Desmonte: Sobre (cura)dorias, feridas e modos de ser em Arte

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101402021e0113

Resumo

Este artigo articula análises implicadas social e politicamente aos processos de curadoria ocorridos por ocasião do evento artístico-acadêmico DESMONTE realizado na Escola de Dança da UFBA em duas edições, 2019 e 2020. A principal pauta desse evento é refletir sobre gênero, raça, sexualidade e deficiência, em perspectiva corporal e interseccional. Com o aporte dos Estudos Trans, dos Estudos Anti-coloniais e dos Estudos Antropológicos do Antropoceno, convoca-se três elementos (a chama, o leite e a mesa) da performance (B)urra demanda de amor, de Pérola Preta, para compor argumentos que sinalizam pistas de uma cartografia sobre feridas, Fim do Mundo, feitiçarias, curas e criação de outros mundos e modos de ser.

Biografia do Autor

Ian Guimarães Habib, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Artista cênico, artista visual e pesquisador (PUCMG/UFMG/UFRGS). Mestrando em Dança (CAPES/UFBA). É Ativista em Direitos Humanos (Livres&Iguais/ONU).

Lucas Valentim Rocha, Universidade Federal da Bahia - UFBA

Professor dos cursos de graduação e pós-graduação (PPGDANCA) e (PRODAN) da Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Doutor pelo Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da UFBA (2016-2019). Mestre em Dança pelo Programa de Pós Graduação em Dança da UFBA (2012-2013) . Licenciado em Dança pela Universidade Federal da Bahia (2017-2011). É Chefe de Departamento da Escola de Dança da UFBA (2020-2022).

Referências

BRASILEIRO, Castiel Vitorino. Quando encontro vocês: macumbas de travesti, feitiços de bixa. Vitória: Editora da autora, 2019.

BRASILEIRO, Castiel Vitorino. Ancestralidade sodomita, espiritualidade travesti. PISEAGRAMA, Belo Horizonte, n. 14, página 40-47, 2020.

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: Feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

CRENSHAW, Kimberlé W. On intersectionality: Essential writings. Nova York, The New Press, 2017.

DESCOLA, Philippe. Nós nos tornamos um vírus para o planeta. n-1, São Paulo, 2020.

Disponível em: <https://www.n-1edicoes.org/textos/137>. Acesso em: 12 jan. 2021.

ELIADE, Mircea. O xamanismo e as técnicas arcaicas do êxtase. São Paulo, Martins Fontes, 2002.

FANON, Frantz. Black skin, white masks. London: Paladin, 1970.

FEDERICI, Silvia. Calibã e a bruxa: mulheres, corpo e acumulação primitiva. Trad. Coletivo Sycorax. São Paulo: Elefante, 2017.

GROSFOGUEL, R. Descolonizar as esquerdas ocidentalizadas: para além das esquerdas eurocêntricas rumo a uma esquerda transmoderna descolonial. Contemporânea – Revista de Sociologia da UFSCar, São Carlos, v. 2, n. 2, p. 337 – 362, 2012.

HABIB, Ian Guimarães. Corpos Transformacionais: A facetrans no Brasil. Arte da Cena (Art on Stage), v. 6, n. 2, p. 68-106, 2020.

HALBERSTAM, Jack; NYONG’O, Tavia. Introduction: theory in the wild. South Atlantic Quarterly, v. 117, n. 3, p. 453-464, 2018.

HARAWAY, Donna J. Staying with the trouble: Making kin in the Chthulucene. Durham: Duke University Press, 2016.

HARAWAY, Donna. Ficar com o problema. n-1, São Paulo, 2020. Disponível em: <https://www.n-1edicoes.org/textos/132>. Acesso em: 12 jan 2021.

hooks, bell. Talking back: Thinking feminist, thinking black. Boston: South End Press, 1989.

hooks, bell. Yearning: Race, Gender, and Cultural Politics. Boston: South End Press, 1990.

KASTRUP, Virginia. O funcionamento da atenção no trabalho do cartógrafo. In: Psicologia & Sociedade. UFRJ, Rio de Janeiro, n. 19, p. 15-22, 2007.

KILOMBA, Grada. Memórias da plantação: episódios de racismo cotidiano. Rio de Janeiro: Editora Cobogó, 2019.

KILOMBA, Grada. ‘O Brasil é uma história de sucesso colonial’, lamenta Grada Kilomba. CNN, São Paulo, 2020. Disponível em: <https://www.cnnbrasil.com.br/nacional/2020/06/06/o-brasil-e-uma-historia-de-sucesso-colonial-lamenta-grada-kilomba>. Acesso em: 05 mar 2020.

KRENAK, Ailton. Do tempo. n-1, São Paulo, 2020. Disponível em: <https://www.n-1edicoes.org/textos/71>. Acesso em: 12 jan. 2021.

LAGROU, Els. Nisun: A vingança do povo morcego e o que ele pode nos ensinar sobre o novo coronavírus. Blogbvps, Brasil, 2020. Disponível em: <https://blogbvps.wordpress.com/2020/04/13/nisun-a-vinganca-do-povo-morcego-e-o-que-ele-pode-nos-ensinar-sobre-o-novo-corona-virus-por-els-lagrou/>. Acesso em: 12 jan. 2021.

LEAL, Dodi. A arte travesti é a única estética pós-apocalíptica possível?. n-1, São Paulo, 2020. Pedagogias antiCIStêmicas da pandemia. Disponível em: <https://www.n-1edicoes.org/textos/18>. Acesso em: 12 jan. 2021.

MOMBAÇA, Jota. O mundo é meu trauma. PISEAGRAMA, Belo Horizonte, n. 11, página 20-25, 2017.

MOMBAÇA, Jota. Veio o tempo em que por todos os lados as luzes desta época foram acendidas. Buala, São Paulo, 2018. Disponível em: <https://www.buala.org/pt/corpo/veio-o-tempo-em-que-por-todos-os-lados-as-luzes-desta-epoca-foram-acendidas>. Acesso em: 12 jan 2021.

MORRISON, Toni. Playing in the dark: Whiteness and the literary imagination. New York: Vintage, 1992.

SILVA, Denise Ferreira da. A dívida impagável. São Paulo: Oficina de Imaginação Política e Living Commons, 2019.

SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Pode o subalterno falar? Belo Horizonte: UFMG, 2010.

REAL, Aline Vila. Da Curadoria à Cura: Notas sobre o Imperativo da Descolonização. Cartografias. MITsp_05 - Revista de Artes Cênicas. Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da ECA-USP. São Paulo, v. 5, p. 208 – 217, 2018.

ROLNIK, Suely. Cartografia Sentimental: Transformações Contemporâneas do Desejo. Porto Alegre: Sulina Editora da UFRGS), 2011.

VERGUEIRO, Viviane. Por inflexões decoloniais de corpos e identidades de gênero inconformes: uma análise autoetnográfica da cisgeneridade como normatividade. 2015. 244 f. 2015. Dissertação (Mestrado Cultura e Sociedade)- Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2015.

Downloads

Publicado

2021-04-28

Como Citar

Habib, I. G., & Rocha, L. V. (2021). Desmonte: Sobre (cura)dorias, feridas e modos de ser em Arte. Urdimento - Revista De Estudos Em Artes Cênicas, 1(40), 1-29. https://doi.org/10.5965/1414573101402021e0113

Edição

Seção

Dossiê Temático: Curadoria da Performance e Processos de Cura em Artes Cênicas