Entre o anticomunismo e o anticapitalismo: o arcebispo de Goiânia perante o terrorismo de Estado no Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180315392023e0101

Palavras-chave:

catolicismo, anticomunismo, ditadura, justiça, Gerra Fria

Resumo

A realização do Concílio Ecumênico Vaticano II (1962-1965), com mais de duzentos bispos brasileiros presentes, modificou o modo de viver a fé cristã no país, porém o regime ditatorial instaurado em 1964, com os seguidos atos institucionais do poder executivo e com as práticas da repressão política, interferiu nesse processo de renovação do catolicismo romano. Este texto analisa as transformações ocorridas no ambiente da Arquidiocese de Goiânia, região central do Brasil, que estava sob o báculo Dom Fernando Gomes dos Santos (1957-1985). A dimensão da justiça social foi um importante princípio adotado no processo de recepção das decisões conciliares, inserido de modo central nos planos pastorais elaborados na década de sessenta do século XX. Esse princípio levou o clero católico a não concordar com o anticomunismo simplista, propalado pelo Estado autoritário, e, simultaneamente, foi uma plataforma para a crítica do capitalismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CAMACHO, Ildefonso. Doutrina social da Igreja: abordagem histórica. São Paulo: Loyola, 1995.

CELAM. Documento de Medellín: presença da Igreja na atual transformação da América Latina à luz do Concílio Vaticano II. [S.l.], 1968. Disponível em: www.faculdadejesuita.edu.br/eventodinamico/eventos/documentos/documento-FwdDtt9v3ukKPDZq.pdf. Acesso em: 28 jan. 2021.

CERTEAU, Michel de. Les chrétiens et la dictature militaire au Brésil (1969). In: CERTEAU, Michel de. La faiblesse de croire. Paris: Éditions du Seuil, 1987. p. 137-162.

CHAOUCH, Malik Tahar. La teologia de liberación em América Latina: una relectrua sociológica. Revista Mexicana de Sociología, Ciudad de Mexico n. 69, p. 427-456, 2007.

CNBB. Mensagem da Comissão Central da CNBB. Revista da Arquidiocese de Goiânia, Goiânia, ano 7, n. 4, p. 243-252, abr. 1963.

CNBB. Declaração dos bispos. Revista da Arquidiocese de Goiânia, Goiânia, ano 8, n. 6-7, p. 215-216, jun./jul. 1964.

DUFOUR, Dany-Robert. Baise ton prochain: une histoire suterraine du capitalisme. Paris: Acte Sud, 2020.

FICO, Carlos. O grande irmão: da operação Brother Sam aos anos de chumbo. O governo dos Estados Unidos e a ditadura militar brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2008.

FICO, Carlos. Ditadura militar: prefácios, palestras e posts. Amazon: eBook Kindle, 2020. E-book.

GIDDENS, Anthony. A terceira via. 5. ed. Rio de Janeiro: Editora Record, 2005.

FRANCHINI NETO, Hélio. A política externa independente em ação: a Conferência de Punta del Este de 1962. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 48, n. 2, p. 129-151, jul./dez. 2005.

HARMER, Tanya. The Cold War in Latin America. In: KALINOVSKY, Aretemy M.; DAIGLE, Craig (ed.). The Routledge handbook of the Cold War. London: Taylor & Francis Group, 2014. p.133-149.

HOBSBAWN, Eric. Era dos extremos. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

KOSELLECK, Reinhardt. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Editora PUC Rio, 2006.

LACLAU, Ernesto. La razón populista. Buenos Aires: Fondo de Cultura, 2010.

LEFFLER, Melvyn; WESTAD, Odd (ed.). The Cambridge History of Cold War (3 vol.). New York: Cambridge Press, 2010.

LINDBERG, Carter. Reformation. In: PATTE, Daniel. (ed.). The Cambridge dictionary of Christianity. New York: Cambridge University Press, 2010, p.1058.

LOWY, Michael. O que é cristianismo da libertação?: religião e política na América Latina. São Paulo: Expressão Popular, 2016.

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Em guarda contra o perigo vermelho: o anti-comunismo no Brasil. São Paulo: Editora Perspectiva, 2002.

NORDESTE. Declaração dos bispos do Nordeste, reunidos por ocasião da posse de Dom Helder Câmera. Revista da Arquidiocese de Goiânia, Goiânia, ano 8, n. 5, p.177-179, maio 1964.

ORLANDI, Eni P. A linguagem e seu funcionamento. 2. ed. Campinas: Pontes, 2003.

RICCARDI, Andrea. Começa a Assembleia. In: ALBERIGO, Giuseppe (org.). História do Concílio Vaticano II (vol. 2). Petrópolis: Editora Vozes, 2000. p. 77-110.

RODRIGUES, José Honório. Conciliação e reforma no Brasil: um desafio histórico-cultural. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1964.

SANTOS, Dom Fernando Gomes. O encontro no Rio de Janeiro. Goiânia: IPEHBC, 1973. Caixa nº12 do fundo Dom Fernando.

SANTOS, Dom Fernando Gomes. Mensagem de páscoa. Revista da Arquidiocese de Goiânia, Goiânia, ano 8, n. 5, p. 182-187, maio 1964.

SERBIN, Kenneth. Diálogos na sombra: bispos e militares, tortura e justiça social na Ditadura. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

SILVA, Aline de V. João Goulart e as Reformas de Base. Textos e Debates, Florianópolis, v. 1, n. 32, p. 5-20, 2019.

SILVA, Wellington T. Frei Carlos Josaphat, catolicismo e revolução social. Revista Caminhos, Goiânia, PUC Goiás, v. 16, n. 1, p. 196-207, 2018.

TRAVERSO, Enzo. O passado: modos de usar. Lisboa: UNIPOP Editora, 2012.

VALÉRIO, Mairon E. O continente pobre e católico: o discurso da Teologia da Libertação e a reinvenção religiosa da América Latina. 2012. Tese (Doutorado em História) − Unicamp, Campinas, 2012.

Downloads

Publicado

2023-09-24

Como Citar

QUADROS, Eduardo Gusmão de. Entre o anticomunismo e o anticapitalismo: o arcebispo de Goiânia perante o terrorismo de Estado no Brasil. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 15, n. 39, p. e0101, 2023. DOI: 10.5965/2175180315392023e0101. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180315392023e0101. Acesso em: 2 mar. 2024.