Cenas rupestres de lutas corporais no Parque Nacional Serra da Capivara, possíveis interpretações

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101432022e0117

Palavras-chave:

Arte rupestre, Parque Nacional Serra da Capivara, Cenas de lutas corporais

Resumo

Este trabalho é baseado em pesquisa de campo realizada no sudeste do Estado do Piauí e, posteriormente, no Alto Xingu (Brasil Central). Por meio de um corpus de lutas corporais nos registros rupestres, foram apresentadas possíveis inferências sobre essas pinturas. Para além apenas do olhar de pesquisadores, remanescentes de povos originários, que engajavam-se em lutas corporais ritualizadas, apresentaram suas próprias interpretações. Em conclusão, se não foi possível obter os códigos utilizados pelos grupos ancestrais que os pintaram na Serra da Capivara; em outra medida, foi possível refletir sobre o fenômeno que permite à autóctones, na atualidade, interpretarem aqueles registros à sua maneira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Paiva, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Doutorando em Antropologia Social pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Mestre em Antropologia Social  (UFAM). Especialização em Arqueologia (Claretiano), Especialização em Museografia e Patrimônio Cultural (Claretiano). Graduado em História (Universidade Federal do Estado do RJ) e Educação Física (Claretiano).

.

Deise Lucy Oliveira Montardo, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Doutora em Ciência Social (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (USP). Professora Associada da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Docente do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (UFAM).

Michel Justamand, UNIFESP/Departamento de História da Arte

Pós-Doutor em Arqueologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Doutor em Ciências Sociais/Antropologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Professor Associadodo Departamento de História da Arte da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Permanente do Programa de Pós-Graduação Sociedade e Cultura na Amazônia – PPGSCA da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Lattes: http://lattes.cnpq.br/7981122122060818

Gabriel Frechiani de Oliveira , UFS/Programa de Pós-Graduação em Arqueologia

Doutor em Arqueologia pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Professor da Secretaria de Estado de Educação do Piauí – SEDUC/PI.

Vitor José Rampaneli de Almeida, UFABC/Programa de Planejamento e Gestão do Território

Doutorando em Planejamento e Gestão de Territórios pela Universidade Federal do ABC (UFABC). Mestrado em Análise Geoambiental pela Universidade de Guarulhos (UNG). Especialização em Gestão Educacional pela Universidade Anhanguera de São Paulo. Especialização em Ciências Humanas (UNICAMP). Graduação em História pelas Faculdades Integradas de Guarulhos (FIG).

Gabriela Rabello , UNIFESP/Escola De Filosofia, Letras E Ciências Humanas (Guarulhos)

Graduanda em Letras (Português) pela Universidade Federal de São Paulo ( Unifesp – EFLCH) - Campus Guarulhos.

Referências

ARQUEOLOGIA DA LUTA. Direção: Marcos Jorge. Consultoria científica: Leandro Paiva. Série documental “O Espírito da Luta” – 2.ª temporada (01h06min), color. Produção: Academia de Filmes/Combate. São Paulo, 2020.

BASTOS, Solange. O Paraíso é no Piauí: a descoberta da arqueóloga Niède Guidon. São Paulo: Editora Família Bastos, 2010.

BORDIN, Vanessa Benites. Contadores de histórias – Um relato da criação de espaços a partir dos encontros com os Tikuna no Parque das Tribos. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 2, n. 38, p.1-31, 2020.

BRAUDEL, Fernand. História e ciências sociais: a longa duração. Revista de História, 30(62), 261-294, 1965.

BUCO, Cristiane. Arqueologia do movimento: Relações entre Arte Rupestre, Arqueologia e Meio Ambiente, da Pré-história aos dias atuais, no Vale da Serra Branca (Parque Nacional Serra da Capivara, Piauí, Brasil). Tese (Doutorado em Quaternário, Materiais e Culturas) - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Portugal, 2012.

CAILLOIS, Roger. Os Jogos e os Homens. trad. José Garcez Palha. Lisboa: Edições Cotovia, 1990.

COSTA, Heloisa Fénelon. O mundo dos Mehináku e suas representações visuais. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1988.

ETCHEVARNE, Carlos. Escrito na pedra: cor, forma e movimento nos grafismos rupestres da Bahia. Rio de Janeiro: Organização Odebrecht, 2007.

ETCHEVARNE, Carlos. As particularidades das expressões gráficas rupestres da Tradição Nordeste, em Morro do Chapéu, Bahia. Revista Clio–Arqueológica, v. 24, n.1, p.41-60, 2009.

FUNDAÇÃO MUSEU DO HOMEM AMERICANO (FUMDHAM). Fumdham. Disponível em: http://fumdham.org.br/fumdham/. Acesso em 30 de jul. 2017.

GONÇALVES, Luiz Davi Vieira. Performance-ritual Ühpü: o indígena e o não indígena juntos na cena decolonial. MORINGA - Artes do Espetáculo, v. 12, n. 1, 2021.https://doi:10.22478/ufpb.2177-8841.2021v12n1.59956. (2021).

GONÇALVES, Luiz Davi Vieira. Eu sou um outro você: descolonizando o saber na prática da metodologia Kõkamõu. In: BRONDANI, J. A.; HADERCHPEK, R. C.; ALMEIDA, S. (org.). Práticas decoloniais nas artes da cena. São Paulo: Giostri, 2020.

GUIDON, Niède. As pinturas rupestres do Piauí. O Estado de São Paulo. Suplemento Cultural, São Paulo, Ano III, n.147, p.9-11, 1979.

GUIDON, Niède. Tradições e estilos da arte rupestre no sudeste do Piauí. In: Exposição Pré-história. Aspectos da Arte Parietal, 1981, São Paulo/Belo Horizonte. São Paulo/Minas Gerais: Universidade de São Paulo/Universidade de Minas Gerais, 1981. p.9-20.

GUIDON, Niède. As primeiras ocupações humanas da área Arqueológica de São Raimundo Nonato - Piauí. Revista de Arqueologia – Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB), v.2, n.1, p.38-46, 1984.

GUIDON, Niède. A Fundação Museu Homem Americano e o Parque Nacional Serra da Capivara: um relato sucinto de quatro décadas de pesquisas. In: Os Biomas e as Sociedades Humanas na Pré-história da região do Parque Nacional Serra da Capivara. Anne-Marie Pessis, Niède Guidon, Gabriela Martin. São Paulo: A&A Comunicação, 2014 A, vol. A, p.26- 44.

GUIDON, Niède. O Pleistoceno Superior e Holoceno Antigo no Parque Nacional Serra da Capivara e seu entorno: as ocupações humanas. In: Os Biomas e as Sociedades Humanas na Pré-história da região do Parque Nacional Serra da Capivara. Anne-Marie Pessis, Niède Guidon, Gabriela Martin. São Paulo: A&A Comunicação, 2014 B, vol. II-B, p.444-452.

GUIDON, N. Entrevista I [out. 2015]. Entrevistador: Leandro Augusto Paiva dos Santos. São Raimundo Nonato, 2015. 1 arquivo .mp3 (24 min) c/ transcrição

HARRIS, Marvin. History and significance of the emic/etic distinction. Annual review of anthropology, v. 5, n. 1, p.329-350, 1976.

HECKENBERGER, Michael. Estrutura, História e Transformação: a cultura xinguana na longue durée, 1000-2000 d.C. p.21-62. In: HECKENBERGER, Michael. & FRANCHETTO, Bruna. (Org.). Os Povos do Alto Xingu: História e Cultura. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2001.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. Perspectiva: São Paulo, 1999.

JUSTAMAND, Michel. O Brasil desconhecido: As pinturas rupestres de São Raimundo Nonato – Piauí. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) -Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2007.

KRENAK, Ailton. Ideias para adiar o fim do mundo. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

MARANCA, Silvia; MARTIN, Gabriela. Populações pré-históricas ceramistas na região da Serra da Capivara. Os Biomas e as Sociedades Humanas na Pré-história da região do Parque Nacional Serra da Capivara. Anne-Marie Pessis, Niède Guidon, Gabriela Martin. São Paulo: A&A Comunicação, 2014, vol. B, p.480-511.

MARTIN, Gabriela. Pré-história do Nordeste do Brasil. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2005.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Relatório Parametrizado. Unidade de Conservação: Parque Nacional Serra da Capivara. Disponível em: http://sistemas.mma.gov.br/cnuc. Acesso em 30 de jul. 2017.

MITHEN, Steven. A Pré-história da mente: uma busca das origens da arte, da religião e da ciência. São Paulo: Editora Unesp, 2002.

MORALES JÚNIOR, Reinaldo. The Nordeste Tradition: Innovation and Continuity in Brazilian Rock Art. Dissertation of the requirements for the degree of Doctor of Philosophy at Virginia Commonwealth University, Virginia, 2002.

PAIVA, Leandro; SILVA, Luciano. Vestígios ancestrais de lutas no Brasil: existiu “MMA” na Pré-História? In: II Simpósio Nacional de Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate, 2016, Rio de Janeiro.

PAIVA, Leandro. Vestígios rupestres de lutas no sudeste do Piauí: produção e difusão científica (1970-2016). Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso em História) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, 2017.

PAIVA, Leandro. Padrões gráficos nos registros de lutas corporais na Pré-História do Brasil. In: Anais do 5º Encontro Nacional de Artes Marciais e Esportes de Combate (ENAMEC). Belém: PROPESP/UFPA. v.1. p.1-35, 2018.

PAIVA, Leandro. Padrões gráficos nos registros de lutas corporais na Pré-História do Brasil. In: Anais do 5º Encontro Nacional de Artes Marciais e Esportes de Combate (ENAMEC). Belém: PROPESP/UFPA. v.1. p.1-35, 2018.

PAIVA, Leandro. Lutas na Pré-História: Ensaio Antropológico e Histórico. São Paulo: Alexa Cultural/EDUA, 2019.

PAIVA, Leandro et al. Transformando imaterial em tangível: o caso da exposição “Lutas: Patrimônio Cultural da Humanidade”. Revista Memória em Rede, v.12, n.23, p. 368-391, 2020.

PAIVA, Leandro. Joetyk: uma Antropologia da luta corporal alto-xinguana. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal do Amazonas, 2021.

PESSIS, Anne-Marie; GUIDON, Niède. Registros rupestres e caracterização das etnias pré-históricas. p. 19-33. In: Vidal, Lux. (Org.). Grafismo Indígena: estudos de antropologia estética. São Paulo: Studio Nobel, 1992.

PESSIS, Anne-Marie. Registros rupestres: perfil gráfico e grupo social. Revista de Arqueologia – Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB), v.8, n.1, p.283-289, 1994.

PESSIS, Anne-Marie. Imagens da Pré-História. Piauí: Editora FUMDHAM, 2003.

PESSIS, Anne-Marie. Imagens da Pré-História: os biomas e as sociedades humanas no Parque Nacional Serra da Capivara. Piauí: Editora FUMDHAM, 2013.

PESSIS, Anne-Marie; CISNEIROS, Daniela.; MUTZENBERG, Demétrio. Identidades Gráficas nos Registros Rupestres do Parque Nacional Serra da capivara, Piauí, Brasil. FUMDHAMentos, vol. XV, n. 2, p.33-54, 2018.

SILVA, Luciano. Padrões de apresentação das cenas coletivas de violência humana nas pinturas rupestres pré-históricas da área arqueológica do Parque Nacional Serra da Capivara – PI. Dissertação (Mestrado em Arqueologia) – Universidade Federal de Pernambuco, Pernambuco, 2012.

SOUZA, Luciano. Caracterização das cenas de guerra da subtradição várzea grande na área arqueológica da Serra da Capivara – PI. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso em Arqueologia e Preservação Patrimonial) - UNIVASF – Campus Serra da Capivara, 2009.

STEINEN, Karl von den. Entre os aborígenes do Brasil Central. Departamento de cultura, 1940.

VIDAL, Lux. Grafismo Indígena: Edição 2007. Studio Nobel, 1992.

Downloads

Publicado

2022-04-06

Como Citar

PAIVA, L.; MONTARDO, D. L. O. .; JUSTAMAND, M.; OLIVEIRA , G. F. de; ALMEIDA, V. J. R. de; RABELLO , G. Cenas rupestres de lutas corporais no Parque Nacional Serra da Capivara, possíveis interpretações. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 43, p. 1-26, 2022. DOI: 10.5965/1414573101432022e0117. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21602. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático: As artes da cena dos e com os povos indígenas