Fissuras urbanas: a atuação das sedes Luz do Faroeste e Teatro de Contêiner no território da Luz

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103452022e0106

Palavras-chave:

Sedes de grupos teatrais, Cidade, Fissuras espaço-temporais

Resumo

O presente trabalho discutiu a criação de fissuras espaço-temporais no sistema hegemônico capitalista/colonial, e por consequência, no território pelo qual ele se (re)configura – a cidade –, por meio de sedes de grupos teatrais. É por essa perspectiva que este texto investigou criação e atuação da Luz do Faroeste e Teatro de Contêiner – respectivamente sedes dos grupos teatrais Pessoal do Faroeste e Cia. Mungunzá – no território da Luz, localizado na região central da cidade de São Paulo. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sara Fagundes Oliveira, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Doutoranda em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Mestrado em Artes pela mesma instituição. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC). Professora Substituta do Departamento de Belas Artes Teatrais (BAT) da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) nos cursos de Cenografia e Indumentária. Arquiteta, cenógrafa, iluminadora, professora e pesquisadora.

Referências

CARREIRA, André. Cidade espaço inóspito: território do teatro de invasão. Urdimento, Florianópolis, v. 2, n. 38, ago./set. 2020.

FARIA, Paulo. Entrevista concedida à autora em janeiro de 2019.

LEFEBVRE, Henri. The Production of Space. Trad. D. Nicholson-Smith Oxford: Basil Blackwell, 1991[1974].

HOLLOWAY, John. Fissurar o Capitalismo. São Paulo: Publisher Brasil, [2010] 2013, p. 13.

LERNER, Jaime. Cartilha do Projeto Uma Visão Para o Centro de São Paulo, 2017, p. 1. Disponível online: http://www.capital.sp.gov.br/noticia/prefeitura-recebe-o-projeto-centro-novo

MCAULEY, Gay. Space in performance: Making meaning in the Theatre. University of Michigan Press, 2010.

OLIVEIRA, Marcos Felipe. Entrevista concedida à autora em 2019.

QUIJANO, Anibal. Colonialidade do poder e classificação social. In: Epistemologias do Sul. Boaventura de Souza Santos e Maria Paula Menezes (Org.). Coimbra: Edições Almedina, 2009.

SANTOS, Renato Emerson dos; SILVA, Karoline Santos da; RIBEIRO, Lisyanne Pereira; SILVA, Naiara do Carmo. Disputas de lugar e a Pequena África no centro do Rio de Janeiro: Reação ou ação? Resistência ou r-existência e protagonismo? Revista Indisciplinar: Urbanismo Biopolítico, EAD, UFMG, Belo Horizonte, 2017 [p.464-490].

SCHUCMAN, Lia Vainer. Branquitude: identidade racial branca refletida em diversos olhares. In: Identidade, branquitude e negritude: contribuições para a psicologia social no brasil: novos ensaios, relatos de experiência e de pesquisa. Maria Aparecida Silva Bento Marly Silveira De Jesus Simone Gibran Nogueira (Org.). São Paulo: Casa do Psicólogo, 2014.

VILLAÇA, Flávio. O espaço intra-urbano no Brasil. São Paulo: Studio Nobel: FAPESP: Lincoln Institute, 2001.

Downloads

Publicado

2022-12-12

Como Citar

OLIVEIRA, S. F. Fissuras urbanas: a atuação das sedes Luz do Faroeste e Teatro de Contêiner no território da Luz. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 45, p. 1-20, 2022. DOI: 10.5965/1414573103452022e0106. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/22637. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

Dossiê Temático: Cidades, espaços teatrais e experiências artísticas