A dança urbana ou sobre a resiliência do espírito da dança

Autores

  • Eugenia Cassini Ropa Universidade de Bolonha
  • Tradutor - Milton de Andrade Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102192012115

Resumo

O artigo propõe uma leitura crítica do fenômeno usualmente denominado “dança urbana”, já característico e difundido em cidades da Europa e outras partes do mundo. A dança contemporânea, cada vez mais frequentemente, sai dos teatros e penetra no tecido urbano, confrontando-se com a ordem arquitetônica e com um público casual e distraído, encontrado nos lugares do viver cotidiano onde a comunicação impõe aos corpos dançantes modos distanciados de intervenção. Trata-se de uma nova pesquisa artística e identitária para a dança ou de uma nova estratégia de sobrevivência?

Biografia do Autor

Eugenia Cassini Ropa, Universidade de Bolonha

Professora associada aposentada de História da Dança e da Mímica do Departamento de Música e Espetáculo (DAMS) na Universidade de Bolonha, Itália. Estudiosa de teatro e dança do século XX, entre suas publicações, lembramos especialmente os volumes: La danza e l’agitprop (1988) e Alle origini della danza moderna (1990). Foi fundadora e curadora da Revista Teatro e Storia (com Franco Ruffini, Ferdinando Taviani e outros). Fundou também em 2009 a revista on-line Danza e Ricerca, e ocupa-se de inúmeras publicações e editoriais no âmbito da dança, das quais se destacam as coleções I libri dell’icosaedro (Ephemeria, Macerata) e Danza d’autore (L’Epos, Palermo).

Tradutor - Milton de Andrade, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Professor doutor do CEART/UDESC

Downloads

Publicado

2019-12-07

Como Citar

ROPA, E. C.; DE ANDRADE, T. .-. M. A dança urbana ou sobre a resiliência do espírito da dança. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 19, p. 113-119, 2019. DOI: 10.5965/1414573102192012115. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/3199. Acesso em: 26 jul. 2021.

Edição

Seção

Traduções