O gosto dialógico: Uma reflexão sobre o valor estético a partir de Mikhail Bakhtin

Autores

  • Afonso Nilson Souza Universidade do estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102272016241

Resumo

O presente artigo reflete sobre questões relacionadas ao gosto como critério de partida para avaliação estética de obras de arte, partindo da obra de filósofos e estetas como Immanuel Kant, Luigi Pareyson e Clement Greenberg. O texto traça paralelos entre as possibilidades de juízos universalizantes com os conceitos de polifonia, dialogismo e ato responsável estabelecidos por Mikhail Bakhtin.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Afonso Nilson Souza, Universidade do estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Doutorando em teatro pela Udesc. Crítico e autor teatral. Analista de Programação Social do Sesc-SC. Pesquisa processos de curadoria e crítica.

Downloads

Publicado

2016-12-24

Como Citar

SOUZA, A. N. O gosto dialógico: Uma reflexão sobre o valor estético a partir de Mikhail Bakhtin. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 27, p. 241-248, 2016. DOI: 10.5965/1414573102272016241. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/7087. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Corpo, Performance e Antropologia - Olhares transversais