Frozen empires

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180310262019616

Resumo

Desde o início do século XX, Argentina, Grã-Bretanha e Chile fizeram reivindicações de soberania sobrepostas, enquanto os Estados Unidos e a Rússia reservaram direitos para todo o continente. O meio ambiente tem estado no centro dessas disputas pela soberania, colocando a Península Antártica em uma fascinante interseção entre a história diplomática e a história ambiental. Tem havido uma continuidade fundamental nos modos pelos quais as potências imperiais usaram o ambiente para apoiar suas reivindicações políticas na região da Península Antártica. Autoridades britânicas argumentaram que a produção de conhecimento científico útil sobre a Antártica ajudou a justificar a posse britânica. A Argentina e o Chile argumentaram que a Península Antártica pertencia a eles como resultado da proximidade geográfica, da continuidade geológica e de um senso geral de conexão. Apesar de vários desafios e reivindicações, no entanto, nunca houve uma genuína descolonização da região da Península Antártica. O livro sugere que a ciência, a política e o meio ambiente foram inextricavelmente conectados ao longo da história da região da Península Antártica - e permanecem assim - e mostra como o prestígio político sob o disfarce de conduzir "ciência pelo bem da humanidade" continua a influenciar negociações climáticas internacionais.

Biografia do Autor

Hermes Andrade Júnior, Universidade Católica Portuguesa

Hermes de Andrade Júnior, PhD is a Senior Research Professor at the Center for Philosophical and Humanistic Studies at the Catholic University in Braga, Portugal. He has a bachelor's degree in international relations with a master's degree in sociology and a doctorate in public health, emphasizing society and nature. He is scientific journalist and sustainable affairs activist who lived and studies socio-environmental issues in the Brazilian Amazonia and was one of the founders of the society of friends from the environmental protection area of Leme Hill (SOAPA-Leme) in Rio de Janeiro, Brazil and recently collaborated as a chapter author on the Handbook of IGI Global's (2018) Research on Supply Chain Management for Sustainable Development, working on this line of research and other sustainability issues such as sustainable leadership, quality of life, social responsibility, organisational culture and sustainable consumption in digital era.

Referências

PYNE, Stephen J. The Ice. London: Weidenfeld & Nicolson, 2003.

Downloads

Publicado

2019-04-15

Como Citar

JÚNIOR, H. A. Frozen empires. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 11, n. 26, p. 616 - 622, 2019. DOI: 10.5965/2175180310262019616. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180310262019616. Acesso em: 29 jul. 2021.