Conversas de Warung - Kopi luwak com Ni Luh Putu Sutarini

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101432022e0501

Palavras-chave:

Legong, Drama-dança, Bali, Treinamento

Resumo

Entrevista com a dançarina balinesa de legong Ni Luh Putu Sutarini nascida no vilarejo de Peliatan na regência de Gianyar em Bali. Putu já se apresentou em diversos países entre Marrocos, Japão e Singapura. É também considerada uma das melhores dançarinas de legong da atualidade. Discípula da grande dançarina Sang Ayu Muklen do vilarejo de Pejeng, Putu (45 anos), além de transmitir a tradição da dança através de aulas para jovens balineses e estrangeiros também assume a produção e direção administrativa do grupo Tri Pusaka Sakti Ensemble – um dos mais tradicionais e conceituados de Bali, no vilarejo de Batuan.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Igor de Almeida Amanajás, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Mestrado em Artes da Cena pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP - 2016). Especialização em Method Acting pela The Lee Strasberg Theatre And Film Institute (2010). Graduação em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP - 2008).

Referências

BALLINGER, Rucina; DIBIA, I Wayan. Balinese dance, drama & music: a guide to the performing arts of Bali. Singapore: Tuttle Publishings, 2004.

BANDEM, I Made; DEBOER, Frederik Eugene. Balinese dance in transition: Kaja and Kelod. Singapore: Oxford University Press (2nd ed), 1995.

PRONKO, Leonard C. Teatro: leste & oeste. São Paulo: Perspectiva, 1986.

Downloads

Publicado

2022-04-06

Como Citar

AMANAJÁS, I. de A. Conversas de Warung - Kopi luwak com Ni Luh Putu Sutarini. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 43, p. 1-18, 2022. DOI: 10.5965/1414573101432022e0501. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21076. Acesso em: 2 out. 2022.