Corpo, docência e masculinidades: das hetorotopias à estética da existência

Autores

  • Rogério Machado Rosa Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573102192012053

Resumo

Utilizo excertos das narrativas de alguns dos professores, obtidas
por meio de entrevistas, para ilustrar e discutir o complexo imbricamento entre as relações afetivas da/na docência, masculinidade e artistagem de si. A relação pedagógica e suas
afecções é aqui apresentada como um espaço produtor de
heterotopias: forças criativas que incidem sobre a reconstrução
da corporeidade masculina e dos modos-de–ser-docente desses
sujeitos e neles instaura uma nova estética da existência.

Biografia do Autor

Rogério Machado Rosa, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC

Psicólogo. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Professor de Psicologia da Educação da Faculdade Capivari de Baixo – FUCAP/SC. Pesquisador do Núcleo Vida e Cuidado – NUVIC do Centro de Ciências da Educação – CED /UFSC.

Downloads

Publicado

2019-12-07

Como Citar

ROSA, R. M. Corpo, docência e masculinidades: das hetorotopias à estética da existência. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 19, p. 051-060, 2019. DOI: 10.5965/1414573102192012053. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/3190. Acesso em: 1 ago. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Corpo e Movimento