Doutor em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia, Mestre em Artes pela Universidade Estadual de Campinas, Professor Adjunto III da Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás, Editor da Revista Arte da Cena, Líder do Grupo de Pesquisa ÍMAN- Imagem, Mito e Imaginário nas Artes da Cena e do LABORSATORI - Núcleo Transdisciplinar de Pesquisa nas Artes da Cena.

Downloads

Publicado

2016-12-24

Como Citar

Nunes, A. S. (2016). Dioniso como Método: Teatro, Mito e Ritual no Espetáculo NJILAS - Dance e Esqueça suas Dores. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 2(27), 021-035. https://doi.org/10.5965/1414573102272016021

Edição

Seção

Dossiê Temático: Corpo, Performance e Antropologia - Olhares transversais