Os movimentos de libertação em Angola e a criação das Forças Armadas Angolanas: contributos da ideologia política

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180313342021e0106

Resumo

Tão importante como caracterizar umas Forças Armadas de um Estado no presente, e projetar o seu futuro, tendo com base a sua liderança, capacidades militares, valências técnicas, táticas e tecnologia, e obviamente a sua condição de operacionalidade, importa olhar para o seu passado e ver que influencias tiveram, donde deriva a sua ideologia política, que História está na sua génese e que representam no seu íntimo nacionalista. Este artigo resume e procura identificar, de uma forma cronológica e matricial, todos os possíveis fatores que contribuíram ao longo da História de Angola, centrada nos Movimentos de Libertação para a criação das Forças Armadas Angolanas e como constituem para a matriz identitária do Estado Angolano e do Povo de Angola.

Palavras-chave: Angola; movimentos de libertação; Forças Armadas Angolanas; segurança e defesa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Manuel Brás Bernardino, Centro de Investigação e Desenvolvimento do Instituto Universitário Militar (CIDIUM)

Doutor em Relações Internacionais pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa (ISCSP-UL).

Coronel do Exército, professor no Departamento de Estudos Pós-Graduados e Investigador no Centro de Investigação e Desenvolvimento do Instituto Universitário Militar (CIDIUM).

Investigador no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Centro de Estudos Internacionais (CEI).

Referências

ANSTEE, Margaret Joan. Órfão da Guerra Fria: radiografia do colapso do processo de paz angolano 1992/93. 2. ed. Porto: Editora Campo das Letras, 1997.

BENDER, Gerald J. Angola under the Portuguese’s: the myth and the reality. [S.l.]: Africa World Press, 2004.

BERNARDINO, Luís Manuel Brás. A posição de Angola na arquitectura de paz e segurança africana: análise da função estratégica das Forças Armadas Angolanas. Lisboa: Editora Almedina, 2013.

BERNARDINO, Luís Manuel Brás. As Forças Armadas Angolanas: contributos para a edificação do Estado. Lisboa: Editora Mercado de Letras, 2019.

BIRMINGHAM, David. Portugal e África. 1. ed. Lisboa: Veja Editora, 2003.

BRIDGLAND, Fred. Jonas Savimbi: uma chave para África. 1. ed. Lisboa: Edição Perspectivas e Realidades, 1988.

BRUNSCHWIG, Henri. A partilha da África Negra. São Paulo: Editora Perspectiva: Coleção Khronos, 1974.

CAETANO, Marcello. Portugal e a internacionalização dos problemas africanos (História duma batalha: Da liberdade dos Mares às Nações Unidas). 3. ed rev. atual. Lisboa: Edições Ática, 1965.

CARDOSO, Silva. Angola, anatomia de uma tragédia. 6. ed. Lisboa: Edições Oficina do Livro, 2005.

CARREIRA, Iko. O pensamento estratégico de Agostinho Neto. Lisboa: Editora Dom Quixote: Caminhos da História, 1996.

CANN, John P. Contra-insurreição em África (1961-1974): o modo português de fazer a guerra. 1. ed. Lisboa: Edições Atena, 1989.

CAVAZZI, João António. Descrição histórica dos três reinos do Congo, Matamba e Angola. Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar, 1965. 2 v.

COQUERY-VIDROVITCH, Catherine. Petit histoire de L’Afrique: L’Afrique au Sud du Sahara de la préhistoire à nos jours. Paris: Éditions La Découverte, 2011.

DAVEZIES, Robert. La guerre d’Angola. Bordeaux: Ducros Édition, 1968.

FELGAS, Hélio Esteves. Guerra em Angola. 3. ed. Lisboa: Livraria Clássica, 1962.

FELGAS, Hélio Esteves. Os movimentos terroristas de Angola, Guiné e Moçambique (influências externas). Lisboa: Gráfica dos Combatentes das Grandes Guerras, 1966.

FERREIRA, Eduardo de Sousa. A lógica da consolidação da economia de mercado em Angola, 1930-74. Lisboa: Análise Social, 1985. p. 85-110. Ano 21. n. 85.

GARCIA, Rita. S.O.S Angola: os dias da ponte aérea. 1. ed. Lisboa: Editora Leya: Oficina do Livro, 2011.

GAZIBO, Mamoudou. Introduction à la politique Africaine. 10 ed. Québec: Les Presses de l’Université de Montréal, 2010.

GRAÇA, Pedro Borges. A construção da Nação em África. Coimbra: Edições Almedina, 2005.

JAMES III, W. Martin. A political history of the Civil War in Angola 1974-1990. New Jersey: Transaction Publishers, 2011.

JÚNIOR, Miguel. A formação e o desenvolvimento das Forças Armadas Angolanas. Luanda: Editorial Nzila, 2003.

KAPUSCÍNSKI, Ryszaed. D’une guerre l’autre: Angola, 1975. [S.l.]: The Poland Translation Program, 2011.

LEÃO, Ana; RUPIYA, Martin. A Military History of the Angolan Armed Forces from the 1960s Onwards: as told by former combatants. South Africa: International Security Studies (ISS), 2005. Disponivel em: http://www.isn.ethz.ch/isn/Digital-Library/Publications/Detail/?ots591=0c54e3b3-1e9c-be1e-2c24-a6a8c7060233&lng=en&id=108507. Acesso em: 19 fev. 2021.

LIMA, Durval Pires de. O Oriente e a África desde a restauração a Pombal. Lisboa: Divisão de Publicações e Biblioteca; Agência Geral das Colónias, 1946

MACQUEEN, Norrie. A descolonização da África portuguesa: revolução metropolitana e a dissolução do Império. Mem Martins: Editorial Inquérito, 1998.

MATEUS, Dalila Cabrita; MATEUS, Álvaro. Angola 61: guerra colonial: causas e consequências: o 4 de Fevereiro e o 15 de Março. 1. ed. Lisboa: Texto Editora, 2011.

MEREDITH, Martin. The State of Africa: a history of fifty years of independence. Great Britain: Africa House, 2006.

MESSIANT, Christine. L’Angola postcolonial: guerre et paix sans démocratisation. Paris: Éditions Karthala, 2008. v. 1.

MESSIANT, Christine. L’Angola postcolonial: sociologie politique d’une oléocratie. Paris: Éditions Karthala, 2008. v. 2.

MOREIRA, Adriano. Política ultramarina: estudos de ciências políticas e sociais. 3. ed. Lisboa: Junta de Investigação do Ultramar: Centro de Estudos Políticos e Sociais: Tipografia Minerva, 1960.

MOKHTAR, Gamal. História Geral da África: África antiga. 2. ed. rev. atual. Brasília: Comitê Científico Internacional da UNESCO para Redação da História Geral da África: Universidade Federal de S. Carlos, 2010. v. 2.

MUEKALIA, Jardo. Angola: a segunda revolução: memórias da luta pela democracia. 1. ed. Lisboa: Sextante Editora, 2010.

NUNES, António Lopes Pires. Angola (1966-1974): vitória militar a Leste. Lisboa: Editora Tribuna, 2002.

NUNES, António Lopes Pires. Angola 1961: Da Baixa do Cassange a Nambuangongo. Lisboa: Editora Prefácio, 2005

OLIVEIRA, Joaquim D. Marques de. Os caminhos históricos das fronteiras de Angola. Coimbra: Gráfica de Coimbra, 2010.

PATTE, Richard. Portugal em África: impressões e reflexões de viagem pela África Portuguesa. Lisboa: Agência Geral do Ultramar: Tipografia Silvas, 1959.

PÉLISSIER, René. La colonie du minotaure, nationalismes et révoltes en Angola. Paris: Editions Pélissier, 1978.

PÉLISSIER, René. Le naufrage des caravelles, études sur le fin de l’empire Portugais (1961-1975). Paris: Editions Pélissier, 1979.

PÉLISSIER, René. História das campanhas de Angola: resistência e revoltas, 1845-1941. Lisboa: Editorial Estampa, 1986. 2 v.

POURTIER, Roland. Afrique noires. 2. ed. Paris: Hachette Livres, 2010.

READER, John. A biography of the continent: Africa. New York: Ed. Vintage, 1998.

ROCHA, Edmundo. Angola: contribuição ao estudo da génese do nacionalismo moderno angolano: período de 1950 a 1964. 2. ed. Lisboa: Editora Dinalivro, 2009.

SANTOS, Eduardo dos. Pan-africanismo. Lisboa: Tipografia Silvas, 1968.

SANTOS, José Eduardo dos. Discurso sobre o Estado da Nação: cerimónia de abertura da IVª Sessão Legislativa da IIª Legislatura da Assembleia Nacional de Angola. Angola, 11 out. 2011.

SELVAGEM, Carlos. Portugal Militar: compêndio de história militar e naval de Portugal: desde as origens do Estado Portucalense até o fim da Dinastia de Bragança. Lisboa: Imprensa Nacional: Casa da Moeda, 1999.

SMITH, Stephen. Négrologie: pourquoi l’Afrique meurt. France: Hachette Littératures: 2003.

WAALS, Willem Van Der. Portugal’s war in Angola 1961-1974. Cape Town: Ashanti Publishing, 1993.

WHEELER, Douglas; PÉLISSIER, René. A história de Angola. 1. ed. Lisboa: Editora Tintada China, 2009.

WILENSKY, Alfredo Héctor. Tendências de la legislacion ultramarina portuguesa en África. Lisboa: Editora Pax, 1968.

VALAHU, Mugur. Angola: clé de l’Afrique. Paris: Nouvelles Editions Latines, 1967.

VICENTE, Paulo Nzaji da Conceição. História do MPLA 1º Volume (1940-1966). 1. ed. Luanda: Editora: Editorial Caminho (Lisboa): Centro de Documentação e Investigação Histórica do Comité Central do MPLA, 2008. v. 1.

VICENTE, Paulo Nzaji da Conceição. História do MPLA 2º Volume (1967-1976). 1. ed. Luanda: Editora: Editorial Caminho (Lisboa): Centro de Documentação e Investigação Histórica do Comité Central do MPLA, 2008. v. 2.

ZERBO Joseph Ki. História Geral da África I: metodologia e pré-história da África. Brasília: Comité Científico Internacional da UNESCO para Redação da História Geral da Africa: Universidade Federal de São Carlos, 2010.

Downloads

Publicado

2021-11-04

Como Citar

BERNARDINO, L. M. B. Os movimentos de libertação em Angola e a criação das Forças Armadas Angolanas: contributos da ideologia política. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 13, n. 34, p. e0106, 2021. DOI: 10.5965/2175180313342021e0106. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180313342021e0106. Acesso em: 2 dez. 2021.