Metis grega e simulacro em O Programa de Televisão (1990), de Michel Vinaver

Autores

  • Catarina Sant'Anna Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101202013141

Resumo

Análise dos jogos lingüísticos e da metalinguagem implicados no tema da mentira e da manipulação na comédia O Programa de Televisão/ L’Emission de télévision de Michel Vinaver (1927), através da noção grega de metis (a inteligência astuta na Grécia mítica) e das noções de simulacro e simulação de Jean Baudrillard.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Catarina Sant'Anna, Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA

Professora Dra Associada no PPGAC-UFBA, ex-profa do Dep. de Artes Cênicas, da Imagem e da Tela, do Instituto de Letras, Ciências da Linguagem e Arte, da Universidade Lumière Lyon 2 (2004 a 2006), doutora e pós-doutora pela USP (1989 e 1991), publicou traduções e estudos sobre o teatro de Michel Vinaver (EDUSP, 2007), tem prontas a publicar mais traduções com estudos desse autor, feitos em pós-doutorado no Institut d’Etudes Théâtrales, da Universidade Sorbonne Nouvelle Paris-3 e IMEC-Abadia de Ardennes (2010-2011). Publicou ainda Para Ler Gaston Bachelard- ciência e arte (Edufba, 2010) e Metalinguagem e teatro -a dramaturgia de Jorge Andrade (Perspectiva, 2012).

Downloads

Publicado

2013-09-13

Como Citar

SANT’ANNA, C. Metis grega e simulacro em O Programa de Televisão (1990), de Michel Vinaver. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 20, p. 141-150, 2013. DOI: 10.5965/1414573101202013141. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573101202013141. Acesso em: 28 set. 2022.