O problema da divisão do espaço na Geografia da Fome: revisitando a obra de Josué de Castro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180312292020e0209

Resumo

A Geografia da Fome, de Josué de Castro, foi uma das principais obras a abordar, em sua época, a questão da desigualdade social no Brasil, em especial no que concerne ao mapeamento da Fome – compreendida em seu duplo aspecto da desnutrição e subnutrição e, ao mesmo temp0, examinada em sua dimensão social. Neste artigo, revisitaremos essa obra, atentando mais especialmente para o modo como o seu autor opera com a divisão do espaço na abordagem de seu problema, demarcando o espaço nacional em cinco áreas ou regiões que revelam a recorrência de diferentes tipos de fome.

Palavras-chave: Geografia Humana. Brasil. Fome. Nutrição. Subnutrição.

Biografia do Autor

José D'Assunção Barros, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Professor Associado da Univesidade Federal Rural do Rio de Janeiro nos cursos de Graduação e Pós-Graduação em História. Professor-Permanente do Programa de Pós-Graduação em História Comparada da UFRJ. Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense

Referências

BLOCH, Marc. Les caractères originaux de l’histoire rurale française. Paris: A. Colin, 1952.

BOURDIEU, Pierre. “A Ideia de Região” In: O Poder Simbólico. São Paulo: Difel, 1989. p.107-132.

BROWN, Lester Russell. Full Planet, Empty Plates: The New Geopolitics of Food Scarcity. London: W.W. Norton, 2012.

BUI, Doan. Les affameurs: voyage au cœur de la planète de la faim. Paris: Éditions Privé. Bureau J-C, 2009.

CAMINHA, Pero Vaz. Carta a el-Rei Dom Manoel sobre o achamento do Brasil. Rio de Janeiro, BN. 1 maio 1500. Disponível em: http://objdigital.bn.br/Acervo_Digital/ Livros_eletronicos/carta.pdf. Acesso em 20 jan. 2020.

CAPARRÓS, Martín. A Fome. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2016.

CASTRO, Josué de. Geografia da fome. Rio de Janeiro: Griphus, 1992.

GOUBERT, Pierre. História Local. História & Perspectivas, Uberlândia, n. 6, p.45-56, jan./jun. 1992.

HYAMS, Edward. Soil and civilization. London: Harper and Row, 1976.

LACOSTE, Yves. Geografia: isto serve, antes de mais nada, para fazer a guerra. Campinas: Papirus, 2005.

MORUS, Thomas. Utopia. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

PORTELLA, Joil Rafael; BULHÕES, Miguel Guimarães de. Divisões do Brasil em microrregiões e macrorregiões geográficas. Brasília: Deged, 1990.

RUSSELL. Sharman. Hunger: an annatural history. New York: Basic Books, 2005.

SANTOS, Milton. Técnica, espaço, tempo. São Paulo: EDUSP, 2013.

SANTOS, Milton. Metamorfoses do espaço habitado. São Paulo: EUSP, 2014.

SEM, Amartya. Poverty and faminess: an essay on entitlement and deprivation. Oxford: Clarendom Press, 1981.

SENHORAS, Elói Martins. A dinâmica regional nas relações internacionais. Conjuntura Global, v.4, n.3, p. 403-423, dez. 2015.

SENHORAS, E. M. “Escalas da Geografia das Relações Internacionais”. In: Selected works of Elói Martins Senhoras. Boa Vista: UFRR, 2012. Disponível em: www.works.bepress.com/eloi. Acesso em: 16 ago. 2019.

SENHORAS, E. M.; VITTE. C. C. S. “A escala do regionalismo transnacional sob construção”. In: Memórias Del Xi Encuentro de Geógrafos de América Latina. Bogotá: UNAL, 2007.

VIDAL DE LA BLACHE, Paul. Tableau de la géographie de la France. Paris: La Table Ronde, 1996.

WAGENHOFER, Erwin; ANNAS, Max. Le marche de La faim. Paris: Actes Sud, 2007.

ZIEGLER, Jean. Destruction Massive: Geopolitique de La faim. Paris: Seuil, 2011.

Downloads

Publicado

2020-04-28 — Atualizado em 2020-09-15

Versões

Como Citar

BARROS, J. D. O problema da divisão do espaço na Geografia da Fome: revisitando a obra de Josué de Castro. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 12, n. 29, p. e0209, 2020. DOI: 10.5965/2175180312292020e0209. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180312292020e0209. Acesso em: 29 jul. 2021.