Entre a Europa e o Recife, a contribuição argentina para o “Teatro do Nordeste”

Autores

  • Luís Augusto da Viega Pessoa Reis Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

DOI:

https://doi.org/10.5965/1414573101202013079

Resumo

Este artigo oferece um mapeamento inicial da influência de publicações argentinas no processo de modernização do teatro feito no Nordeste do Brasil, especialmente em Pernambuco, entre as décadas de 1940 e 1960. Examinando referências bibliográficas citadas de modo recorrente por Hermilo Borba Filho, decerto o principal mentor do chamado “Teatro do Nordeste”, observa-se como ideias renovadoras advindas da Europa chegaram ao Recife por meios de livros publicados em Buenos Aires, sofrendo assim, naturalmente, interpretações e adaptações. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Augusto da Viega Pessoa Reis, Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Professor do Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística, da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE. Possui graduação em Comunicação Social-Jornalismo (UFPE -1999), mestrado em Comunicação Social pela (UFPE - 2003), e doutorado em Teoria da Literatura (2008-UFPE), com tese sobre o pensamento teatral de Hermilo Borba Filho.

Downloads

Publicado

2013-09-13

Como Citar

REIS, L. A. da V. P. Entre a Europa e o Recife, a contribuição argentina para o “Teatro do Nordeste”. Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas, Florianópolis, v. 1, n. 20, p. 079-085, 2013. DOI: 10.5965/1414573101202013079. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573101202013079. Acesso em: 28 set. 2022.