Um fazer dramatúrgico na dança: processo documental em The Hot One Hundred Choreographers de Cristian Duarte

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103482023e0111

Palavras-chave:

dança, dramaturgia, referências, coreógrafos, Cristian Duarte

Resumo

Um fazer dramatúrgico na dança pode ser percebido como forma de ação e pensamento, ocorrendo  de forma tensional e processual, conforme cada composição. Justamente pela diversidade de processos e escolhas nesse âmbito, este artigo analisou o fazer dramatúrgico do coreógrafo brasileiro Cristian Duarte em sua produção coreográfica que opera com um processo documental da própria área: The Hot One Hundred Choreographers. A pesquisa foi um estudo de caso relacionando-se com materiais de referências e entrevista semiestruturada. Evidenciou-se a lista do artista como ferramenta dramatúrgica, o valor do corpar de Cristian em fricção com os coreógrafos da lista, suas escolhas para a cena, sem estrutura fixa, valorizando a equidade e a coletividade, com a busca de seus afetos, criação de manobras, âncoras e um website. A peça convida a importantes discussões da contemporaneidade, valorizando nossas referências e memórias em sua imanência, como quase-corpos que somos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gislaine Sacchet, Federal University of Rio Grande do Sul

Doutoranda em Artes Cênicas pelo Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP). Especialista em Consciência Corporal/Dança pela Faculdades de Artes do Paraná (FAPPR). Professora no Ensino Superior no Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSGRS).

Mônica Fagundes Dantas, Federal University of Rio Grande do Sul

Pós-Doutorado na Coventry University/C-DaRE, com Bolsa Capes. Doutora em Estudos e Práticas Artísticas pela Université du Québec à Montréal (Canadá). Mestre em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS e Licenciada em Educação Física pela UFRGS. Bolsista Capes/PRINT/UFRGS para realização de Estágio de Professor Visitante na Coventry University/Centre for Dance Research (C-DaRE/Reino Unido). Professora Associada no Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), atuando na graduação e no Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas.

Referências

ARFUCH, Leonor. O Espaço Biográfico: Dilemas da Subjetividade Contemporânea. Rio de Janeiro: Editora da Universidade do Rio de Janeiro, 2010.

CANDAU, Joël. La Métamémoire ou la mise em récit du travail de mémoire. Paris. Centre Albert Benveniste, 2009.

CHAUI, Marilena. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 2011.

CVEJIC, Bojana. The Ignorant Dramaturg. In: Maska, v.16, n 131-132, 2010.

DAWKINS, Richard. O Gene Egoísta. São Paulo: Ed. Gadiva, 2003.

CERTEAU, Michel de. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense, 1982.

DUARTE, Cristian. Entrevista cedida a Cláudia Müller e Daniella Aguiar In: Dramaturgias Plurais.< https://dramaturgiasplurais.com.br/> Youtube, 2021.

<https://www.youtube.com/watch?v=P1roYNpYuAY&t=4213s> Acesso em: fev. 2021.

DUARTE, Cristian. Encontro com Cristian Duarte. Entrevista concedida à Gislaine Sacchet. Caxias do Sul/São Paulo. Plataforma Zoom, Nov. 2022.

DUARTE, Cristian. The Hot One Hundred Choreographers. Website da peça. Disponível em: <https://cristianduarte.net/>. Acesso em: ago. 2019.

ECO, Umberto. A Vertigem das Listas. Rio de Janeiro: Record, 2010.

HAN, Byung-Chul. Sociedade do cansaço. Petrópolis: Editora Vozes, 2018.

IMSCHOOT, Myriam Van. Dramaturgia Ansiosa. In: CALDAS, Paulo; GADELHA, Ernesto (Orgs.) Dança(s) e dramaturgia(s). São Paulo: Editora Nexus, 2016, p.191-213.

KATZ, Helena. Tânia. Uma Obra em Diálogo com o Infinito. Jornal O Estado de São Paulo. Caderno 12. Disponível em: 07 set. 2014.

KATZ, Helena Tânia. Por uma dramaturgia que não seja uma Liturgia da Dança. Sala Preta, São Paulo, 2011. Disponível em: file:///C:/Users/tatia/Downloads/57447-Texto%20do%20artigo-72849-1-10-20130624%20(1).pdf. Acesso em: 23 set. 2018.

KATZ, Helena Tânia; GREINER, Christine. Por uma teoria do corpomídia. In: GREINER, Christine. O corpo: pistas para estudos indisciplinares. 3. ed. São Paulo: Annablume, 2008, p.125-133.

KATZ, Helena Tânia. Coreógrafo como DJ. In: KATZ, Helena Tânia. Lições de Dança I. São Paulo, 2000, p.11-24.

KERKHOVEN, Marianne Van. O Processo Dramatúrgico. Nouvelles de Danse, Dossier Danse et Dramaturgie, n. 31. Bruxelas: Contredanse, 1997.

KERKHOVEN, Marianne Van. Os Pensamentos são Livres. Carta para jovens produtores de teatro. Etcetera. N.90 Holanda, fevereiro 2004. Disponível em: https://e-tcetera.be/gedachten-vrij-brief-aan-jonge-theatermakers/ Acesso em: out. 2019.

LEPECKI, André. Coreopolítica e coreopolícia. Revista ILHA v. 13, n. 1, p. 41-60, jan./jun.2011. Acesso em: 15 ago. 2019. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8034.2011v13n1-2p41

LEPECKI, André. Errancy as work: seven strewn notes for dance dramaturgy. Dossie de Dance Dramaturgy. 2015, p.51-66. Acesso em: 15 ago. 2019. DOI:10.1057/9781137373229_3

LEPECKI, André. Entrevista cedida a Claúdia Muller e Daniella Aguiar, In: Dramaturgias Plurais, Youtube, 2019. https://www.youtube.com/watch?v=2OU0EW2ugFM Disponível em: https://dramaturgiasplurais.com.br/ Acesso em: 10 jan. 2021.

LUGONES, María. Rumo a um feminismo decolonial. In: HOLANDA, Heloisa Buarque (Org.). Pensamento feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2019, p.369-391.

MACHADO NETO, Mario. Reencarnação: Registro como Coreografia na obra “retrospectiva” de Xavier Le Roy. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Universidade Federal da Bahia, 2014. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/bitstream/ri/16029/1/versao%20final%20para%20depo%cc%81sito%20ufba.pdf. Acesso em: 05 ago. 2020.

NAJMANOVICH, Denise. O Sujeito Encarnado. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

PAIS, Ana.(a). O Discurso da Cumplicidade: dramaturgias contemporâneas. 2. ed.: Colibri, 2016.

PAIS, Ana.(b) O Crime Compensa ou o Poder da Dramaturgia. In: CALDAS, Paulo; GADELHA, Ernesto (Orgs.). Dança(s) e dramaturgia(s). São Paulo: Editora Nexus, 2016, p. 27-57.

RANCIÈRE, Jacques. Le Spectateur Émancipé. Paris: La Fabrique-Éditions, 2010.

REIS, Diego dos Santos. Corpo-documento: um ensaio para descolonizar memórias. Interritórios | Revista de Educação - Universidade Federal de Pernambuco, Caruaru, BRASIL | V.8 N.16 [2022].https://doi.org/10.51359/2525- 7668.2022.253338 p.78-92. Acesso em: Dez. 2022

ROY, C, ANDREWS, H.A. The Roy Adaptation Model. 3rd ed. Upper Saddle River, New Jersey: Pearson, 2009.

SAADI, Fátima. Dramaturgia/Dramaturgista. In: NORA, Sigrid. Temas para a Dança Brasileira. São Paulo: Edições SESC SP, 2010.

SANCHÉZ, José A. Dramaturgia en el campo expandido. In: BELISCO, Manuel; CIFUENTES, María José (Org.). Repensar la dramaturgia: errância y transformación. Múrica, Espanha: Centro Párraga; Centro de Documentação y Estudios Avanzados de Arte Contemporáneo, 2010. p. 19-58.

SCIALOM, Melina. Pensamento dramatúrgico do atuante no processo de criação. Urdimento: Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 42, p. 1-31, 2021. DOI: 10.5965/1414573103422021e0209. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/19302. Acesso em: nov. 2022.

SCIALOM, Melina. Apresentação: Dramaturgia em seu campo expandido. Repertório, Salvador, ano 24, n. 36, p. 8-13, 2021 Apresentação: Dramaturgia em seu campo expandido. DOI: https://doi.org/10.9771/rr.v1i36.44617

SILVA, Paulo Cunha e Silva. O Corpo que Dança: uma abordagem bioestética do movimento. In: Continents in Moviment. The Meeting of Cultures in Dance History. FMH Edições. Faculdade de Motricidade Humana. Universidade Técnica de Lisboa. Editor Daniel Tércio. Portugal, 1998. P-23-26.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookmam; 2001.

Publicado

2023-09-19

Como Citar

SACCHET, Gislaine; DANTAS, Mônica Fagundes. Um fazer dramatúrgico na dança: processo documental em The Hot One Hundred Choreographers de Cristian Duarte. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 48, p. 1–26, 2023. DOI: 10.5965/1414573103482023e0111. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/24037. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático: As práticas da dramaturgia da dança em contexto