Ponto de Partida: Um teatro político na ditadura militar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573103422021e0501

Palavras-chave:

Teatro brasileiro, Ditadura Militar, Vladimir Herzog, Antonio Petrin

Resumo

Nesta entrevista, o ator Antonio Petrin (1938) comenta a sua participação no elenco da primeira encenação da peça Ponto de Partida (1976), importante musical brasileiro, escrito por Gianfrancesco Guarnieri (1934-2006) e dirigido por Fernando Peixoto (1937-2012). Trata-se de uma peça de teatro que buscou fazer alusão à morte do jornalista Vladimir Herzog (1937-1975), torturado e assassinado pelo Estado durante a ditadura militar no Brasil (1964-1985). Em maio de 2021, diante da crise sanitária ocasionada pelo novo coronavírus (COVID-19), a entrevista foi realizada através de uma chamada de vídeo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antonio Pedra da Silva, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Graduando em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Bolsista no Programa de Iniciação Científica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), processo 2020/08383-0.

Referências

CHAVES NETTO, João. Patética. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

FREITAS, Ludmila Sá de. (1976) História e Dramaturgia: o caso Vladimir Herzog (re)significado por Gianfrancesco Guarnieri em “Ponto de Partida”. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado de História) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2005.

GUARNIERI, Gianfrancesco. O melhor teatro: Gianfrancesco Guarnieri. seleção: Décio de Almeida Prado. 2. ed. - São Paulo: Global, 2001.

KLEINAS, Alberto. A morte de Vladimir Herzog e a luta contra a ditadura: a desconstrução do suicídio. Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012.

PEIXOTO, Fernando. Teatro em Movimento. São Paulo: Hucitec, 1985.

VIANNA FILHO, Oduvaldo. Rasga Coração. São Paulo: Temporal, 2018.

Downloads

Publicado

2021-12-13

Como Citar

PETRIN, A.; SILVA, M. A. P. da. Ponto de Partida: Um teatro político na ditadura militar. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 3, n. 42, p. 1-15, 2021. DOI: 10.5965/1414573103422021e0501. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20582. Acesso em: 12 ago. 2022.