Acervo Sábato Magaldi, muito além da memória

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101502024e0201

Palavras-chave:

acervo pessoal, Sábato Magaldi, história do teatro, memória

Resumo

O crítico teatral mineiro Sábato Magaldi desenvolveu inúmeras funções ligadas ao teatro, contribuindo extensamente com o estudo, a crítica e a formação teatrais. Este artigo aborda o trabalho de tratamento, inventariação e pesquisa no Acervo Sábato Magaldi, custodiado pelo Acervo de Escritores Mineiros da UFMG, e tem como objetivo discutir seus processos e suas bases metodológicas. Diante disso, visa a apresentar alguns resultados obtidos durante o processo de tratamento, descrição e inventariação de seu acervo, bem como aponta algumas reflexões acerca do impacto deste acervo para a historiografia teatral. Para tal, discute a definição de acervo pessoal e a necessidade da prática contextual para a descrição do arquivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elen de Medeiros, Universidade Federal de Minas Gerais

Pós-doutorado  na Université Sorbonne Nouvelle – Paris3/ França. Pós-doutorado  na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Pós-doutorado na Universidade de São Paulo. Doutorado em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Mestrado em Teoria e História Literária pela UNICAMP. Graduação em Letras pela Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE). Professora de Literatura e Teatro na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. 

Ana Clara P. C. Marques, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduanda em Teatro na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Bolsista de Iniciação Científica com a pesquisa “Acervo Sábato Magaldi: da inventariação à consolidação da memória teatral”, com bolsa da Rede de Museus/UFMG.

Referências

ARQUIVO NACIONAL. Dicionário brasileiro de terminologia arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2005.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Arquivos permanentes: tratamento documental. 4. ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.

BENJAMIN, Walter. Sobre o conceito de história. In: Magia e técnica, arte e política: ensaio sobre literatura e história da cultura. Tradução de Paulo Sérgio Rouanet. 8ª. ed. São Paulo: Brasiliense, 2012.

BRITTO, A. C. L.; CORRADI, A. Considerações teóricas e conceituais sobre arquivos pessoais. PontodeAcesso, [S. l.], v. 11, n. 3, p. 148–169, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/22745. Acesso em: 27 abr. 2023.

CAMARGO, Ana Maria de Almeida. Arquivos pessoais são arquivos. Revista do Arquivo Público Mineiro, Belo Horizonte, v. 45, p. 26-39, 2009.

CAMPOS, José Francisco Guelfi. Arquivos e memória: elementos para o debate sobre uma relação controversa. Escrita da História, [S. l.], n. 4, p. 100–119, 2016. Disponível em: https://www.escritadahistoria.com/index.php/reh/article/view/39. Acesso em: 27 abr. 2023.

CAMPOS, José Francisco Guelfi. Um salto no vazio? Considerações iniciais sobre a organização e representação de arquivos pessoais. Seminário em Ciência da Informação, vol. 4, 2011. Anais do 4. SECIN. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2011.

CARVALHO, Sérgio de. Teatro e sociedade no Brasil colônia: a cena jesuítica do Auto de São Lourenço. Sala Preta, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 6-53, 2015. DOI: 10.11606/issn.2238-3867.v15i1p6-53. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/salapreta/article/view/97454. Acesso em: 16 out. 2023.

GÓES, Marta. O fã mais consagrado do teatro brasileiro. O Estado de São Paulo, São Paulo, 26 ago. 1989. Disponível em: https://acervo.estadao.com.br/pagina/#!/19890826-35129-nac-0070-cd2-40-not. Acesso em: 27 abr. 2023.

MEDEIROS, Elen de. Acervo Sábato Magaldi: contribuições para a história e a crítica teatrais brasileiras. Sala Preta, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 277–288, 2017. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/salapreta/article/view/138364. Acesso em: 15 mar. 2024.

MILLAR, Laura Agnes. A. A morte dos fundos e a ressurreição da proveniência: o contexto arquivístico no espaço e no tempo. Informação Arquivística, v. 4, n. 1, p. 144-162, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/41789. Acesso em: 27 abr. 2023.

MAGALDI, Sábato. Panorama do teatro brasileiro. 4. ed. São Paulo: Global, 2004.

MAGALDI, Sábato; VARGAS, Maria Thereza. Cem anos de teatro em São Paulo (1875-1974). 2. ed. São Paulo: Editora SESC, 2001.

MARQUES, Reinaldo. Memória literária arquivada. Aletria: Revista de Estudos de Literatura, [S.I.], v. 18, n.2, p.105-119, 2008. DOI: 10.17851/2317-2096.18.2.105-119. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/aletria/article/view/18210. Acesso em: 27 abr. 2023.

OLIVEIRA, Lucia Maria Velloso de. Descrição e pesquisa: reflexões em torno dos arquivos pessoais. Rio de Janeiro: Móbile Editorial, 2012.

SOUTTO MAYOR, Mariana. O teatro do século XVIII no Brasil: das festas públicas às casas de ópera. Revista Aspas, [S. l.], v. 5, n. 2, p. 103–110, 2015. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/102335. Acesso em: 15 mar. 2024.

VAN STEEN, Edla. Sábato por Edla. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, [S. l.], n. 68, p. 259-265, 2017. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rieb/article/view/141542. Acesso em: 31 ago. 2023.

VAN STEEN, Edla. Introdução. In: MAGALDI, Sábato. Na plateia do mundo. São Paulo: Global, 2017. p. 13-17.

Publicado

2024-04-28

Como Citar

MEDEIROS, Elen de; MARQUES, Ana Clara P. C. Acervo Sábato Magaldi, muito além da memória. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 50, p. 1–20, 2024. DOI: 10.5965/1414573101502024e0201. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/24313. Acesso em: 24 jul. 2024.